Além do visual: Android 12 promete maior segurança e privacidade aos usuários

Sistema possibilita que usuários tenham maior controle sobre os dados pessoais utilizados por aplicativos; algumas funcionalidades já existiam na Apple

Crédito: Unsplash

De olho na pressão do Governo americano e de reguladores da Europa, o Google lançou, nesta terça-feira (18), ainda na versão beta, a nova atualização de seu sistema operacional: o Android 12. Além de um novo visual minimalista, o sistema operacional traz a promessa de aprimorar os recursos de segurança e privacidade dos usuários.

Uma das grandes novidades da atualização é o Privacy Dashboard, funcionalidade que tem como intuito detectar comportamentos indesejados dos aplicativos, possibilitando que o usuário tenha uma visão histórica de como apps  acessam suas informações, tais como localização, microfone e câmera, com detalhamento dentro do próprio Google. Na nova versão, é possível, também, ajustar ou revogar as permissões dos aplicativos dentro do próprio painel.

“Com este lançamento, queremos continuar aprimorando o escopo de quais dados os aplicativos utilizam (…) o foco principal é fornecer maior nível de transparência aos usuários”, afirma o gerente de produto do grupo Android, Charmaine D’Silva.

Microfone, câmera e localização

O Android 12 passará a indicar quando o microfone e a câmera estão sendo utilizados – uma ferramenta que já é utilizada por seu rival, a Apple. Quando as ferramentas estiverem sendo usadas por algum aplicativo, o usuário será “notificado” por meio de uma pequena luz verde, que aparecerá na parte superior da tela. Ao tocar sobre a tela, o sistema mostrará qual aplicativo está utilizando o microfone ou a câmera.

Além disso, na nova versão, as funções microfone e câmera passarão a figurar no menu Configurações Rápidas. Para acessá-los, basta arrastar o dedo de cima para baixo para a visualizar as opções de ativar ou bloquear as ferramentas.

No que tange o compartilhamento de dados de localização, o Android 12 busca fornecer um maior controle às pessoas: haverá a possibilidade de escolher se um aplicativo poderá usar a localização aproximada ou precisa do usuário. Um exemplo: agora, para acessar a previsão do tempo do local onde mora ou trabalha, não será mais necessário ceder ao aplicativo a localização exata de onde você está.

App Hibernation

O novo sistema manteve a funcionalidade permission auto-reset ou, em tradução livre, redefinição automática de permissão, já disponível no Android 11, que permite que aplicativos não usados por longos períodos tenham as permissões redefinidas para que não continuem tendo acesso livre aos seus dados de maneira desnecessária.

A novidade fica por conta da expansão desse recurso com o App Hibernation. A atualização faz com que o uso de dados de aplicativos em segundo plano sejam interrompidos. Ao tocar no aplicativo que está “hibernando” em segundo plano, ele imediatamente reestabelecem suas funcionalidades.

Private Compute Core

Entre as novidades que foram anunciadas pelo Google, está o recurso de pastas protegidas que o Android 12 oferecerá ao usuário no Google Fotos. Além disso, o Android 12 traz um sistema de privacidade denominado  Private Compute Core, que está integrado ao sistema operacional e que permite o gerenciamento de dados de machine learning com mais segurança.

A nível de privacidade, o Google explica que todo processamento confidencial de áudio e idioma ocorre exclusivamente no dispositivo e isolado da rede, preservando os dados do usuário.

A ideia, então, é estabelecer um ambiente isolado no qual os sistemas de Inteligência Artificial possam ser executados sem acesso direto à rede e completamente separados de outras funções do sistema operacional.

Segundo o Google, separar esses sistemas torna mais difícil para um aplicativo nocivo ou malware obter acesso remoto aos recursos de IA ou aos dados pessoais que os alimentam.

Com informações da Wired


+ Notícias

Estudo aponta que 90% dos clientes reclamam diretamente com a empresa – resolver é outra história

Câmara aprova projeto de lei do superendividamento






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS