Instagram, Facebook e LinkedIn compartilham mais de 50% dos dados dos usuários

Outros como Skype, Microsoft Teams e Zoom aparecem como mais seguros e não compartilham informação, aponta pesquisa

Fonte: Unsplash

Provavelmente você tem um dos três aplicativos mais invasivos do mundo em suas mãos. Há grandes chances de você também ter os três. Com a recente atualização da Apple Store sobre suas políticas de privacidade, é possível que saibamos com mais clareza como os aplicativos usam nossos dados e para onde vão nossas informações. Para facilitar esta tarefa, a solução em nuvem pCloud fez exatamente esse trabalho, e constatou que os apps Instagram, Facebook e LinkedIn compartilham mais de 50% dos dados dos usuários com terceiros.

Se você achou a percentagem alta, sabia que pode ser ainda mais grave. Se pegarmos só o Instagram, este “mais da metade” significa nada menos que 79%, enquanto o Facebook compartilha 57% das informações de seus usuários a terceiros e o LinkedIn 50%. Abaixo, há a lista com o top 50 apps que mais compartilham dados do usuário.

As informações são, sobretudo, referentes a histórico de navegação, localização, informações bancárias, contatos e até mesmo peso, altura e outras eventualmente fornecidas a outros aplicativos.

apps invasivos

Fonte: pCloud

Para quem não se convence muito dos malefícios desse negócio em que somos a mercadoria, a pCloud lembra que terceiros podem ter acesso a informações por serem associados às empresas que oferecem os aplicativos ou por simplesmente pagarem para acessar os dados.

Muitas vezes, os dados são obtidos por empresas de social listening, ou “escuta social”, que monitoram concorrentes, definem estratégias e criam relatórios. Em outras palavras, elas coletam nossas informações relacionadas a nossos desejos e medos para que pessoas analisem, entendam e vendam para nós.

“Ainda que tenham a responsabilidade de manter os dados seguros, isso nem sempre quer dizer que eles estão na mão delas”, diz a empresa, lembrando que muitas vezes terminamos uma busca em um app e o outro traz uma propaganda relacionada em seguida.

O estudo da pCloud diz que 80% dos aplicativos usam dados do usuário para comercializar seus próprios produtos, com anúncios próprios em outras plataformas, promoções no próprio app ou de terceiros.

Os mais seguros

É inevitável e natural conviver com modelos de negócio que exploram nosso desconhecimento e vendem informações preciosas sobre nossas vidas? Para responder a esta pergunta, a pCloud também investigou os apps mais seguros, e viu que Skype, Microsoft Teams, Google Classroom, Clubhouse, Netflix, Signal e Zoom não compartilham informação alguma com terceiros.

 

apps seguros

Fonte: pCloud

 


+ Notícias

Apple vai proibir o compartilhamento de dados. E alfineta o Facebook

Senacon quer explicações do Facebook sobre as mudanças no WhatsApp

Facebook revela pulseiras neurais para Realidade Aumentada






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS