Itália vai reabrir comércio na próxima semana

Inicialmente, os estabelecimentos seriam reabertos apenas no início de junho, mas um acordo com governadores flexibilizou a retomada do comércio

Foto: Shutterstock

Um dos países mais afetados pelo novo coronavírus, a Itália vai reabrir lojas, bares, restaurantes e salões de beleza na semana que vem.

O primeiro-ministro do país europeu, Giuseppe Conte, fechou nesta segunda-feira (11) um acordo com governadores para permitir a reabertura a partir do dia 18 de maio.

O acordo dá aos governadores mais autonomia para decidir sobre a gestão da crise em suas regiões. Originalmente, as lojas só poderiam ser abertas no dia 1 de junho.

O ministro para Assuntos Regionais da Itália, Francesco Boccia, explicou que o governo ainda vai anunciar novas diretrizes para o funcionamento de cada tipo de estabelecimento. As medidas devem incluir a garantia de uma distância mínima de quatro metros entre as mesas de restaurantes, por exemplo.

Medida pode ser revogada

No entanto, o primeiro-ministro italiano tem o direito de revogar as decisões das regiões se os casos de contágio da doença voltarem a subir no país.

O receio de uma nova onda vem do exemplo de outros países. Wuhan, cidade chinesa onde a pandemia teve início, divulgou um caso da doença neste domingo (10) depois de mais de um mês sem novos registros de pessoas infectadas.

Já na Coreia do Sul, foram registrados 34 novos casos no domingo. O país vinha registrando zero ou poucos casos de coronavírus nos últimos dias.

Na Itália, foram registrados 744 novos casos nesta segunda-feira, o menor número desde 4 de março. Mais de 30 mil pessoas pessoas já morreram no país por causa da COVID-19.

Exclusivo: Crise da Covid-19 causa danos muito além da economia no agronegócio
World Retail Congress lança conteúdo sobre o varejo mundial na pandemia






ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS