Programa de assinaturas do Walmart busca acirrar disputa com a Amazon

Lançamento do Walmart+ procura aumentar competitividade da empresa no varejo online

O Walmart, maior varejista “offline” do mundo, está desenvolvendo um programa de assinaturas chamado Walmart+ para tentar diminuir a distância da Amazon no varejo online, onde sua principal concorrente tem a ampla vantagem.

Atualmente, a Amazon responde por cerca de 40% de todas as vendas do varejo online nos Estados Unidos, segundo relatório da eMarketer. O Walmart está em um distante segundo lugar, com apenas um pouco mais de 5% do mercado de comércio eletrônico dos EUA. Se olharmos apenas no segmento de compras de supermercado (groceries), a disputa é mais acirrada: a Amazon tem 36% do mercado, enquanto o Walmart aparece com 29%.

O site Recode, que divulgou inicialmente o serviço, informou que o Walmart vem desenvolvendo o programa há pelo menos um ano e meio. O objetivo da empresa é oferecer “vantagens que a Amazon não pode replicar, em parte para evitar uma comparação direta com o Amazon Prime”, informou, citando fontes anônimas.

Dentre os benefícios citados estão descontos em medicamentos controlados nas farmácias da rede e descontos em combustíveis nos postos de gasolina da empresa.

De acordo com o site, o programa deve ter como base o serviço de compras Delivery Unlimited do Walmart, que permite que os consumidores paguem uma taxa anual de US$ 98 ou uma taxa mensal de US$ 12,95, para que não haja cobrança de entrega para pedidos de US$ 30 ou mais.

O Amazon Prime também oferece entrega gratuita para uma ampla seleção de produtos, além de fornecer outros benefícios, como o acesso ao serviço de streaming de vídeos do mesmo nome.

walmart

Assinatura para fidelizar o cliente

Serviços de assinatura que oferecem benefícios para o consumidor por uma taxa mensal, como o Amazon Prime, são ótimos recursos para fidelizar clientes, aumentar o ticket médio e gerar receita permanente e previsível.

Os consumidores que investem em um programa de assinatura de uma marca, como o Prime ou tantos outros que existem no mercado, recebem o melhor que a marca tem a oferecer. Por sua vez, isso cria um cliente altamente engajado que gasta mais e compra com mais frequência.

O programa da Amazon, por exemplo, oferece streaming de vídeo, música, delivery expresso e frete grátis. Ele é um dos pilares da gigante varejista pela supremacia do comércio eletrônico.

“A associação Prime continua a melhorar para os clientes ano após ano. E os clientes estão respondendo – mais pessoas ingressaram na Prime neste trimestre do que nunca, e agora temos mais de 150 milhões de membros Prime pagos em todo o mundo”, disse o CEO da Amazon, Jeff Bezos, em comunicado à imprensa anunciando os resultados do quarto trimestre de 2019.

Walmart terá robôs operando em mil lojas nos Estados Unidos
Saiba como serão as lojas do futuro, segundo Nike e Walmart
Amazon está no topo da lista das empresas mais “malignas” para o mundo
Amazon Prime: o Brasil abraçou o programa? Confira entrevista exclusiva!

 

 

 






ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS