Que venha o ano V

2021 será o ano V, ou seja, o ano da vacina. E qualquer ensaio da normalidade pode levar muitos a retomar velhos hábitos

Este 2020 da pandemia foi um annus horribilis. E como será 2021? A vacina está chegando e vamos torcer para que seja um ano menos horrível. No universo do consumidor, é melhor ficar vacinado. De um lado, o admirável mundo novo. De outro, mudanças penosas e fatais.

Um recente estudo da consultoria McKinsey destaca que três em quatro pessoas tentaram um novo método para fazer compras durante a pandemia e que mais da metade dos consumidores americanos planeja continuar a pegar o que comprou ali na calçada mesmo e não dentro do estabelecimento. O incremento da entrega em domicílio da compra no supermercado também foi espetacular. Nós vemos o triunfo do drive-thru.

Qualquer ensaio de normalidade em 2021 pode levar muitos a retomar velhos hábitos, mas a destruição criativa provocada pelo vírus, na verdade, acelerou a virada para o comércio eletrônico, e o estudo da McKinsey avalia que muitas mudanças de fato serão permanentes.

Confira mais sobre o ano V, ano da vacina, em artigo de Caio Blinder publicado na revista digital Consumidor Moderno.






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS