A Era do Diálogo: relações de consumo no Brasil é destaque

Com a retomada econômica brasileira, aos poucos dando passos sólidos rumo ao futuro pós-pandemia, A Era do Diálogo traz debates de grande importância para a sociedade

Pela primeira vez , evento acontece em dinâmica digital para garantir a segurança e o bem estar de todos os envolvidos e democratizar os conteúdos oferecidos. | Foto: Unsplash

Iniciativa pioneira da Revista Consumidor Moderno, “A Era do Diálogo” traz uma visão inovadora e democrática da defesa do consumidor e relações de consumo no Brasil. Em 2020, o evento é marcado por grandes mudanças, a começar pelo formato, que pela primeira vez na história, acontece totalmente digital com transmissão ampla e aberta no site da CM e transmissão em seu canal oficial no YouTube.

Com o tema “Especial CDC 30 anos: avanços, conquistas e desafios em tempos de mudança”, o evento conta com a apresentação de Fabíola Cidral, da Rádio CBN e nomes de grande notoriedade como Michel Temer, ex-presidente do Brasil, Luciano Timm, Ex-secretário Nacional do Consumidor, Juliana Oliveira Domingues, atual Secretária Nacional do Consumidor, e muitos outros.

A abertura do “A Era do Diálogo” foi enaltecida com palavras de grande impacto de Roberto Meir, CEO do Grupo Padrão – empresa com foco no público corporativo, com um portfólio completo de eventos líderes de mercado e de serviços de informação qualificada.

“É com enorme satisfação que podemos recepcionar a nossa audiência para mais uma edição de A Era do Diálogo. Desde 2012, quando tivemos essa iniciativa, o evento vem colocando em pauta as discussões mais relevantes do âmbito das relações de consumo no Brasil. Esse ano, particularmente, vem repercutir os 30 anos da vigência do código de defesa do consumidor. Uma leia que é considerada exemplar no mundo inteiro. Ao longo desses dois dias iremos celebrar a grande conquista representada pelo código, e projetar o futuro das relações de consumo no Brasil, ainda mais diante desse contexto de aceleradas transformações que vivemos atualmente”, diz Roberto.

Digital com excelência e qualidade

A dinâmica digital implantada neste ano, garante a segurança e o bem estar de todos os envolvidos e democratiza os conteúdos oferecidos. Além disso, amplia a audiência de diálogos nos debates produtivos e aproxima a agenda de empresas com órgãos do Estado, incluindo PROCONs e agências reguladoras.

“Como tudo desde março, esse evento também foi modificado. E como muitas atividades, a Era do Diálogo 2020, se tornou digital e aberto ao público para democratizarmos o importante conjunto de informações que vão traçar o panorama atual da defesa do consumidor. Teremos reunidos – para debates de alto nível autoridades públicas do sistema nacional – lideranças das maiores empresas, especialistas apresentando ideias, conceitos e informações sobre todos os assuntos que estão ocupando as agendas e comportamentos de consumo”, relata Meir.

Focado nas relações de consumo no Brasil

Além disso, com a retomada econômica brasileira, aos poucos dando passos sólidos rumo ao futuro pós-pandemia, é mais importante do que nunca, debater os avanços e os desafios da sociedade de consumo e a evolução do Código de Defesa do Consumidor.

“Essa variedade de assuntos – quando falamos em defesa do consumidor – revela a fantástica transformação vivida por todos nós nesses últimos anos. E, após 30 anos de atuação, o CDC se encontra atual e capaz de orientar empresas e consumidores em todas as suas transações. É o marco fundamental de uma sociedade de consumo avançada, uma sociedade que hoje que tem um padrão monetário estável, inflação e juros baixos. Mas, ao mesmo tempo é incontestável entendermos a evolução do consumidor brasileiro e o esforço da maior parte das empresas para acompanhar essa evolução e ajustar suas práticas e ofertas as necessidades e expectativas dos diferentes públicos”, expõe o CEO do Grupo Padrão.

Meir ainda ressalta, que a Consumidor Moderno, desde seu início, está antenada a esses cenários, compreendendo o comportamento dos consumidores por todo o país.

 “O ponto central aqui é assumir que o consumidor brasileiro, de posse de vários canais de informação e poder digital extraordinário, está mais maduro. Desde o lançamento da Consumidor Moderno, há 25 anos, nós fomos pioneiros em observar essa transformação. No próprio Plano Real, vimos que ele já estava mais consciente, exigente, seletivo e mais informado. Por conta da internet, cada vez mais, essa evolução é recorrente, como agora, com todo esse avanço digital nos últimos meses”, conclui.


Assista ao primeiro dia de evento:

 

 

 


Luciano Timm é exonerado e Juliana Domingues assume Senacon

Empresas preparam retomada da atividade ao ambiente de trabalho

As mudanças no comportamento do consumidor são oportunidades?






ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS