JBS ultrapassa Petrobras e se torna a maior empresa do Brasil em receita

Em valor de mercado, porém, a processadora de carnes segue atrás da Vale, do Mercado Livre e da Petrobras

Foto: Agência Brasil

A JBS, uma das maiores processadoras de carne do mundo, desbancou a Petrobras no valor da receita pela primeira vez em um trimestre, de acordo com levantamento da Economática, empresa de informações financeiras.

Entre abril e junho, a receita da JBS alcançou R$ 67,6 bilhões, o que significa um aumento de 32,9% na comparação com o segundo trimestre de 2019, enquanto a Petrobras teve uma receita de R$ 50,9 bilhões, queda de 29,9% em relação ao mesmo período do ano passado.

O levantamento surpreende os analistas de mercado, que acreditavam que o segundo trimestre fosse o pior da história para as companhias de capital aberto, por conta da pandemia do novo coronavírus. A mudança na liderança mostra que algumas empresas mostraram fôlego surpreendente durante o período.

Valor de mercado

Apesar da ultrapassagem em faturamento, a JBS segue atrás da petrolífera em valor de mercado, segundo a Economática. Enquanto, a Petrobras vale R$ 298,1 bilhões – superada apenas pela mineradora Vale, que tem valor de mercado de R$ 319 bilhões – a processadora de carne vale R$ 64,9 bilhões.

No início de agosto, o Mercado Livre ultrapassou o valor de mercado de Vale e Petrobras, tornando-se a empresa mais valiosa da América Latina.

Demandas da China

O fato inédito pode ser explicado principalmente pelo aumento da demanda da China por proteínas brasileiras. Outro fator são os resultados das unidades da JBS nos Estados Unidos, que comprou gado mais barato e repassou aumentos de valores aos consumidores.

Em contrapartida, o mercado petrolífero teve impacto direto nos resultados adversos da Petrobrás. No segundo trimestre, o preço da mercadoria chegou a cair quase 50%, com o Brent valendo US$ 29.

Confiança da indústria deve crescer em agosto

iFood testará drones para aumentar a eficiência do serviço

Você sabe quais são os erros mais comuns dos empreendedores?






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS