Conheça o modelo de negócio da ZOLY, agência adquirida pela Mutant

Em março, a empresa de customer experience adquiriu uma agência de marketing digital focada em inteligência e aplicação de dados

Cada empresa, de acordo com seu core business e suas prioridades, define uma estratégia de crescimento. Um método bastante utilizado é o de fusão e aquisição – bastante conhecida também pelo termo em inglês, Mergers and Acquisitions (M&A). No Brasil, essa foi a escolha de muitos negócios em 2019: o total de fusões e aquisições ultrapassou mil transações pela primeira vez desde o início da série histórica mapeada pela KPMG. No total, foram 1231.

A Mutant, empresa de Customer Experience, é uma das empresas representadas por esse dado. No ano passado, a empresa anunciou a compra da Interaxa e, com isso, anunciou um crescimento de 600 milhões de reais. No terceiro mês de 2020, então, a companhia revelou mais uma novidade: a compra da Zoly, agência de marketing digital integralmente voltada para inteligência e aplicação de dados. Essa foi a oitava aquisição realizada pela Mutant.

Percepção

Depois de incorporar quatro marcas que foram extintas, hoje a empresa é composta por Mutant, Dextra, Interaxa, Cinq e ZOLY. A aquisição representou o faturamento de 700 milhões de reais. O objetivo da marca, a partir disso, é chegar a 1 bilhão de receita em um curto prazo.

“A ZOLY nos proporciona fortalecer a parte de aquisição de clientes (B2B2C) dentro do portfólio da Mutant”, afirma Alexandre Bichir, CEO da Mutant. “Conversamos com várias empresas, estudamos profundamente o contexto do mercado e esta é uma decisão mais do que acertada”.

Fábio Sayeg, CO-CEO da ZOLY, afirma que a Mutant levou à agência um modelo completamente diferente de aquisição. “Literalmente, estão nos fortalecendo nas áreas que apenas uma grande empresa com experiência neste assunto pode proporcionar”, diz.

O método de atuação da ZOLY tem dois pilares: o primeiro é o Service Design. O segundo, o Aquisição e Crescimento. Confira as etapas:

Service Design

• Design & Customer Research: entrevistas em profundidade;
• Mapeamento Jornada As Is e criação Jornada To Be;
• Service Blueprints e user journeys;
• Construção de personas e mapas de empatia;
• Análise de negócio e benchmarks;
• Facilitação de workshops de cocriação;
• Prototipação e facilitação de Design Sprints;
• Teste de usabilidade;
• Integração de dados.

Aquisição + Growth

1. Imersão no cenário do cliente

Conhecimento do cliente em profundidade:

• Processos
• Cenários
• Tecnologias
• Taxas de conversão
• Principais desafios

2. Operacionalização e gestão da jornada de compra

É desenhada a melhor experiência de compra para o cliente, aliada a resultado em vendas:

• Landing pages
• Dados e integrações
• Réguas de automação
• Mídia paga
• Configuração de canais digitais
• SEO
• CRO
• Gestão da jornada
3. Conversão de vendas
• Crescimento

 






ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS