Como ser líder e identificar oportunidades diante de desafios do mundo VUCA

Balvinder Powar, especialista internacional e Professor da IE Business School, releva como driblar adversidades nos negócios

O conceito de mundo Volátil, Incerto, Complexo e Ambíguo (ou VUCA, considerando os termos em inglês) surgiu em um cenário de guerra, nos EUA. Ele foi usado ao longo de décadas, especialmente a partir da aceleração do mundo digital. Agora, diante da pandemia de COVID-19, essa ideia faz mais sentido do que nunca. A boa notícia, contudo, é que por mais que traga desafios, o mundo VUCA também gera oportunidades.

Foi com essa abordagem que Balvinder Powar, o Bal, especialista internacional em liderança e negociação e Professor da IE Business School, iniciou o diálogo com os participantes do Leadership Knowledge Meeting, evento idealizado e realizado pelo Grupo Padrão. “Diante de crises, sempre temos a oportunidade de enxergar algo novo”, afirmou. Dessa forma, ele dá um outro significado para o mundo VUCA: Vision, Understanding, Clarity e Agility – em português, Visão, Entendimento, Clareza e Agilidade. Como ele sustenta, um cenário que não é claro traz a oportunidade de experimentar soluções.

Ser humano em um mundo VUCA

“Quando vivemos em circunstâncias complexas, soft skills são essenciais, mas a maior parte da nossa educação não tem espaço para elas”, menciona Bal. E, por mais que essas habilidades sejam chamadas de “soft” – ou seja, “suaves” – sabe-se que lidar com pessoas é o que há de mais difícil no dia a dia de um profissional, ainda que possa ser a melhor parte.

“As habilidades humanas são as mais valiosas porque não são as replicáveis”, argumenta o especialista internacional. “As conexões que humanos sabem fazer com criatividade são exclusivas – bem como a empatia”.


 


Propósito é necessário

Outro aspecto destacado por Bal é o propósito. E ele precisa estar alinhado com os valores individuais. “Mais do que gostar do que fazemos, precisamos saber que nosso trabalho é bom para algo mais”, disse. “

Nesse contexto, confiança é o que há de mais importante, determinante para o negócio”. Como exemplo, ele cita a Amazon. “Só é possível confiar nela pois sabemos que ela decidiu ser a empresa mais centrada no cliente que existe no mundo”, argumentou. “Ter um propósito é o que permite que uma empresa atinja seu objetivo”.


+ NOTÍCIAS

23 informações para empresas que querem ir além das metodologias ágeis

Organizações exponenciais: 3 caminhos para melhorar os resultados

Como lidar com o mundo VUCA trazido pela pandemia nos âmbitos pessoal e profissional


 






ACESSE A EDIÇÃO DESTE MÊS:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 261: O respeito ao cliente é o caminho para 2021

Anuário: A omnicanalidade em todo lugar

CM 260: Conarec 2020 e sua imersão em experiência em um mundo antinormal

VEJA MAIS