Signal supera a marca de 100 milhões de usuários

Assim como o Telegram, app teve enxurrada de instalações após o Whatsapp anunciar mudanças nas políticas de privacidade

Fonte: Unsplash

O aplicativo de mensagens privadas Signal continua sua arrancada no número de downloads iniciada depois que o Whatsapp anunciou mudanças em sua política de privacidade, no início do ano. O app conhecido como “mensageiro secreto” vem ganhando espaço e agora atinge a marca dos 102 milhões de downloads no mundo, de acordo com a empresa de análise de aplicativos e marketing Sensor Tower.

Ainda que em janeiro o Telegram tenha sido o app mais baixado do mundo no ranking da analista – também por conta das mudanças no Whatsapp -, o Signal vem ganhando adeptos por não armazenar poucas informações dos usuários. O app aparece como um dos apps de mensagem mais seguros do mundo e já foi elogiado pelo CEO da Tesla, Elon Musk, e por Edward Snowden, o delator do escândalo de espionagens da NSA (Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos).

Qual a diferença?

Ao contrário do Whatsapp, tanto Telegram quanto Signal possuem códigos de programação abertos, e, portanto, é possível examinar quais dados são obtidos do usuário e o que é feito com eles. No caso do Signal, a única informação que a empresa tem do usuário é o telefone – que não é passado a terceiros. Até mesmo o nome é uma informação opcional.

Já a grande diferença entre o Signal e o Telegram é que o primeiro é de criptografia ponta a ponta, assim como o Whatsapp. No Telegram isso só é possível quando o usuário abre um bate-papo secreto.

Grandes mercados

Ainda que a quantidade de downloads do Signal seja tímida em relação aos quase 2 bilhões de usuários do Whatsapp e 256 milhões do Telegram, o diferencial do aplicativo tem sido expressivo em mercados importantes. De acordo com a Sensor Tower, a Índia tem o maior número de novos downloads do app desde o começo do ano. Foram 23 milhões de instalações até agora – algo próximo a um terço dos 61,4 milhões totais registrados pelo Signal na Apple Store e na Google Play Store.

“Para entender o quão significativo é esse número, antes de 2021, a Signal tinha apenas 1,6 milhão de instalações no país. Isso significa que os primeiros três meses de 2021 representam 93% de todos os downloads do Signal já feitos na Índia”, aponta a Sensor Towers. “Isso também é uma má notícia para o Facebook, já que a Índia é um país onde o WhatsApp tem sido historicamente o aplicativo de mensagens preferido.”

Continuação do crescimento

Se o motivo da disparada do Signal é o anúncio das novas políticas de privacidade do WhatsApp em relação ao compartilhamento de dados com terceiros, vale esperar como se comporta o ritmo de downloads do Signal e do Telegram a partir de 15 de maio. Pouco depois do início da evasão de usuários do Whatsapp, o Facebook anunciou que estava atrasando as mudanças na política de privacidade do app de mensagens até esse dia, que é a data limite para usuários aceitarem a mudança do WhatsApp ou apagar de vez o app.

 


+ Notícias

Whatsapp Pay: entenda o funcionamento das transferências e como configurá-las

Mesmo após polêmica, WhatsApp promoverá a mudança nos termos de privacidade






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS