10 empresas promissoras para ficar de olho em 2021

Organizações que apostam em modelos de negócios inovadores se destacaram durante a pandemia, prometem continuar crescendo este ano

A pandemia fez de 2020 um ano desafiador para todos: profissionais e empresas precisaram se reinventar. E se muitas organizações não resistiram às restrições impostas pela pandemia, outras “fizeram do limão, uma limonada”, e encerraram o ano com resultados promissores. Conheça algumas dessas empresas promissoras e veja por que elas merecem a sua atenção em 2021.

Blox

Quando o empresário Bruno Berchielli fundou a Blox em 2017, sabia que a educação precisava ser revolucionada, mas não imaginava que o ensino passaria por mudanças tão drásticas em tão pouco tempo. A EdTech surgiu com a proposta de ser uma alternativa ao sistema tradicional de ensino, ajudando instituições de ensino Médio e Superior a flexibilizar seus currículos por meio da criação de trilhas de aprendizado personalizadas. Com a plataforma, o aluno realiza suas escolhas de disciplinas, acompanha seu desenvolvimento de áreas e competências e a instituição gere facilmente currículos flexíveis.

Desenrolado

A Desenrolado é outra EdTech que vem aproveitando a boa fase do ensino à distância. Fundada em 2014 pelos empreendedores Simão Valle e Igor Pelúcio , a empresa é a maior produtora de conteúdo digital educacional do Brasil. Os mais de 20 mil conteúdos produzidos, como videoaulas, trilhas digitais e podcasts, já ajudaram no engajamento de 500 mil alunos.

Leia também: Nativos digitais: o impacto da pandemia na geração de instantaneidade

GrandChef

A GrandChef é uma plataforma especializada na gestão de bares, restaurantes e similares. A foodtech foi criada em 2016 com o objetivo de facilitar a vida do empreendedor de pequeno e médio porte. A nova realidade imposta ao ramo de food service durante a pandemia fez a busca pelas soluções da GrandChef disparar. Hoje, a empresa conta com mais de três mil  clientes, e pretende crescer 50% este ano.

Instituto Brasileiro de Presença Digital

O Instituto Brasileiro de Presença Digital nasceu em meio à pandemia com o objetivo de ajudar negócios de todos os portes e segmentos a abrirem um canal de vendas digital. A plataforma de marketing digital fornece mentorias, programas personalizados e suporte de um time multidisciplinar, e já atendeu mais de quatro mil empresas desde que foi criada.

“O que a gente faz é dar ao empreendedor o caminho para que ele obtenha excelentes resultados no digital, de forma prática e direta”, diz o CEO e cofundador do IBPD, Luiz Felipe Grossi. Mas, ele faz um alerta: “A gente entende que quem procura um caminho rápido e fácil para o sucesso não está comprometido com o negócio a médio e longo prazo. Por isso, a nossa solução até entrega resultados em um curto período de tempo, mas demanda muita execução”.

Showkase

A Showkase é outra startup que oferece aos empresários uma plataforma completa para simplificar  o processo de digitalização dos negócios. A empresa fechou o ano com crescimento de 209% e mil clientes em sua base.

“Nosso objetivo é oferecer soluções de venda online para as lojas e automatizar todos os processos de divulgação das empresas e dos seus produtos, usando integrações com canais digitais consolidados para aumentar a conversão das vendas”, explica o CEO Jefferson Araújo. “Para 2021, a tendência é que a presença nos ambientes online seja ainda maior, por isso contar com soluções que ajudam a automatizar esse processo com certeza será muito importante para garantir o sucesso dos negócios”, completa.

Intelipost

Em 2014, Stefan Rehm e Gabriel Drummond decidiram criar uma empresa para simplificar a logística no mercado da América Latina. Foi assim que surgiu a Intelipost, que atualmente é a plataforma líder em gestão de fretes no Brasil. A empresa oferece uma solução baseada em cloud logistics, que integra toda a cadeia logística com tecnologia de alta confiabilidade. Com mais de quatro mil clientes, a empresa viu a demanda disparar com o boom do e-commerce no ano passado, e deve continuar crescendo em 2021.

Market4u

Com as restrições de circulação impostas pela pandemia do novo coronavírus, a maior rede de mercado autônomo e inteligente do Brasil viu seus negócios crescerem 114% ao mês no ano passado. O modelo de negócio consiste em instalar um pequeno mercado autônomo dentro dos condomínios, sem atendentes, para que os condôminos possam realizar suas compras de maneira segura.

O CEO do Market4u, Eduardo Córdova, diz que, depois de muito tempo sem inovar, o varejo supermercadista finalmente está se reinventando, e que a empresa se destaca por promover uma nova jornada de compras focada no consumidor. “Por meio do modelo de franquias, já estamos presentes em mais de 80 municípios brasileiros, com mais de 200 franqueados e já iniciando a seleção de outros 100 para 2021, cumprindo o nosso plano de expansão de 50 mil unidades ainda neste ano”, comemora.

Pessoalize

Desenvolvida pelo empreendedor Joseph Lee Kulmannm, a Pessoalize é uma startup que oferece soluções digitais para promover maior interação, personalização e conexão entre clientes e marcas. Com um modelo de negócios baseado em tecnologia, humanização e análise de dados, a empresa conta atualmente com uma carteira de clientes de diversos segmentos, incluindo gigantes das áreas financeira, tecnológica e varejista.

Propz

A Propz é uma startup que oferece soluções para varejo e serviços financeiros utilizando inteligência analítica e big data. “O consumidor está cada vez mais exigente e em busca de marcas que oferecem um relacionamento personalizado. Por isso, as lojas precisam se preocupar em atender, comunicar e ativar o seu cliente de forma única e especial, mas nem sempre isso é possível de ser feito sem a ajuda da tecnologia e inteligência analítica autônoma”, afirma Danilo Nascimento, CRO da Propz.

A empresa é pioneira na aplicação de tecnologias que entendem, predizem e reagem ao comportamento de consumo em tempo real e de forma automatizada. O monitoramento de mais de 105 milhões de CPFs já proporcionaram um aumento de até 10% no ticket médio e de mais de 6% na frequência das lojas clientes.

SalesFarm

Primeira plataforma de Sales as a Service do Brasil, a SalesFarm terceiriza a força de vendas por meio de um software, conectando empreendedores a vendedores. Fundada em março de 2020, a empresa oferece uma ferramenta que dá a possibilidade a vendedores de garantir sua renda de forma totalmente remota, e que permite que empreendedores capitalizem seus negócios de maneira inteligente.


+ Notícias 

Não conquiste apenas uma venda, crie fãs para a marca

As perspectivas para o mercado automotivo brasileiro 




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS