Carrefour vê efeitos de digitalização e registra aumento de 43% no lucro líquido em 2020

Rede ressalta importância de sistema omnicanal e aceleração de vendas online

Fonte: Shutterstock

O Carrefour registrou um crescimento de 43,1% no lucro líquido em 2020 em comparação com 2019, conforme divulgação do balanço dos dados do grupo nesta quinta-feira (18). A alta é em grande parte atribuída à guinada digital do ecossistema da companhia, que engloba os negócios de Varejo, Atacarejo e o Banco Carrefour.

De acordo com o empresa, o avanço no sistema ominicanal teve grande papel nos resultados positivos como um todo. As vendas online do Atacadão, por exemplo, aumentaram 142% em seis meses de operação, ao passo que o Banco Carrefour teve alta de 157% no número de novas contas via canais digitais só no último mês do ano passado.

Além do lucro líquido de R$ 2,75 bilhões em 2020, o Carrefour registrou R$ 74,8 bilhões em vendas, em um incremento de 22,2% diante de 2019. Na comparação trimestral, o lucro foi de R$ 886 milhões no último período de 2020 (+31,1).

Em termos de vendas, foram registrados R$ 22 bilhões – um crescimento de 26,8%.

Noël Prioux, CEO do Grupo Carrefour Brasil, diz que o forte crescimento nas vendas e o fluxo de caixa expressam a força do sistema omnicanal da rede, além dos avanços em medidas sustentáveis e de gerenciamento de crise.

Vendas online

Os R$ 7 bilhões de lucro bruto do Atacadão em 2020 (+19,4) foram em boa parte impulsionados pela recém-lançada operação online, que desde outubro último integra o canal de vendas online do próprio Atacadão e a operação de marketplace, com mais de 300 parceiros de atacado. Lançada inicialmente em São Paulo, a plataforma expandindo o raio de atuação entre mais municípios brasileiros desde então.

Outro destaque que justifica o desempenho nas vendas eletrônicas é o novo aplicativo “Meu Carrefour”. Lançado em novembro e com o novo programa de fidelidade da rede incorporado, o app registrou mais que o dobro de usuários em relação a versão de outubro, representando 75% dos clientes recorrentes em lojas físicas. O novo aplicativo já resulta em um aumento no engajamento do cliente, segundo o Carrefour, e o gasto médio de clientes existentes que alcançaram a terceira moeda no programa (clientes com o maior nível de recorrência) aumentou mais de 100% em novembro e 90% em dezembro.

O crescimento sequencial de 142% nas vendas online de alimentos, segundo o Carrefour, mostram a escalabilidade e a força deste canal, que contou com parcerias de operadoras de serviço de entrega em 12 Estados do País, correspondendo a 25% das lojas do Atacadão.

Além do Atacadão, o Carrefour viu suas vendas brutas no varejo totalizarem R$ 5,7 bilhões no quarto trimestre de 2020, enquanto o lucro bruto consolidado foi de R$ 1,4 bilhão ou 24,9% das vendas líquidas, aumento de 11,7%, como resultado de acertos em promoções, ganhos de eficiência e melhor contribuição do e-commerce. O segmento alimentar manteve a tendência vista ao longo do segundo e terceiro trimestres, de avanço de 14,2%, enquanto o não-alimentar avançou 12,2% também no último trimestre.

Ferramenta de gerenciamento de lealdade

Em anúncio de seu desempenho, o Carrefour frisou o papel do e-commerce por meio do NPS – uma ferramenta de gerenciamento que pode ser usada para avaliar a lealdade dos relacionamentos com clientes de uma empresa. A ferramenta, que serve como uma alternativa à pesquisa tradicional de satisfação do cliente, atingiu seu nível mais alto do ano a partir do segundo trimestre, subindo 90% em relação a 2019.

O GMV (volume bruto de mercadorias referente a todas as vendas online) também sinalizou a força o e-commerce do grupo, já que seus níveis elevados demonstraram uma tendência duradoura nos hábitos de compra dos clientes. A nova plataforma de e-commerce do Varejo, que foi aperfeiçoada para atender às necessidades do e-commerce alimentar e não-alimentar, contribuiu para o desempenho do NPS, por exemplo.

Investimentos em ESG

Ao comentar sobre os números, Prioux enfatizou as medidas do grupo para reforçar as estratégias ESG (Meio Ambiente, Social e Governança), mencionando iniciativas para combater o racismo estrutural do País e ações do grupo voltadas à sustentabilidade.

“Em nosso implacável esforço para avançar nas iniciativas ESG, aprendemos importantes lições do trágico evento ocorrido em novembro uma de nossas lojas em Porto Alegre. O Carrefour está agora comprometido em implementar uma das mais abrangentes série de medidas de forma a enfrentar o racismo estrutural no Brasil”, diz o CEO.

Em relação a atividades voltadas à sustentabilidade, o Carrefour possui ações de política de desmatamento zero – recentemente se tornou a primeira companhia a participar do programa federal “Adote um Parque” -, investimentos em economia circular e ecoefiência (com gestão de resíduos e mudança para embalagens sustentáveis) e combate ao desperdício de alimentos, com meta de redução de 50% até 2025.


Por dentro dos números do Carrefour

  • Aumento de 43,1% no lucro líquido em 2020, totalizando R$ 2,75 bilhões
  • R$ 74,8 bilhões em vendas, em um incremento de 22,2% diante de 2019
  • O Atacadão teve R$ 7 bilhões de lucro bruto em 2020
  • 75% dos clientes recorrentes em lojas físicas usam o app “Meu Carrefour”
  • 142% de crescimento sequencial nas vendas online de alimentos
  • As vendas brutas no Carrefour totalizam R$ 5,7 bilhões no quarto trimestre de 2020

+ Notícias

12 tendências que podem reinventar o consumo em 2021

Perfil de liderança: saiba quais são as novas características exigidas


 






ACESSE A EDIÇÃO DESTE MÊS:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 261: O respeito ao cliente é o caminho para 2021

Anuário: A omnicanalidade em todo lugar

CM 260: Conarec 2020 e sua imersão em experiência em um mundo antinormal

VEJA MAIS