Para Netflix, as pessoas estão acima dos processos

O CONAREC 2020 traz o case de inovação na plataforma de streaming que, além de crescer, engajou ainda mais os colaboradores na sua necessidade constante disrupção

Netflix é o serviço de streaming mais assinado no brasil. Foto: pexels

Bem antes do novo boom de audiência da Netflix, em meados de 2019, a empresa que já surfava uma onda de sucesso e reconhecimento sem concorrência, percebeu que, em nome da necessidade constante de inovação da empresa, era o momento de estimular e ativar ainda mais o trabalho com seus parceiros externos.

“O que a gente via é que o mundo estava mudando cada vez mais rápido e o que a gente estava fazendo no momento poderia não continuar a funcionar no futuro”, diz Antonio Augusto Pinto, Customer Experience Manager na empresa, na trend session dedicada à cases inovadores do CONAREC 2020. A estratégia da companhia foi dar autonomia para as equipes e dedicar um tempo para entender quais eram os problemas, para assim seguirem inovando.

“Deu muito certo porque muitos dos nossos parceiros já tinha a veia criativa e inovadora que queríamos para rever a nossa entrega e criar novas possibilidades”, diz Pinto, que tem no grupo de BPOs da Netflix sobretudo sites brasileiros e internacionais.

Em um segundo momento, para revisar o programa, além de soluções passamos a olhar com a mesma dedicação para os nossos problemas”, conta Eveli Marconatto, Learning&Development Manager da empresa. “Vamos nos apaixonar por nossos problemas. Essa foi uma das primeiras determinações na nova fase do projeto conta Marconato.  “O que fizemos foi uma fundação, pra trazer uma base mais assertiva, facilitando a priorização de soluções, com resultados mais eficientes.”

O processo gerou fundamentos que foram essenciais para a reestruturação do trabalho diante da chegada da pandemia do novo coronavírus. Um dos desafios foi fazer toda a equipe trabalhar em home office durante o isolamento. “Existem ferramentas ótimas para a realização do trabalho, mas o ambiente era outro”, descreve o gestor. “E foi graças a um perfil informal, com games, sorteios e outras interações, criado pelos próprios colaboradores, que essa mudança brusca de ambiente não baixou o nível de interatividade e criação coletiva.”

A conclusão do processo, acrescenta Pinto, é colocar as pessoas acima dos processos é chave para inovar. “Os materiais estão disponíveis para todos e ter feedbacks, que é o que nos faz crescer e nos desafia. Curiosidade é a chave, para inovação. E outro valor relevante é que as pessoas estão acima de processos, a autonomia é a chave”, conclui.


+ CONAREC 2020 

Como grandes marcas estão repensando a experiência do cliente

Qual o grande motor de persuasão dos consumidores?

A voz do cliente direcionando estratégias vencedoras






ACESSE A EDIÇÃO DESTE MÊS:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS