Semana de promoções Sampa Week promete aquecer comércio paulista

Mais de 20 mil lojas físicas da capital devem oferecer descontos equivalentes aos da Black Friday e da Semana Brasil

A economia de São Paulo está se recuperando lentamente após muitos estabelecimentos terem fechado as portas por causa das medidas sanitárias da pandemia. E a segunda edição da Sampa Week, semana de promoções criada pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP), promete ajudar na movimentação do comércio. Mais de 20 mil lojas físicas da capital devem participar do evento que será realizado entre os dias 23 e 31 de janeiro.

A previsão é de que as vendas durante a Sampa Week deste ano cresçam cerca de 4% em relação à primeira edição em 2020, quando as lojas físicas venderam 16,3% e o e-commerce 32,5% a mais do que em semana similar do ano anterior. Como a temporada é considerada tradicionalmente fraca para o comércio, o aumento é significativo para os varejistas.

Marcas como Preçolância, Magazine Luiza, Habib’s, Natura, Grupo Boticário e Azul Linhas Aéreas já confirmaram a participação na Sampa Week de 2021, que agora faz parte do calendário oficial de eventos da cidade de São Paulo. Os descontos em bares, restaurantes, comércio e hotéis participantes devem ser semelhantes aos da Black Friday e da Semana Brasil.

“Será uma boa oportunidade para o consumidor comprar, pois ele poderá encontrar bons descontos no comércio, principalmente, em lojas de rua, que costumam se mobilizar menos que as de shopping”, diz Abdo Hadade, vice-presidente da Associação Comercial de São Paulo.


+ Notícias 

5 tendências que vão movimentar o comércio eletrônico em 2021 

Não conquiste apenas uma venda, crie fãs para a marca






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS