Pacote de medidas da Stone beneficia pequenos varejistas durante a crise

A empresa vai investir R$ 30 milhões em benefícios para negócios que precisaram suspender suas atividades físicas por causa no novo coronavírus

Foto: Unsplash

Desde que a crise do novo coronavírus teve início, começou também um movimento para apoiar os pequenos varejistas e negócios em geral, já que essas empresas devem ser muito afetados com a desaceleração do consumo.

A Stone, credenciadora de cartões, abraçou a causa e está levando a campanha a outro patamar. Além de impulsionamento de conteúdo para incentivar as pessoas a consumir de pequenas e médias empresas, a companhia vai disponibilizar incentivos às micro e pequenas empresas mais afetadas.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Stone (@stone) em

Ações

Entre os benefícios está a redução de taxas para quem precisar antecipar o recebimento de compras feitas no crédito, geralmente pagas dentro de 30 dias. A intenção é dar mais espaço de giro para os caixas dos pequenos varejistas.

A Stone ainda informou que não vai cobrar dos varejistas a mensalidade referente a maio. Ou seja, o custo fixo que os lojistas têm com a companhia serão zerados. Ainda serão disponibilizadas máquinas extras gratuitas para delivery.

Incentivos como desconto na taxa de antecipação de recebíveis e gratuidade na mensalidade devem custar R$ 30 milhões à Stone.

Outra ação importante é a disponibilização de R$ 100 milhões em microcrédito ao longo dos próximos 60 dias. Além disso, a Stone vai manter condições especiais negociadas antes da crise, independentemente do faturamento do varejista.

250 mil negócios atingidos

A estimativa da Stone é que o pacote de medidas impacte 250 mil micro e pequenas empresas. A prioridade vai para as que estão localizadas em cidades onde o poder público decretou suspensão das atividades.

Academias, bares, restaurantes, educação, lazer, turismo, lojas diversas e vestuário são os segmentos contemplados pela ação da Stone.

No ano passado a Stone atingiu a marca de 495 mil clientes, que transacionaram R$ 129,2 bilhões nos equipamentos da empresa. Os números mostram o tamanho da importância da ação da Stone.

Shoppings fechados: negociação entre lojistas e administradoras vai definir ritmo da retomada
Eventos cancelados? Saiba como transformá-los em experiências digitais

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS