Você já se atentou ao perigo silencioso dos fake reviews?

De maneira orgânica ou automatizada, as fake reviews ou avaliações falsas nos sites de compras têm ganhado espaço nos grandes marketplaces

O consumidor procura um produto ou serviço e, antes de fechar a compra, busca avaliações. Se os reviews forem positivos, a propensão de fechar a compra é maior. Afinal, menor a chance de arrependimento. Mas, cuidado! Você já parou para pensar que a resenha pode simplesmente ter sido escrita por uma pessoa que não existe – um algoritmo – ou alguém contratado para falar bem de determinado produto?

Segundo a consultoria inglesa BrightLocal, estima-se que 20% das avaliações sejam falsas e que 79% dos consumidores já tiveram contato com elas. O problema é significativo e já afeta 20% do mercado on-line da Inglaterra. No Brasil, há um agravante: o tipo de fraude por enquanto não é massivamente conhecido.

“Ainda não temos dados relativos ao Brasil, que ainda pesquisa muito pouco a respeito do assunto. Mas o que sabemos é que as fakes reviews podem influenciar £23 bilhões em gastos na Inglaterra todo ano, em um mercado que movimenta de 90 a 100 bilhões de libras. Estamos falando mais ou menos de 20% do mercado influenciado por fake reviews”, afirma André Miceli, professor da Fundação Getúlio Vargas nas cadeiras de Gestão de Tecnologia e Modelos de Negócios Digitais.

Veja o caso da Amazon e mais sobre as fake reviews na edição 264 da revista digital Consumidor Moderno. Basta clicar na imagem abaixo:


+ Notícias

Reality show: a vantagem do entretenimento popular para as marcas

Humanização no atendimento é ainda mais valorizada pelo cliente durante a pandemia




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS