AliExpress lança recursos para facilitar compras dos brasileiros durante a quarentena

Para melhorar a experiência do consumidor, a empresa chinesa investiu nas opções Direct, devolução gratuita e pagamento parcelado; saiba mais

Shutterstock

Diante da pandemia mundial o comércio eletrônico está sendo utilizado por milhares de pessoas todos os dias, desde compras dentro do país à mercadorias importadas de outros continentes. Pensando nisso, o AliExpress, está lançando um serviço que permite que os produtos comprados de fornecedores diferentes sejam reunidos e enviados em um único pacote, coisa que antes não acontecia no Brasil.

Como funciona?

Por se tratar de um marketplace, as peças solicitadas em lojas diferentes eram enviadas separadas e com datas de entrega distintas. Chamado de AliExpress Direct, o novo recurso foi desenvolvido para facilitar as compras dos consumidores brasileiros ao longo do isolamento social. Desta forma, há um contato menor com entregadores e uma entrega mais prática.

Para solicitar o Direct,  basta escolher a opção na hora de finalizar uma compra. É necessário pagar uma taxa de US$ 3 (cerca de 14 reais). No entanto, caso preço final da compra seja igual ou superior a US$ 30 (R$ 140) a taxa será gratuita para os clientes.

Mais novidades

A empresa chinesa também está disponibilizando as opções de “devolução gratuita” e o “pagamento parcelado” para o comprador. A partir de agora os consumidores podem devolver um produto dentro de 15 dias após o recebimento, sem precisar pagar a taxa de devolução e solicitar reembolso.

Já as novas formas de pagamento envolvem uma política de parcelamento com cartões de crédito emitidos no Brasil, onde é possível parcelar as compras em até seis vezes isento de juros. Liberada no começo do mês, a alternativa já está sendo adotada em mais de 15% das transações nacionais.

Efeito coronavírus

Crédito: Pixabay

Outra questão que vem influenciando as inovações dentro da companhia é o movimento causado pela pandemia nos últimos meses. Segundo uma pesquisa divulgada no começo de abril, a AliExpress registrou um aumento de 200% nas vendas de produtos de higiene pessoal; e de 500% nas máscaras protetoras, cerca de três vezes mais em relação a fevereiro.

Em nota, Ken Huang, líder do AliExpress para a América Latina, disse que desde que o coronavírus se espalhou pelo mundo, a empresa está buscando realizar suas entregas de forma eficiente e segura, e que por isso adotou cuidados redobrados em relação a higienização e protocolos de segurança.

“No AliExpress, continuamos pensando em alternativas, planos e esperamos ajudar continuando com as entregas no Brasil. Estamos vivendo uma situação muito incomum onde o mundo inteiro precisa permanecer unido. O AliExpress entende e se sensibiliza pela situação que o Brasil vem enfrentando nos últimos dias. Desejamos força e alegria para esse povo acostumado a sorrir”, ressaltou o executivo.


O lucro extraordinário da Black Friday chinesa

AliExpress abre loja pop-up no Brasil

Made in China: o país que virou a indústria do mundo

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS