Como realizar avaliações de desempenho durante a pandemia

A empresa precisa levar em conta os novos fatores do dia a dia, trazidos pela pandemia, para realizar feedbacks

O feedback faz parte do dia a dia das empresas, ou pelo menos deveria fazer. De acordo com uma pesquisa recente da Prodoscore, software de rastreamento de produtividade, a maioria dos funcionários deseja receber uma avaliação de desempenho.

Porém, se garantir a qualidade do processo de medição do desempenho e ainda manter o engajamento dos funcionários já era difícil antes da pandemia, agora se tornou ainda mais complicado. A empresa precisa levar em conta os novos fatores do dia a dia, como jornadas prolongadas, estresse do home office, e isolamento social, que tem afetado psicologicamente as pessoas.

Dessa forma, a análise de desempenho deve ir além de listas de verificação e classificação. É o que aponta uma publicação da “Fast Company” – referência em business – que também compartilhou maneiras de melhorar o processo de forma contínua. Confira.

Expectativas claras

Agora é a hora de conversar mais com os funcionários, e deixar claro todas as expectativas de forma antecipada. Para Deborah Brouwer, sócia do escritório de advocacia Nemeth Law, identificar as novas expectativas junto ao colaborador é o primeiro passo para elaborar uma avaliação de desempenho adequada.

Criar um sistema de comunicação que permita uma verificação mais frequente e entenda como o funcionário tem se organizado para realizar as tarefas pode ser a saída. Mas também é preciso tomar cuidado para não ser algo exagerado que crie distrações durante o trabalho.

Entender o lado do funcionário

Uma empresa empática sempre sai à frente, agora mais do que nunca. Entender como o funcionário está lidando com o momento da pandemia é essencial. Traci Wilk, que já ocupou cargos de liderança no RH da Starbucks, indica fazer perguntas como “Que tipo de suporte você precisa?”, “Como está lidando com a situação?”, “Quais foram os ajustes realizados”, “Que novas responsabilidades está assumindo?” e “Tem sugestões para um trabalho mais eficaz?”.

avalicao de desempenho

Dar feedbacks específicos é uma forma de melhorar a avaliação de desempenho. Foto ilustrativa: Pexels.

As respostas obtidas podem ajudar os líderes a ter uma visão melhor dos fatos e tomar decisões mais acertadas, por exemplo flexibilizar o horário de trabalho de um colaborador ou alterar a área de atuação de outro. O importante é ter atenção para que as perguntas não entrem no âmbito pessoal e causem algum tipo de constrangimento.

Feedbacks específicos

Dar feedbacks específicos e com periodicidade é outro ponto importante. A performance de um funcionário pode melhorar quando ele sabe em quais pontos acertou e quais precisam de atenção – e por que. Dar os caminhos certos para alavancar os resultados ou até definir metas de como fazer isso ajuda no entendimento de qual caminho seguir.

Foco no resultado

Ter mais atenção ao resultado do que ao processo dá mais flexibilidade para que um funcionário mostre seu ponto forte. É o que afirma Mike Goldman, fundador de uma consultoria de performance. Para ele, valorizar os resultados e deixar claro o que acontece quando eles forem atingidos ou não é o mais importante. “Verifique se o funcionário está no caminho certo para entregar o que precisa, não faça microgerência do processo.”

Líderes também são humanos

Muitos líderes gostam de passar a imagem de “super-herói”. Mas, num momento de pandemia (e não só nele), mostrar que não está imune a tudo é um forma de construir harmonia e confiança com a equipe. Um gestor honesto com os seus próprios desafios pode trazer uma sensação de segurança para seus funcionários.


+ Notícias 

Entenda a importância do alongamento no home office

Como está o humor dos colaboradores na pandemia?

Empresas e líderes estão prontos para lidar com o home office?






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS