Quaker responde a maior controle do consumidor sobre dieta via Consumer Insights

PepsiCo, dona da marca de cereais, desenvolve mais uma linha de produtos a partir das demandas nascidas na pandemia

Fonte: Pexels

Ir ao local de trabalho envolve uma rotina de refeições que pode sair do controle. Almoçar em qualquer lugar e com pressa, fazer pausas e lanches da tarde, dizer “sim” para guloseimas e doces que alguém trouxe ao escritório. As refeições como momento de descontração e partilha ou a ausência delas nos momentos de pressa muitas vezes levam à desatenção com os cuidados alimentares. Mas com a pandemia, o isolamento social e o confinamento fizeram as pessoas refletirem profundamente sobre seus hábitos, e rotinas mais saudáveis começaram a ganhar força. Em casa, os consumidores passaram a ter mais controle sobre suas dietas, e graças a todo seu aparato para se manter em sintonia com aqueles que compram seus produtos, a Quaker detectou a supriu a demanda com novas versões de produtos.

“Estamos sempre de olho no comportamento dos nossos consumidores e a área de Consumer Insights da PepsiCo permite que a gente conheça melhor nosso público e entenda o que eles querem e precisam.  Desta forma, conseguimos planejar e lançar produtos, campanhas e promoções que façam sentido para os públicos de cada marca”, explica Cecilia Dias, diretora de marketing da PepsiCo Brasil. “Um exemplo é o recente lançamento da linha Quaker Multigrãos, nas versões Mix de Grãos e Granola. Os novos produtos chegam neste contexto em que o consumidor preza cada vez mais por um estilo de vida balanceado.”

De acordo com a executiva, assim como os outros produtos Quaker, os dois lançamentos chegam para somar versatilidade, sabor e nutrição para diferentes momentos de consumo, do café da manhã às sobremesas.

“Passando mais tempo em casa, os consumidores têm uma oportunidade de ter mais controle do que consomem e de como compor o cardápio diário”, ressalta Cecília.

Busca pelo conhecimento do consumidor

A PepsiCo é um exemplo referencial de forte centralização do cliente na geração de ações inovadoras visando a construção da proximidade. Em sua área de Consumer Insights, ela estuda opiniões, desejos e necessidades de todos que consomem os mais diversos produtos da empresa, assegurando que os produtos sejam lançados com base na falta, na necessidade, nos pedidos dos consumidores.

Os resultados disso são vistos com frequência nos portfólios da marca. A linha Quaker Multigrãos é só mais uma oferta de mix de produtos diferenciados que surgiu na pandemia a partir do conhecimento sobre o consumidor por meio das mídias. O Doritos Wasabi e outras ampliações e mudanças de portfólio vêm desse método.

“Pensando nessas mudanças e em um dos nossos pilares de ‘foco no consumidor’, buscamos sempre oferecer produtos que atendam aos desejos dos consumidores com investimentos em pesquisa e desenvolvimento para oferecer cada vez mais produtos nutritivos e Quaker se mostra bem presente nesse pilar com o lançamento de Quaker Multigrãos”, observa a executiva.

A alta dos superalimentos

Uma categoria de alimentos que já vinha entrando em evidência e popularizou na pandemia entre aqueles em condição de estabelecer uma dieta nutritiva são os superalimentos. As comidas poderosas, cuja composição rica contém nutrientes e compostos bioativos que previnem doenças e recuperam o organismo, caíram no gosto de muitos que buscam mais qualidade de vida.

Diante desta demanda, alimentos com grande concentração de proteínas, vitaminas, minerais, fibras, antioxidantes e outros compostos começam a ganhar escala. É neste universo que estão os Quaker Multigrãos com suas propostas de variedade de nutrientes. Um dos ingredientes desses produtos, a aveia, por exemplo, é cada vez mais visada por conta de sua alta concentração de fibras solúveis — as chamadas beta-glucanas, que podem ajudar no controle e redução do colesterol.

Alternativa à degustação

Outra tendência que a linha multigrãos da Quaker traz é o cashback. Por mais que esta seja uma prática que se disseminou pelo varejo com a pandemia por aproximar o consumidor e abrir as portas da fidelidade, o interessante é que a prática no caso de um alimento está em sua alternativa à degustação.

“Optamos por oferecer uma ação de cashback porque acreditamos que no momento que estamos vivendo é uma forma de gerar experimentação da inovação para os consumidores em substituição. É uma alternativa ao sampling, que era uma prática comum antes da pandemia”, explica Cecília.

Na campanha, o consumidor chega a ter um valor de até R$ 20 em créditos na compra de qualquer item da nova linha ao cadastrar a nota fiscal no site da promo, recebendo os créditos no app RecargaPay.

 


+ Notícias

As tendências visíveis da revolução alimentar que acontece debaixo do seu nariz

Queridinho do Brasil, Veja quebra sua grande tradição






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS