Você tem uma rotina matinal? Saiba por que deveria

Descubra como retomar a rotina tão importante para sua produtividade

Foto: Shutterstock

Manter um horário fixo para acordar, com atividades predeterminadas no período da manhã – antes de começar a trabalhar – e um horário para começar o trabalho podem ser ações determinantes para uma boa qualidade de vida e satisfação pessoal. Porém, por causa da pandemia, muitas pessoas perderam ou tiveram totalmente desorganizada essa rotina matinal.

Isso porque a falta de fronteiras entre a vida pessoal e o trabalho, principalmente no home office, tem levado essas pessoas a trabalharem mais. Uma pesquisa do Instituto DataSenado, repartição de pesquisa vinculada à Secretaria de Transparência do Senado Federal, revelou que 78% dos trabalhadores em home office estão trabalhando além da jornada normal.

Ainda segundo dados da pesquisa, entre os profissionais que trabalham por jornada, 61% dizem receber mensagens, ligações ou e-mails fora do horário regular de trabalho e com isso acabam não tirando a cabeça dos compromissos profissionais.

E, para dar conta de tanta demanda dentro da própria casa, os limites entre vida pessoal e profissional começaram a se misturar, e, em alguns momentos, até a se sobrepor, fazendo com que as pessoas mudassem a sua própria rotina, por exemplo, a rotina matinal, o que pode ser uma péssima ideia quando se trata de cuidar da própria saúde.

A rotina matinal pode determinar como será o restante do dia?

A rotina matinal diária é importante para a maioria das pessoas, pois ela promove um efeito cascata sobre o restante do dia, gerando qualidade e quantidade de tempo suficiente para suas atividades.

Para Ricardo Nishimori, médico da família na Clínica Personal, da Central Nacional Unimed, e mestre em ciências nutricionais pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), quando uma pessoa tem esse cuidado com a programação de uma rotina matinal, observando com consciência a densidade de trabalho e de cada atividade, ela pode evitar frustrações e desequilíbrios emocionais, além de ajudar a manter a saúde mental.

A rotina matinal pode compreender as atividades diárias cotidianas, atividade física e a atividade profissional. E esse conjunto de atividades pode determinar como será a intensidade das atividades no restante do dia.

“Pessoas que realizam atividade física no início do dia garantem a liberação de neurotransmissores e consequente estado de atenção e humor equilibrado no decorrer do dia. Se somarmos ainda a uma dieta equilibrada, conseguimos um bom alicerce para o restante do dia. Com isso, a realização de outras atividades, como as atividades habituais do dia a dia e as atividades profissionais serão realizadas com maior desempenho e produtividade”, explica o médico.

E, quando se fala em rotina matinal, o café da manhã é a primeira atividade que imaginamos que deva acontecer, não é mesmo? Mas, para o médico, afirmar que o café da manhã é a refeição mais importante do dia não é algo simples, pois é preciso avaliar o padrão alimentar que uma pessoa necessita e isso leva, no mínimo, uma observação criteriosa das últimas 24 horas no padrão de dieta dela.

“Apenas uma refeição adequada não garante uma dieta saudável. O inverso também não é verdadeiro, um café da manhã desequilibrado também não compromete a dieta no restante do dia. Mas, apesar de não podermos afirmar que o café da manhã é a refeição mais importante do dia, é correto citá-la como uma refeição-chave, para facilitar a busca de um equilíbrio nutricional. A capacidade de influenciar os quadros de constipação intestinal e saciedade são os maiores exemplos para considerar essa uma refeição importante”, exemplifica.

Para o mestre em ciências nutricionais, a presença de fibras em quantidade adequada no café da manhã pode assegurar um bom funcionamento intestinal, evitando assim a frequente e indesejada constipação.

Além disso, essas mesmas fibras, associadas com uma ingestão adequada de proteínas, carboidratos e gordura, diminuem a chance de compulsão alimentar, garantindo saciedade à pessoa e favorecendo a ingestão no restante do dia.

Mas, como reconquistar a rotina pela manhã?

Considerando que a maioria das pessoas se sente bem com uma rotina, a reconquista dessa programação diária torna-se importante não apenas por questões de rendimento nas atividades do trabalho, como também para maior aproveitamento do tempo para outras tarefas.

Precisamos de tempo para as atividades intelectuais como leitura, para os cuidados com o movimento do corpo, realizando exercício físico, e ainda garantia do tempo de recuperação para todas as atividades do dia, com um tempo de sono adequado, garantindo assim um descanso reparador.

Para Ricardo Nishimori, a mudança repentina na rotina causou muitos transtornos com a pandemia, e isso se deve principalmente à mudança abrupta dos padrões da rotina diária. Por outro lado, para ele, o retorno repentino aos padrões pré-pandemia também não é saudável.

“A volta deve ser gradual, sempre oriento os meus pacientes para iniciarem com o retorno da rotina de exercício físico. Ele vai favorecer um retorno a dieta equilibrada, associada a melhora do sono e desempenho no trabalho”, aconselha o médico.

Porém, a rotina da maioria das pessoas não depende somente delas e envolve questões familiares como filhos, animais de estimação, relacionamento pessoal, os cuidados com pais e os avós e ainda doenças prévias.

Assim, a introdução ou retorno de introdução de uma rotina é algo muito complexo, visto a quantidade de variáveis que podem interferir nessa rotina. É preciso muita disciplina e força de vontade, mas os benefícios, com certeza, farão o esforço valer a pena.


+ Notícias 

Flex skills: habilidades para diferentes situações 

Pandemia afeta mais a Geração Z, diz estudo 






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS