O que as companhias aéreas estão fazendo para deixar as viagens mais sustentáveis?

Redução de emissão de carbono e aviões mais eficientes são algumas das medidas adotadas pelas empresas

Você já ouviu falar na expressão FLIGHT SHAME? A culpa pelo custo ambiental das viagens aéreas está fazendo com que os turistas mais socialmente responsáveis procurem maneiras de compensar as emissões de carbono dos voos e também adotem meios de transporte alternativos, sempre que possível.

Para evitar uma debandada de viajantes socialmente responsáveis, as companhias aéreas estão tomando várias iniciativas para promover viagens mais sustentáveis. 

Em 2018, o Conselho Internacional de Transporte Limpo publicou um estudo mostrando que as operações de aviação comercial, incluindo voos de companhias aéreas, representavam 2% das emissões mundiais de dióxido de carbono e cerca de 12% de todas as emissões de CO2 do setor de transportes.

Segundo o relatório, as emissões de CO2 de aeronaves comerciais devem triplicar até 2050, com as viagens aéreas de passageiros e o frete aéreo aumentando em todo o mundo. 

Para evitar o colapso ambiental e combater o “flight shame”, as companhias aéreas estão buscando várias formas de reduzir a emissão de carbono e garantir que as viagens aéreas sejam cada vez mais sustentáveis.

Veja abaixo algumas das iniciativas que estão sendo tomadas:

1.Uso de biocombustíveis

Um dos grandes vilões da sustentabilidade nos voos é o uso do querosene de aviação nos aviões. Ele é um combustível derivado do petróleo e altamente poluente. Para mitigar o problema, algumas companhias aéreas e aeroportos já começam a usar o biocombustível de aviação, que reduz em até 80% as emissões de carbono durante o voo. O problema é que, por enquanto, esse tipo de combustível sustentável é quatro vezes mais caro que o querosene de aviação tradicional. 

Atualmente, apenas cinco aeroportos possuem distribuição regular de biocombustível (Bergen, na Noruega; Brisbane, na Austrália; Los Angeles, nos EUA; Oslo e Estocolmo, na Suécia), com outros oferecendo suprimentos ocasionais. 

Algumas companhias aéreas já indicaram que pretendem substituir o uso de querosene de aviação pelo combustível em toda a sua frota.

A Scandinavian Airlines, por exemplo, pretende abastecer todos os seus voos domésticos – representando 17% do consumo total de combustível da transportadora – com biocombustível até 2030.

2. Aviões mais modernos

Além de substituir o combustível usado pelas aeronaves, as companhias aéreas também estão em um processo de renovação de frota para “aposentar” os aviões menos eficientes do ponto de vista de uso de combustível. Modelos mais recentes têm mais aerodinâmica e turbinas mais eficientes, permitindo às companhias aéreas voar mais longe usando menos combustível.

A companhia aérea americana Delta Airlines anunciou recentemente um investimento de US$ 1 bilhão para se tornar carbono neutro até 2030. Uma das iniciativas é a renovação de sua frota com aeronaves mais modernas e sustentáveis, como o Airbus A320neo, que usa 16% menos combustível em relação às aeronaves da geração anterior.

3. Compensação de emissões de carbono

Apesar dos esforços, a redução da emissão de poluentes por parte das companhias aéreas é um processo lento. Algumas empresas buscam compensar suas emissões comprando crédito de carbono ou investindo em iniciativas sustentáveis. 

Muitas companhias aéreas estão incentivando os clientes a compensar suas emissões de carbono durante o processo de reserva.

A Air New Zealand, por exemplo, permite que seus passageiros paguem um pouco a mais na passagem para garantir que o carbono emitido pelo voo será compensado.

No ano passado, os clientes da companhia compensaram parcial ou totalmente mais de 183.600 viagens, um aumento de 41% em relação a 2018.

O QUE O VIAJANTE PODE FAZER?

Deixar as viagens mais sustentáveis não é papel apenas das companhias aéreas. Os consumidores também podem podem adotar medidas que contribuem para uma viagem mais sustentável.

Veja abaixo três dicas do Conselho Internacional de Transporte Limpo sobre como você pode incentivar a sustentabilidade nos vôos:

O voo é realmente necessário?
Viagens de negócio, por exemplo, podem ser substituídas por videoconferência. Também é possível usar outros meios de transportes mais sustentáveis, como trem ou carro, para trajetos curtos.

Prefira aviões modernos
Quando selecionamos uma companhia aérea ou um voo específico, normalmente não nos preocupamos sobre qual é o avião que irá fazer a rota. Mas se você busca um voo mais sustentável, prefira companhias aéreas com aviões mais modernos, como o A320neo ou o Boeing 787-8, que tem um consumo de combustível cerca de 15% a 20% menor que os modelos mais antigos.

Evite escalas
Além de ser mais cansativo, voos com escalas acabam gastando mais combustível porque conta com mais de uma decolagem. Voos diretos são mais eficientes do ponto de vista de consumo de combustível. 

companhias aéreas

Embraer realiza primeiro teste de avião autônomo no Brasil
Celular no avião é mesmo perigoso?
Aplicativos que ajudam a combater medo de avião

 






ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS