Os benefícios do uso do GLP no agronegócio, segundo a Ultragaz

Empresa revela como a utilização desse recurso pode trazer ganhos para um dos principais setores da economia brasileira; confira

É indiscutível o quanto o agronegócio é essencial para o Brasil. De acordo com dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP, calculados em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e com a Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz (Fealq), em 2019 o setor cresceu 3,81% em 2019 e, com isso, representou 21,4% do PIB brasileiro total.

Tal relevância tem motivado busca por processos mais eficientes no agronegócio, principalmente nas etapas da cadeia produtiva. Um exemplo disso é uso do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) no agronegócio – tendência estabelecida em países como Alemanha, Estados Unidos e Reino Unido devido à sua versatilidade e benefício ambiental. No Brasil, esse é um método em crescimento amplo.

“A evolução do uso do GLP caminha em conjunto com a estratégia de modernização do setor, que vem investindo em novas tecnologias desde o plantio até a distribuição dos produtos”, conta Aurelio Ferreira, diretor de Desenvolvimento da Ultragaz. “São inúmeras aplicações que têm se destacado nos últimos anos, como o uso do GLP para secagem de grãos e sementes, garantindo ao produtor o controle da temperatura com manuseio fácil”. Além disso, o alcance e capilaridade desse método permite abastecer todo o território nacional – e isso é ideal para o agronegócio. “O GLP pode ser estocado por tempo indeterminado, facilitando sua presença em locais mais distantes e de acesso mais complexo”, justifica.

Ana Eliza Vairo, gerente de Desenvolvimento de Produto, conta que a Ultragaz tem se posicionado como provedora de soluções tecnológicas tanto na agricultura quanto na pecuária, a partir de soluções integradas que visam monitoramento, controle e automação para os processos de secagem de grãos e sementes, beneficiamento de algodão e aquecimento aviário. Dessa forma, os novos empreendedores do setor reduzem seus custos operacionais, otimizam a mão-de-obra e percebem aumento na qualidade e valor agregado ao produto.

O futuro

Para a Ultragaz, o GLP representa o futuro do agronegócio pois cada vez mais membros da cadeia produtiva têm exigido padrões melhores de sustentabilidade, ou seja, a escolha por procedimentos menos agressivos ao meio ambiente tem contribuído para agregar cada vez mais valor às safras dos mais variados produtos. “Com a perspectiva de que o agronegócio se torne cada vez mais estratégico para a economia nacional, sobretudo no que diz respeito a exportações para mercados como a União Europeia, onde padrões de exigência ambientais têm crescido substancialmente, cremos que este é um segmento que deve se expandir proporcionalmente a esta demanda nos próximos anos”, afirma Ferreira.

A dedicação ao setor de agronegócio é um exemplo de como a Ultragaz tem apostado em inovação, que inclusive é um dos direcionadores estratégicos da empresa. O processo segue duas linhas específicas: a primeira voltada aos clientes e é focada em produtos e serviços que proporcionem melhores experiências em suas vidas; a segunda é voltada à excelência operacional e são priorizadas soluções para otimizar todos os processos internos, como produção, suprimentos, logística. Em ambas as linhas estratégicas a companhia busca redução de custos, competitividade, novos modelos de receita e sustentabilidade.

“Dada a importância do tema dentro da Ultragaz, investimos anualmente R$ 15 milhões em Pesquisa e Desenvolvimento e, desde 2017, a área está estruturada para aprimorar o desenvolvimento de novos produtos, seguindo as melhores metodologias e práticas de mercado” revela Ana. Como resultado, foi criada a Esteira de Inovação, um processo que tem como foco central estas necessidades dos clientes, contemplando abordagens, metodologias e ferramentas para a execução de todas as fases da inovação e já viabilizou o lançamento de 17 produtos no mercado.

Alguns usos do GLP no agronegócio

Smartseed

Eleva a um novo patamar o processo de secagem de sementes de soja, possibilitando a melhor experiência em gestão de parâmetros de produção, com sistema de monitoramento e controle de temperatura, ventilação e umidade, além de transmissão de dados em tempo real. Este produto ainda possibilita a substituição da lenha por GLP, garantindo queima limpa livre de substância prejudiciais à saúde humana e com menos impacto ambiental.

Beneficiamento do Algodão

A cultura do algodão é considerada o ouro branco brasileiro e, entendendo o valor desta cultura para o agronegócio e economia brasileira, a Ultragaz desenvolveu, em conjunto com o IMA-mt (Instituto Matogrossense do Algodão) e agricultores uma solução que monitora e controla a umidade nos processos de beneficiamento do algodão, de forma a gerar um produto com maior valor agregado. Entre os casos de sucesso está o de um cliente que obteve receita adicional de R$ 1,2 milhão na safra de 2019 após implantar a solução.


+ NOTÍCIAS

Bem-estar digital: por que é essencial ter uma relação saudável com a tecnologia

A mais incrível tecnologia para inovação: um bom par de orelhas

Inovação e interatividade: as apostas das marcas para fisgar o consumidor


 






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS