IDENTIDADES: Wellness dita tendência de quem busca o equilíbrio

Iza Dezon, representante da PeclersParis na América Latina, explica que a tendência é uma resposta a um comportamento cultural tóxico. Renata Dias é exemplo de quem encontrou o equilíbrio em meio a uma vida intensa e agitada

Foto Paulo Reis

“Minha carreira começou com moda. Mudei meus hábitos para me recuperar exatamente deste universo. Hoje entendo que preciso estar equilibrada para conseguir realizar tudo o que preciso e não só realizar bem, mas realizar feliz”, confessa Renata Dias, astróloga e pesquisadora de arquétipos femininos. 

E é esse equilíbrio que, em um contexto mais amplo, toma frente de uma tendência global que muita gente já ouviu falar: o WELLNESS.

A sócia-fundadora da Dezon Consultoria Estratégica, representante da PeclersParis na América Latina e especialista em tendências Iza Dezon explica que o conceito foi uma resposta ao comportamento das pessoas frente a uma cultura tóxica, que permeou por muito tempo a sociedade.

“O wellness é um termo que caracteriza todo um movimento de busca pelo bem-estar, com foco no autocuidado, saúde mental e espiritualidade.”

Foto Paulo Reis

Assim como descreveu Iza Dezon, Renata é também cria desta geração inquieta. Viveu boa parte da vida de forma agitada e intensa. Estudou moda, história, filosofia, fez MBA em finanças, morou em diversos países, aprendeu cinco línguas, trabalhou para grandes empresas internacionais e nacionais, viveu a correria das editoras, casou-se, até que um dia… Era preciso parar. E essa é a premissa do Wellness.

E foi o que Renata fez. Após três anos sem férias e pressionada pelo RH da empresa, percorreu o caminho de Santiago de Compostela. “Fui, fiz, voltei e pensei: nossa estou fazendo tudo errado, não quero mais trabalhar aqui, não quero mais ser casada, não quero mais fazer o que eu faço, quero fazer outra coisa”, conta.

“Claro que não era simplesmente jogar tudo para o alto. Mas a mudança na minha vida começou mesmo a acontecer quando meu departamento na editora fechou e embarquei para a Índia. Lá me dediquei ao fengshui, o que me levou a estudar alquimia, astrologia e tarô quando voltei ao Brasil. Foi em meio a esse caminho que comecei a trabalhar com consultoria de marketing só para pessoas e empresas com propósito”, explica.

“Acredito que os grandes desequilíbrios das pessoas, as grandes neuroses, aparecem porque a gente se joga na vida e não para pra perceber até que ponto você está sendo você, até que ponto você está se cuidando, até que ponto você está mantendo o equilíbrio. No universo há uma lei que é extremamente importante, e a gente banaliza isso, que é a lei do equilíbrio. Temos de fazer tudo, mas na medida certa, na hora certa e colocando e despendendo a energia correta para cada atividade. Cuidar da gente faz parte de manter este equilíbrio nosso e do mundo também. Porque quando a nossa energia está bem, equilibrada, também estamos influenciando quem está ao nosso redor.”

O wellness ou viver melhor é uma tendência que está atrelada não só a uma mudança comportamental do consumidor, mas também a uma mudança mercadológica. 

Cada dia mais as organizações precisam se adaptar a esse estilo de vida e provar que oferecem produtos e serviços que atendam as novas necessidades. 

Um consumidor wellness é um consumidor engajado, informado e preocupado com tudo o que permite entrar em suas vidas.

É esse olhar mais holístico da população sobre a vida e o meio ambiente que acaba cada vez mais semeando novas profissões e serviços no mercado.

Você sabia, por exemplo, que hoje existem aulas que ensinam padrões de respiração com o intuito de abrir os pulmões e que essa técnica é vista como método de autoajuda, fortalecimento da imunidade e gerenciamento de estresse?

Pode parecer trivial, mas uma pesquisa do The Breathing Room concluiu que a maioria das pessoas apenas usa 25% da sua capacidade respiratória total.

Mas se isso não te convenceu ainda, vamos falar de números: só no Brasil, a indústria de atividades físicas movimenta 2,1 bilhões de dólares anualmente — a receita é a maior da América Latina. De acordo com o levantamento de 2018 da IHRSA (Associação Internacional de Fomento ao Universo de Saúde e Exercícios) há mais de 34 500 academias no país.

Renata conta que hoje sente a necessidade de encontrar um tempo para ela mesma. “Uso várias ferramentas, seja a meditação, o fengshui, o contato com a natureza ou com as pessoas que eu amo ou fazendo o trabalho que eu gosto de fazer. Se eu não fizesse isso, provavelmente não aguentaria fazer tudo o que é me pedido todos os dias.”

Wellness

Fotos Paulo Reis

 “A grande virada de chave para falar dessa tendência que é o viver melhor é entender que falar de bem-estar é um processo contínuo e evolutivo. No imperativo da longevidade, não adianta apenas estar bem agora, precisamos prorrogar essa situação e refletir sobre nossos estados físico e mental a longo prazo”, explica Iza Dezon.

Hoje a astróloga ocupa um cargo que considera desafiador em uma grande editora e pontua que nada disso será possível sem todo este processo de transformação.

“Pela primeira vez na vida estou tendo a oportunidade de aplicar tudo o que conheci no dia a dia, na vida real”, pontua.

“Acredito que a identidade de cada um, saber quem você é, e a sua unicidade, que é aquilo que só você tem, é necessária para que você atue no mundo. Quem não tem identidade não consegue deixar sua marca e não consegue fazer aquilo que tem de fazer. E, ao mesmo tempo, quem não consegue desenvolver sua própria identidade simplesmente se dissolve na multidão. A multidão ou o todo é parte nossa e nós somos parte dele, mas só fazemos a diferença sabendo quem somos e atuando de acordo com o que somos.”

Juntamos 7 pessoas do cotidiano que representam o futuro e tendências do aqui e agora que moldarão o amanhã. Ieda, por exemplo, é uma chefe de cozinha da Chapada Diamantina e espalha sua culinária por onde passa. Hoje encanta os paulistas com uma comida tradicional e nordestina em um restaurante que leva seu nome. Por isso impossível não falar de LOBAL, quando o local é muito maior do que o que vem de fora.

Também descobrimos Leandro, preparador de atletas, que muda a vida das pessoas através da AUTO-OTIMIZAÇÃO. Já Urick é púpilo dessa geração de pessoas preocupadas com PRIVACIDADE E PROTEÇÃO DE DADOS. E tem o Fabrício, tão ligado em tecnologia que já fala em uma ROBOTIZAÇÃO DA VIDA.

Sem falar da Renata, que acredita em um mundo em que é possível (e necessário) VIVER MELHOR, assim como a Ana Lúcia, que sabe que número não define nada, que IDADE é EMOCIONAL. E a Júlia? Uma NATIVA ECOLÓGICA que quer transformar o mundo através do ativismo ambiental e na sua crença de um planeta melhor.

Esses são 25 anos da nossa história e é você consumidor que a define. O mundo do consumidor sem rótulos. Um mundo de IDENTIDADES. A cada semana um novo personagem! Conheça nosso manifesto vivo e um evento que moldará o novo olhar sob o consumo e o comportamento na nova década: identidades.consumidormoderno.com.br






MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS Prêmio Consumidor Moderno

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS