Analytics: desafios de utilizar dados no mapeamento dos clientes

Seminário de Power Analytics discutiu sobre base de dados, tecnologia, inovação e estratégias de comportamento de usuários

Analytics: carro-chefe para mapear mapeamento dos clientes Foto: pixabay

Com a alta demanda de informações, é possível observar que um dos principais desafios das empresas tem sido o de como lidar com o processamento de dados dos clientes e consumidores diante de produtos e serviços. Tendo em vista esta realidade, o painel Analytics para mapear comportamento, do Seminário de Power Analytics, do Grupo Padrão, tratou sobre as ferramentas e estratégias articuladas para obter melhores resultados e satisfação dos consumidores.

A conversa foi mediada por Diego Selistre, proprietário da Sel Histórias de Comportamento e contou com a participação de Tatiana Mazza, Chief date officer do grupo Carrefour; Wellington Alves dos Santos, CEO da Trigg Brasil; Gabriel Domingos, diretor de Marketing B2B da Vivo e Marcelo Penteado, diretor de Solutions Sales & Alliances da Wittel.

Curadoria de dados

O processo de medir, coletar, analisar e produzir ações para maior utilização dos produtos e serviços por parte dos clientes, são hoje, tarefas essenciais para o bom funcionamento de uma empresa.

“Dados são tudo que se pode tratar como potencializador de relacionamento com o cliente. Então dados é tudo que você pode tratar, fazer análises e destas análises, converter em ação, programas e planos de relacionamento, venda, aquisição e campanha. Temos um mundo de informações aí”, afirma Gabriel Domingos, diretor de Marketing B2B da Vivo.

Marcelo Penteado, diretor de Solutions Sales & Alliances da Wittel, empresa de destaque na entrega de soluções, avaliou o avanço da tecnologia na promoção de resultados no comportamento tanto do consumidor quanto da empresa. “Cada vez mais a tecnologia caminha para transformar dados não-estruturados em dados estruturados. Os dados podem ser agrupados em métricas que se baseiam em o que é transação, jornada e voz do cliente. Ao se obter a capacidade de criar um score dessa qualidade de dados e jogar isso dentro do Analytics é possível entender a reação da empresa e do consumidor”.

Cliente é o grande impactado

Podemos ter como exemplo de ferramenta de captação de dados de usuários o Google Analytics que vem facilitado o processo de mapeamento de comportamento de clientes para empresas.

“Os dados são muito importantes principalmente para ofertar os melhores produtos aos clientes. No final do dia o cliente que é o impactado, é pra ele que a gente está olhando todos esses dados e ofertando sempre os melhores produtos”, afirmou Wellington Alves dos Santos, CEO da Trigg Brasil, ressaltando a importância do agrupamento dos dados para uma melhor performance com o cliente diante das suas necessidades.

Apesar da existência destas ferramentas de captação dados dos usuários, nota-se que não basta somente executar a coleta de tais informações. Na oportunidade, Tatiana Mazza, destacou a importância das empresas se manterem organizadas para melhor aprimoramento das estatísticas, além de ir em busca do desenvolvimento de estratégias precisas e eficientes para os clientes e consumidores.

“No Carrefour a gente trabalha efetivamente para organizar essa informação, pra entender qual informação é relevante. A gente fala de dado não estruturados e estruturados, mas esse conjunto de informação é que precisa estar acessível para o usuário da empresa que gera informação que é pertinente”.






ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS