Ecoturismo é tendência de viagens em 2021

Para evitar a aglomeração e se proteger do vírus, os brasileiros procuram viagens mais próximas, com foco no ecoturismo

Foto: Divulgação.

Já não é novidade que a pandemia mudou as tendências de viagens para o consumidor. No entanto, ainda que haja crise econômica e restrições sanitárias, as pessoas seguem viajando. De acordo com uma pesquisa da agência ViajaNet, o principal destino é o ecoturismo.

Um estudo realizado pela empresa monitorou o volume de buscas e de venda de passagens aéreas nacionais em 2020 e no começo de 2021. A mudança está no hábito dos consumidores: para um cenário no qual o coronavírus interfere na sensação de segurança, as pessoas têm preferido viagens ecológicas.

O Brasil é um dos principais países no ranking de ecoturismo

Rico em lugares nos quais o contato com a natureza é a principal atração, o Brasil se consagra como um dos principais no ranking de ecoturismo. De acordo com a pesquisa, a mudança de rota está voltada para viagens nacionais. A preferência é que sejam mais rápidas, isoladas e ecológicas. Essa nova tendência foi percebida desde outubro de 2020.

“Além de priorizar medidas sanitárias, o consumidor tem buscado por viagens com propostas mais sustentáveis e ambientais, e o nosso país se destaca nesse quesito”, comenta Gustavo Mariotto, head de marketing da ViajaNet.

A expectativa para 2021 também está voltada ao ecoturismo, já que as viagens para o exterior ainda têm restrições. “Devido ao receio em realizar viagens internacionais, a previsão é que o turismo nacional continue crescendo durante o ano, se adaptando, pelo menos por enquanto, para a nova realidade”, conclui.

Viagens livres de aglomeração

Outro destaque sobre a preferência dos consumidores no ecoturismo está ligado à segurança. Viagens que envolvem trilhas, cachoeiras afastadas e contato único com a natureza, sem envolvimento com outras pessoas, têm sido as mais buscadas. Essa nova guinada recebe também o nome de “turismo de isolamento”, bastante cogitada por turistas mais cautelosos.

Como recomendação, a agência Viajanet destaca os destinos:

  • Bonito (MS)
  • Chapada Diamantina (BA)
  • Chapada dos Veadeiros (GO)
  • Foz do Iguaçu (PR)
  • Brotas (SP)
  • Jalapão (TO)

 

Além de esquentarem o turismo, as viagens incentivam também o setor hoteleiro, que apresentou expectativas baixas para 2021.


+ Notícias

Turismo digital é aposta para diminuir o impacto do coronavírus

Turismo local: cresce a procura por aluguel de carros






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS