Como aviões podem ajudar a combater o novo coronavírus?

Indo além do seu core business, o Sistema Hapvida está desenvolvendo alternativas de logística e de tecnologia para lidar com a COVID-19. Entenda

A pandemia de COVID-19 trouxe muitos desafios para os mais diversos setores do mercado. Porém, é inegável que os segmentos ligados à saúde são os mais impactados por este momento de crise. A boa notícia é que, em resposta aos obstáculos que surgiram repentinamente – como a falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) – há empresas pensando de maneira inovadora.

O Sistema Hapvida, que atende mais de 6 milhões de clientes no Brasil, desenvolveu alternativas inéditas para manter suas estruturas plenamente equipadas no combate à COVID-19. Para isso, foi muito além de seu core business, investindo inclusive em logística.

Distribuição

O principal feito nesse sentido foi a elaboração de um esquema de distribuição feita por aeronaves a serviço da operadora. Elas abastecerão a rede própria, que conta com 42 hospitais exclusivos para clientes em todo o País. “Nos tornamos uma companhia de logística, com voos para garantir insumos, como medicação para os nossos clientes e EPIs para proteção de nosso exército de profissionais que estão nas trincheiras de combate ao vírus”, afirma Jorge Pinheiro, presidente da Hapvida. “Entendemos que teríamos que ir muito além de uma empresa de saúde para lutar essa batalha”.

A força-tarefa em questão acontecerá durante todo o período de pandemia e se estenderá enquanto for necessário. A prioridade é garantir que os profissionais de saúde terão em mãos todo o suporte necessário para o tratamento dos pacientes com segurança.

Proteção médica

Além da aposta na distribuição, o Sistema Hapvida está investindo também em um novo serviço para proteção médica no tratamento do novo coronavírus: um dispositivo para entubação simples de ser produzido que fornece uma proteção física entre o médico e a cabeça do paciente sem prejudicar o procedimento. Em breve, essa inovação estará presente em todos os hospitais e prontos atendimentos da rede própria do Brasil.

“Neste momento, além das técnicas que já temos, é preciso se reinventar, buscar novas de manter a segurança de todos dentro dos hospitais”, afirma o Superintendente Nacional da Rede Própria do Sistema Hapvida, Anderson Nascimento, esse é mais um investimento que vai trazer mais segurança para os médicos e pacientes.

Da comunicação a um canal gratuito: iniciativas de combate ao coronavírus

Tecnologias facilitam a implantação de home office com auxílio 24/7

A tecnologia que pode transformar a logística e, consequentemente, a experiência






ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS