Iniciativas sustentáveis do Carrefour vão além da adesão ao programa Adote 1Parque

A atitude tomada pela empresa em fevereiro ganhou visibilidade, mas é apenas parte de uma série de ações. Entenda

Sustentabilidade é um tema que, ano após ano, conquista adeptos – inclusive empresas. Porém, nem sempre esse tipo de iniciativa chega ao conhecimento do consumidor, exceto em situações específicas, diante de determinadas novidades ou assuntos. É o caso do Carrefour que, em fevereiro deste ano, virou notícia ao ser a primeira empresa ao assinar um adotar uma das 132 Unidades de Conservação Ambiental da Amazônia.

A companhia se tornou a primeira no País a aderir ao programa Adote 1Parque, criado pelo Governo Federal, e ganhou o título de “Parceira da Amazônia”. Assim, se comprometeu com o investimento de R$ 3,7 milhões para a proteção ambiental da área do Resex do Lago do Cuniã com, aproximadamente, 75 mil hectares, no estado de Rondônia. Essa, porém, é só mais uma entre muitas iniciativas encabeçadas pela varejista com foco em sustentabilidade. “Essa não é uma ação pontual”, Lucio Vicente, head de Sustentabilidade do Grupo Carrefour Brasil. “A oportunidade surgiu neste momento, mas faz parte de um enredo de anos”.

Atuação histórica

Os temas ambientais, transversais aos negócios do Grupo Carrefour Brasil e potencializados pelo Act For Food, movimento de transição alimentar lançado pela companhia em 2018, os estão inseridos na agenda estratégica global da companhia. Assim, mantém programas de produção sustentável de alimentos e de manutenção da biodiversidade, buscando desenvolver ações que preservem os biomas brasileiros por meio da produção de produtos saudáveis, acessíveis e sustentáveis.

“A rápida adesão ao projeto Adote 1Parque só é possível dado ao nosso histórico”, considera Vicente. “Sem isso, talvez não tivesse sido tomada a decisão de evoluir a atuação em direção a proteção efetiva de uma unidade de proteção”. Nesse sentido, ele reforça que a empresa espera incentivar outros players. “Pela nossa trajetória, temos visto que muitas empresas têm investido nessa agenda”, diz. “Um dos efeitos desse projeto pode ser a participação da iniciativa privada em ações que vão além da própria cadeia de produção”.

A autonomia do Carrefour no Brasil

O executivo conta ainda que a empresa no Brasil tem total autonomia para decidir participar de projetos de sustentabilidade, pois é considerado o contexto nacional e as necessidades locais.

Confira algumas das iniciativas:

1. Plataforma de Embarque de Pequenos Produtores Rurais

A partir dela, a companhia busca firma parcerias com cooperativas de produtores locais e de pequeno porte, além de comunidades tradicionais. Com isso, estimula melhores condições econômicas, aumento de renda e inclusão social, o que permite a permanência do produtor permanece em seu território e, consequentemente, a preservação ambiental.

2. Moratória da Soja e Programa de Produção Sustentável de Bezerros

Antes mesmo do lançamento do Act for Food, em 2007 o Grupo Carrefour Brasil passou a integrar a Moratória da Soja e a manter o Programa de Produção Sustentável de Bezerros, implementado pela Iniciativa para o Comércio Sustentável (IDH), no Mato Grosso. O foco é o desenvolvimento de pequenos produtores.

3. Desmatamento Zero no Brasil

Desde 2010, o Carrefour é uma das empresas comprometidas com o Desmatamento Zero no Brasil, sendo membro do conselho diretor do Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS)

4. Protocolo Harmonizado da Pecuária (PHP)

A companhia ainda é signatária do Protocolo Harmonizado da Pecuária (PHP) e ajudou a formular a iniciativa, ao longo de dois anos, junto ao Imaflora (Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola) e ao MPF (Ministério Público Federal), visando à harmonização dos critérios e procedimentos de monitoramento das fazendas. O documento fornece a padronização a ser implantada por todos os frigoríficos, e, embora tenha entrado em vigor em julho de 2020, a companhia incorporou, desde 2019, os critérios do protocolo em seu sistema de geomonitoramento.

5. Plataforma de Pecuária Sustentável

O Grupo Carrefour Brasil possui também a Plataforma de Pecuária Sustentável, que visa a fornecer carnes não oriundas de áreas de desmatamento, que, graças à ferramenta de geolocalização, também trabalha para inibir a produção em regiões desmatadas, unidades de conservação ambiental e terras indígenas. Desde 2016, a empresa possui uma política de compra responsável de carne in natura, sendo o único varejista a possuir sua própria ferramenta de geomonitoramento.

6. Criação de um comitê focado em pecuária

Em 2020, a companhia criou um comitê focado em pecuária, que envolve a área comercial e de sustentabilidade, com acompanhamento da cúpula executiva do grupo, e trabalha para liderar o engajamento de pequenos, médios ou grandes frigoríficos, além de ter iniciado um projeto para análise dos fornecedores indiretos, que é um elo importante na cadeia da pecuária. Esse trabalho assegura mais assertividade e consistência junto à essa cadeia, buscando estabelecer uma agenda positiva que vise à regularização dos processos, beneficiando o mercado como um todo e a sociedade.


+ NOTÍCIAS

Carrefour lança desafio de inovação em busca de embalagens sustentáveis

Carrefour vê efeitos de digitalização e registra aumento de 43% no lucro líquido em 2020

Carrefour anuncia ações concretas para combate ao racismo


 






ACESSE A EDIÇÃO DESTE MÊS:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 262: O consumidor é phygital

CM 261: O respeito ao cliente é o caminho para 2021

Anuário: A omnicanalidade em todo lugar

VEJA MAIS