Novos hábitos esportivos dos brasileiros abrem oportunidades para marcas

Pesquisa do Google traz mudanças nas práticas e atividades esportivas desde a pandemia.

Fonte: Unsplash

Novos interesses dos brasileiros por modalidades e práticas esportivas são oportunidades para marcas e varejistas expandirem seus portfólios e estreitarem relações com os consumidores. Dos últimos anos para cá, além da influência da pandemia, a variedade de hábitos esportivos e de interesse por esportes tem aumentado. É o que mostra uma pesquisa feita pelo Google realizada em novembro último.

A pesquisa que inclui dados da consultoria Sport Track e comportamentos no Youtube traz dois achados principais relacionados aos hábitos esportivos. O primeiro, que eles ganham espaço na vida dos brasileiros. O segundo, que a saúde e o bem-estar geral são as principais razões para a prática de esportes e exercícios.

Na pandemia, a prática de exercícios e esportes ganhou ainda mais espaço na vida dos brasileiros. Entre março e novembro de 2020, as buscas por exercícios em casa cresceram duas vezes, além de um aumento no interesse por ciclismo (+144%) e natação (+230%).

Segundo os dados da Sport Track, 39% dos brasileiros passaram a praticar algum esporte novo no período, de preferência atividades ao ar livre, sendo:

  • Caminhada (23%)
  • Corrida (18%)
  • Bicicleta (10%)

Maior atenção com bem-estar geral

As atividades ao ar livre são parte do desejo de estar perto da natureza. O que já era uma tendência e referência ao chamado bem-estar holístico, ganhou ainda mais importância. Isso porque os dados mostram que:

  • 41% dos fazem exercícios ao ar livre
  • 23% buscam itens esportivos para atividades externas
  • Surf aumentou 672% nas buscas do Google nos últimos cinco
  • Skate como atividade foi procurado 550% mais desde 2017.

A quantidade de pessoas que estão praticando esportes também é maior. Enquanto em 2018 a porcentagem era de 58%, em 2020 foi para 69%.  Por outro lado, dois em cada três brasileiros não conseguem manter a rotina e estão insatisfeitos com suas práticas. Segundo o estudo, a elas falta de tempo (25%) e sobra cansaço (21%).

Com a pandemia, 24% dos brasileiros estão praticando menos esportes, enquanto 11% se dedicam ainda mais a seus hábitos esportivos.

O interesse nas práticas e esportes vai para além do hobby e mostra uma atenção maior para o bem-estar geral, já que as buscas por meditação e mindfulness cresceram mais de 113% entre janeiro de 2017 e novembro de 2020.

pesquisa google sobre práticas esportivas

Fonte: Unsplash

Novos interesses, novas necessidades

O aparecimento de novas modalidades e práticas esportivas traz novas necessidades. É aí que entram as chances das marcas se aproximarem dos consumidores.

“Essa relação mais plural com os esportes é o momento para as marcas e varejistas expandirem os seus portfólios e relação com os consumidores, oferecendo produtos, conteúdos e experiências que fomentem as novas paixões e práticas dos brasileiros”, enfatiza o head de negócios para varejo do Google Brasil, José Melchert, ao comentar a pesquisa.

Ele lembra ainda que as marcas têm um papel em ajudar os brasileiros a inserir as práticas às suas rotinas, seja indoor ou outdoor.

O mercado deve ser visto com sua devida importância, afinal, a relação que há entre a frequência nas práticas esportivas e compra de itens esportivos é alta. Aqueles que declaram se exercitar ao menos três vezes por semana (58% dos pesquisados) compram artigos esportivos duas ou mais vezes por mês.

Há também um reflexo no tipo de material, com certa influência sobre a moda. Conforme conforto e tecnologia vão aparecendo cada vez mais nos artigos esportivos, mais as pessoas usam os produtos no dia a dia. Um em cada quatro brasileiros diz que usa produtos esportivos não só nos treinos.

Para além do futebol

Quando se trata de entretenimento, o futebol está dividindo cada vez mais espaço com outros esportes. Conforme os dados da Sport Track, o interesse por basquete dobrou, enquanto vôlei e natação também ganharam em interesse.

Nas buscas do Google, o basquete mostra um crescimento de 89% nos últimos quatro anos. O nome do jogador norte-americano LeBron James, do Los Angeles Lakers, se igualou com o jogador Gabigol, do Flamengo, nas buscas brasileiras no site em 2020.


+ Notícias

Mês do consumidor: emoções, atitudes e expectativas que ditam novos comportamentos

Marca de doces usa canais digitais para aproximar e ouvir o consumidor

O que é a inteligência artificial emocional e por que ela é o futuro






ACESSE A EDIÇÃO DESTE MÊS:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 262: O consumidor é phygital

CM 261: O respeito ao cliente é o caminho para 2021

Anuário: A omnicanalidade em todo lugar

VEJA MAIS