Como o 5G promete revolucionar o mercado brasileiro?

Possibilidades que podem surgir com a implementação da nova tecnologia prometem revolucionar o ecossistema de inovação do País

Foto: Shutterstock

Depois de um processo que se arrastou durante oito meses, a Agência Nacional das Telecomunicações (Anatel) aprovou no começo de fevereiro o edital do leilão do 5G no Brasil. Agora, o documento irá para consulta pública durante 45 dias e a expectativa é que as empresas comecem a dar seus lances ainda em 2021. Mas afinal, o que isso representa para os negócios?

O 5G é a evolução do 4G, rede de internet móvel usada para conexão com a internet atualmente. Conforme explica David Morrel, sócio da consultoria e auditoria PwC Brasil, o 5G se diferencia dos seus predecessores por sua eficiência. “O 5G irá possibilitar que a transmissão de dados aconteça de forma mais rápida.” Em uma simplificação, com a chegada do 5G no Brasil a velocidade da internet irá aumentar drasticamente!

Apesar de usarmos a internet do seu celular como exemplo das vantagens dessa nova tecnologia, o buraco é bem mais embaixo. Os benefícios vão além, podendo impactar profundamente a forma que nos relacionamos com os ambientes digitais. “O 5G é a super infraestrutura de conectividade que permitirá que nos transformemos em uma sociedade digital, conectando dispositivos a plataformas digitais para a criação de aplicações inteligentes”, afirma Carlos Roseiro, diretor de Soluções da Huawei no Brasil. A multinacional chinesa especializada em serviços de telecomunicações e dispositivos eletrônicos é uma das interessadas em concorrer ao direito de implementar a tecnologia no Brasil.

É justamente a maior eficiência dessa rede que permite que essa grande transformação digital aconteça. De acordo com Roseiro, o 5G irá tornar a transmissão de dados de 10 a 16 vezes mais rápida do que seus antecessores. Com tal capacidade, tecnologias como a inteligência artificial (que geralmente demandam bastante da rede) se tornam mais práticas e velozes. Para os negócios, isso se traduz em uma palavra: mais capacidade de inovação.

Um mundo de novas possibilidades

“O céu é o limite”, é assim que David Morrel define as possibilidades que o 5G traz para a implementação de novas tecnologias no meio corporativo. Em um exemplo prático, varejistas poderiam aplicar a tecnologia de reconhecimento facial em suas lojas, identificando seus clientes e gerando uma experiência mais personalizada. “Isso já é algo possível hoje em dia. Só que, dependendo da quantidade de dados que precisam ser processados, pode demorar. O 5G abre a oportunidade desse processo ser realizado mais rapidamente, enquanto o cliente ainda está na loja”, explica o sócio da PwC.

Leia também: A realidade virtual vai mudar o mercado; entenda por que 

Carlos Roseiro vai além. De acordo com o executivo, ideias ambiciosas como as smart cities ganham maior escopo com a chegada do 5G. Para os governos, isso representa a possibilidade da implementação de novas soluções para resolver velhos problemas. “Em experiências reais no Brasil, os índices de criminalidade foram reduzidos em 27% com a instalação de câmeras e centros de monitoramento administrados pelo governo. Mas o potencial indica que a tecnologia pode fazer muito mais. Pontos como monitoramento da qualidade do ar e poluição, detecção de incêndios florestais, gerenciamento de ruído e de tráfego podem ser aprimorados com o 5G. Cidades e cidadãos podem se beneficiar das aplicações inteligentes que podem surgir a partir dessa tecnologia.”

Para o consumidor, a forma que ele se relaciona com a internet em seu cotidiano também tende a mudar. A maior conectividade abre espaço para um maior engajamento nas mídias digitais. Compartilhar e consumir conteúdo se tornará mais fácil e rápido, gerando um fluxo informacional jamais visto. Roseiro conta que durante uma apresentação da Huawei na China, a empresa fez uma comparação do 5G com o 4G usando um teste de velocidade em um smartphone. O modelo da nova geração, que fazia uso da nova tecnologia, apresentou uma taxa de download de 700 Mbps por segundo. Já o antigo atingiu o limite de 100 Mbps. “Tão importante quanto, o envio de dados foi cerca de três vezes mais rápido, resultando em menos tempo para enviar fotos e vídeos em aplicativos de mensagens ou redes sociais”, conta o executivo.

Nesse cenário, há espaço para a provocação: como utilizar esse potencial para se conectar aos seus clientes?

Um momento decisivo

Os especialistas afirmam que o 5G não fará todo o trabalho por si só. Ele dará para as empresas as ferramentas necessárias para exercer sua criatividade, criando soluções inteligentes e inovadoras. Tudo depende da capacidade dos gestores em enxergarem as possibilidades que esse novo mundo digital oferece.

David Morrel sinaliza que esse pode ser um momento interessante para as empresas lançarem um olhar mais aguçado nos seus modelos de negócios. É a hora de identificar problemas, pontos que podem ser evoluídos e otimizados pelas novas tecnologias. E é preciso que esse processo seja feito estrategicamente, com muita calma e análise.

As oportunidades trazidas pelo 5G não devem ter um impacto imediato no mercado. Primeiro vem sua fase de implementação, em seguida vem o processo de descoberta, quando as empresas começam a ter ciência das portas que foram abertas e as exploram com novas soluções.

O executivo que tiver essa visão de futuro mais aguçada será capaz de sair na frente, começando desde já a elaborar estratégias e formar parcerias. “Precisamos enxergar o que essa tecnologia viabiliza. Para os negócios, é preciso pensar em como uma empresa pode gerar experiências diferenciadas, encantadoras para seus consumidores e para sua rede interna de colaboradores”, diz Morrel.

Não existe uma fórmula mágica de como esse processo deve ocorrer. Para o executivo, uma dica interessante é começar tentando entender o propósito que as novas soluções irão desempenhar na sua organização. “É preciso entender o que a tecnologia significa para a empresa e, eventualmente, começar a trabalhar na base para que esse potencial seja explorado.” Isso inclui voltar os olhares para o mercado de trabalho, procurando talentos capacitados.

Apesar disso, o impacto no longo prazo é inegável. Carlos Roseiro conta que um levantamento realizado em parceria com a consultoria Deloitte estima que, no Brasil, as soluções baseadas em 5G acumulem um crescimento da ordem de R$ 2,93 trilhões em 15 anos. Isso significa um crescimento de mais de 2,5% do PIB brasileiro a cada ano.


+ Notícias 

Advanced Analytics: qual é a importância e como é utilizado no Brasil 

Data-driven market: a importância do fator humano no processo de uso de dados 






ACESSE A EDIÇÃO DESTE MÊS:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 262: O consumidor é phygital

CM 261: O respeito ao cliente é o caminho para 2021

Anuário: A omnicanalidade em todo lugar

VEJA MAIS