Como implementar estratégias de data literacy nas empresas

Saber analisar e entender dados é uma das habilidades que promete alavancar resultados e mudar o mercado do futuro

Foto: Shutterstock

O data literacy, ou alfabetização de dados, já é considerado uma das habilidades mais importantes para as empresas do futuro, já que tem potencial de alavancar o crescimento do negócio a partir da análise de dados.

Para conseguir esse resultado, entretanto, é preciso realizar essa análise da forma correta, o que envolve diversos conhecimentos em tecnologia e estratégia. É nesse momento que o data literacy se mostra importante.

O que é data literacy

O data literacy nada mais é do que a alfabetização de dados. É a habilidade de analisar e entender os dados disponíveis da forma correta para, a partir disso, criar soluções e estratégias. O termo surgiu com a necessidade de aprimorar o entendimento desses dados, que escancarou uma defasagem nesse mercado.

Por isso, hoje quando o assunto é data literacy, fala-se sobre “falar dados”, como se essas informações fossem, de fato, uma nova linguagem, como aprender inglês ou espanhol. Falar dados, portanto, é uma habilidade que se tornará cada vez mais importante com o passar do tempo.

Isso porque a transformação digital trouxe uma conexão entre realidade e mundo virtual, que foi ainda mais impulsionada com a pandemia. Hoje, os dados são tratados como o “novo petróleo”, tamanha a importância que têm no mercado.

Exatamente por isso, a análise de dados é uma função que merece cada vez mais atenção por parte das empresas, já que pode contribuir com a tomada de decisões a partir de informações concretas (basicamente, o conceito de Data Driven, outro bastante importante quando se fala em dados).

Para Felipe Ferraz, professor da Cesar School – faculdade especializada em inovação digital – e PhD em Ciência da Computação, entender esses dados vem ganhando muita relevância e importância não só nos negócios, mas no dia a dia em geral.

“Os dados ajudam o gestor a ter uma percepção melhor do que fazer e como fazer algo na empresa. Antigamente, quando íamos tomar uma decisão, seria baseada apenas em informação básica. Em um mundo tão conectado, você consegue tomar uma decisão não baseada em algo relativo, mas a partir do padrão de comportamentos, sendo mais assertivo na escolha”, explica.

Leia também: Desigualdade digital chega aos mais ricos 

A importância do data literacy para a empresa

Os principais benefícios de treinar colaboradores em data literacy estão relacionados à tomada de decisões mais certeiras. Isso porque os dados não sofrem interferência de vieses ou opiniões pessoais, que podem, muitas vezes, definir os rumos da estratégia, mesmo que sem intenção.

Alguns dos benefícios que investir em data literacy na empresa traz são:

  • Tomada de decisão mais certeira;
  • Análise das informações sem subjetividade;
  • Estratégias de dados que se adequam à realidade;
  • Resultados mais promissores;
  • Possibilidade de rever as informações e compará-las;
  • Crescimento da empresa com data driven.

 

Saber ler, analisar e ainda comunicar esses dados para toda a equipe se mostra, portanto, algo essencial para os negócios.

“O data literacy afeta diretamente o desempenho corporativo. Envolve margem bruta, retorno sobre ativos, patrimônio e vendas. Uma pesquisa da consultoria internacional de inovação Gartner aponta a baixa alfabetização de dados como o segundo maior obstáculo interno ao sucesso de um Chief Data Officer (CDO)”, afirma Alexandre Pegoraro, CEO da plataforma Kronoos.

Segundo ele, a Gartner já projetava que até o final de 2020 cerca de 80% das organizações seriam obrigadas a iniciar programas de alfabetização de dados para superar as dificuldades.

O data literacy nas empresas

Saber falar dados não é algo comum atualmente. Mesmo em grandes empresas que já reconhecem o valor dessa nova “língua”, a análise e entendimento dos dados muitas vezes se limita a um setor específico para isso.

Geralmente focados em melhorar o produto ou serviço da empresa, esses analistas se debruçam sobre dados bastante específicos e relacionados diretamente com as vendas do negócio.

Entretanto, a tomada de decisão a partir dos dados pode ser aplicada em todo o âmbito da empresa, melhorando o trabalho interno ou impulsionando soluções em setores que não estão diretamente relacionados com as vendas.

“É importante ter essa mentalidade não apenas nas ações diretas, mas também no momento de tomar as decisões dentro das empresas, também seguindo os dados. Ou seja, não é preciso usar necessariamente para melhorar um produto, por exemplo, mas também para melhorar algo na própria empresa”, afirma Felipe Ferraz.

Por isso, fomentar o data literacy dentro das empresas, como parte da cultura e das habilidades dos colaboradores, é uma ótima forma de melhorar o negócio como um todo.

Segundo Alexandre Pegoraro, deve-se ter extremo cuidado na análise profunda das informações obtidas, as mesmas devem ser checadas. “É preciso saber de onde vieram e quais perguntas foram feitas para se chegar neste resultado. É através dessas informações que se criam habilidades de tomar uma decisão, formar uma opinião e sustentar seu ponto de vista com base em dados”, diz.

Como implementar a habilidade de data literacy na empresa

É importante entender que o data literacy não é uma ação direta, mas, sim, uma habilidade que torna a tomada de decisões mais assertiva. Isso quer dizer que o data literacy é algo que se aprende e se desenvolve para fomentar o crescimento.

Ou seja, não é uma ação única, são vários elementos que precisam ser utilizados para tornar os colaboradores da empresa aptos para analisarem e comunicarem os dados. É um processo, que exige investimento e preparação, mas que traz inúmeros resultados a longo prazo.

Para implementar a cultura do data literacy nas empresas, algumas estratégias podem ajudar:

Promover treinamentos

Esse é o ponto principal da alfabetização de dados. É preciso ensinar e promover treinamentos para os colaboradores que trabalham diretamente com os dados, independente do objetivo.

São diversas ferramentas e plataformas que podem ser utilizadas, além de existirem diferentes técnicas para o entendimento das informações adquiridas. Tudo isso são elementos essenciais para formar uma equipe apta.

Capacitações constantes

Assim como a tecnologia, é de se esperar que as maneiras de analisar dados e informações mudem com o tempo. Por isso, mesmo profissionais que já entraram na empresa falando dados, precisam sempre renovar seu conhecimento na área.

Investir nessas capacitações pode ser o diferencial da empresa em momentos de grandes mudanças, já que permite uma análise adequada às novas necessidades do negócio e seus clientes.

Incentivar todos os colaboradores a utilizarem os dados

Não são apenas setores específicos que podem se beneficiar com o data literacy e data driven. Toda a empresa pode passar a decidir ações a partir de dados concretos, aumentando as chances de acerto.

Por isso, quando se fala em data literacy, é preciso mudar, mesmo que aos poucos, a cultura e o mindset da empresa, mostrando para todos os colaboradores a importância de analisar dados.

Tomar cuidado com os dados sensíveis

Um tema que não pode ser deixado de lado atualmente é o de uso de dados. A empresa precisa tomar muito cuidado com armazenamento e segurança dos dados internos e de seus clientes.

Dados sensíveis (pessoais, como número de documentos e endereço) merecem atenção redobrada e transparência por parte da empresa com seus consumidores. Informações muito específicas, na verdade, não precisam ser utilizadas. Há outros tipos de informações que trazem tanto valor quanto esses.

O data literacy, como foi visto, é de extrema importância para o mercado do futuro e precisa ser uma habilidade cada vez mais valorizada e incentivada dentro das empresas. A tomada de decisão a partir dessas informações pode ser o diferencial entre as empresas nos próximos anos.


+ Notícias 

A análise de dados está por trás das principais tomadas de decisão 

Como definir o uso de tecnologias baseando-se no desejo do cliente 






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS