Conheça as tendências de moda e beleza para o público 60+

Responsáveis por 50% do consumo global, os seniores no Brasil são palco da pesquisa Wellness & Beleza Prateada, que revela tendências de consumo da geração

Segundo estatísticas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 13,7% da população brasileira é composta por mulheres maduras. O público sênior, inclusive, é responsável por 50% do consumo global, aponta a consultoria Hype 60+

E falando em Dia Internacional da Mulher, por mais que os movimentos sociais pelos direitos das mulheres tenha uma cara jovem, foram as Baby Boomers que, lá atrás, começaram a luta por liberdade.

Para dar mais visibilidade a esse público, o festival Beleza Pura, organizado pela Hype 60+, ofereceu workshops, palestras e exposições sobre o lifestyle das mulheres maduras. No evento foram divulgados os resultados da pesquisa Wellness & Beleza Prateada, que analisou os perfis sociais e comportamentais das consumidoras brasileiras dessa faixa geracional. 

Fotos: Paper Magazine

O estudo tem como foco as indústrias de beleza, moda e bem-estar, e foi conduzido pelo Dezon, Hype60+ e Tsunami60+

“Os maduros de hoje têm um estilo de vida e hábitos de consumo que eram, há três décadas, associadas aos jovens. Namoram online e têm vida sexual ativa; trabalham; são ativistas de causas modernas; continuam curtindo rock e buscando aprimoramento intelectual e profissional. A definição de idoso está muito velha”

Layla Vallias, cofundadora da Hype60+ e uma das coordenadoras da pesquisa

CONFIRA OS HIGHLIGHTS DA PESQUISA WELLNESS & BELEZA PRATEADA

Por Dezon, Hype60+ e Tsunami60+

A população de brasileiros com mais de 60 anos cresce 3% ao ano – mais que qualquer outro grupo geracional

83% acham a beleza importante; 80% consomem cosméticos; e 90% não se sentem representadas na comunicação das marcas de cosméticos

Os maduros vão representar 25% da população mundial até 2040 (2,1 bilhão de pessoas)

68% dos entrevistados estão em um relacionamento, e 25% das mulheres maduras têm relações sexuais semanais. A perda de parceiros é uma preocupação constante para os maduros que estão casados

76% declararam estar satisfeitas com a vida afetiva atual; entre os com mais de 75 anos, esse índice sobre para 86%

Mulheres maduras apontam a invisibilidade como principal desafio, sobretudo porque as marcas têm falhado em não conhecerem seus gostos, corpos e estilo de vida

Quatro entre 10 maduros com mais de 55 anos declararam que não há produtos e serviços para consumidores com a idade deles. As categorias mais apontadas foram são vestuário, calçado e acessórios (56%); alimentos diet ou sem glúten (40%) e serviços de turismo (36%); cursos (31%)

Segundo a pesquisa, o desejo do público feminino 60+ é que as marcas possam unir a estética contemporânea e atrativa ao conforto e usabilidade, levando em consideração as demandas específicas de seus corpos

Desejam, também, que seja rompido o estereótipo das cores neutras, da linguagem pastel e sem vida na estética 60+

75% dos maduros afirmaram que descobriram e compraram produtos por indicação de influenciadores digitais (48% adquiriram produtos de higiene e beleza; 41% compraram roupas; e 33% calçados)

Foto: Iris Apfel (Arquivo Pessoal)

MODA 60+

A especialista em tendências e embaixadora do projeto IDENTIDADES Iza Dezon detalha que as mulheres se sentem excluídas pelas marcas, que não conhecem ou reconhecem a beleza dos cabelos naturais na vida madura. “Em Beleza Prateada, o foco recai para os cabelos. A moda do branco ou prateado está nas cabeças das maduras e também das jovens mulheres”. Ela explica que, além de assumirem os brancos, a nova geração de maduros se interessa pelo universo fitness ― envolvendo desde a prática de atividades às roupas e devices que aprimoram o desempenho.

Diferentemente dos homens, muitas mulheres estão buscando autonomia na terceira idade, aponta Layla Vallias. “As mulheres, na maturidade, vivem uma fase de liberdade. Elas se sentem livres para viver e ser o que quiserem, pois já cuidaram dos filhos e do marido; agora, querem cuidar de si. Estão abertas para novos aprendizados, novas amizades, novas paixões. Muitas decidem se separar para viver um novo romance consigo mesma”, ressalta.

“Até quando segmentamos por gênero, notamos as diferenças nesse universo que é envelhecer. Enquanto os homens vivem uma fase de reclusão, as mulheres vivem a liberdade. Um erro comum das marcas é tratar todos iguais; o mesmo produto não serve a consumidores de 60, 70, 80, 90 ou 100 anos”

Layla Vallias, cofundadora da Hype60+







ACESSE A EDIÇÃO DESTE MÊS:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS