Você sabe qual é o diferencial da sua empresa?

Saber o que se destaca dentro do seu negócio é o primeiro passo para construir estratégias e entender o posicionamento de marca

Você sabe qual é o diferencial da sua empresa?

Toda empresa quer encontrar seu lugar ao sol no mercado. Ser a escolhida pelo cliente e lembrada pelo público. Em um mercado cada vez mais competitivo, conseguir isso deixou de depender apenas de um preço mais baixo ou uma qualidade superior. É preciso encontrar o diferencial da sua empresa, aquilo que a destaca da concorrência e torna o negócio único na visão do cliente.

Seja oferecendo produtos ou serviços, empresas que constroem esse diferencial são aquelas que geram valor aos seus clientes indo além do básico. Com tamanha importância, definir qual é esse ponto de destaque torna-se passo importante para a estratégia de negócios e, de acordo com profissionais, na sobrevivência da empresa.

O diferencial competitivo no mundo dos negócios

O diferencial competitivo é aquilo que se destaca em uma empresa, considerando sempre as necessidades dos clientes. Mas, mais do que conseguir a atenção daqueles que consomem seu produto ou serviço, é preciso que esse diferencial seja um impulsionador do negócio a longo prazo. Ou seja, que seja competitivo dentro do mercado e que torne a empresa única no que faz.

“Você tem que pensar no que você vai oferecer que ninguém mais consegue entregar no mercado concorrente. E você vai fazer isso de uma maneira diferente do que as outras empresas já fazem, com o toque especial do seu negócio, que siga seu propósito de marca”, explica Tatiana Rodrigues, CMO da Ahgora, especializada em tecnologia para a gestão de pessoas.

Para ela, ter um diferencial da empresa bem definido gera mais do que unicidade e destaque: gera também valor para o cliente, fazendo com que ele escolha sua empresa quando precisar, impulsionando o negócio.

Segundo Khalil Yassine, fundador da Dolado, empresa que facilita a presença online de comércios locais, gerar esse valor para o cliente é um dos pontos principais quando se pensa em diferencial. “Você só consegue gerar valor para o seu cliente tendo esse diferencial competitivo. É preciso criar um valor único, que torne sua empresa original e singular para o público que atende”.

O fundador exemplifica isso com o caso da Dolado, dizendo que apesar de existirem inúmeras empresas que permitem que pequenos negócios estejam no mundo online, nenhuma oferecia de fato uma capacitação próxima e humana a eles, mostrando os benefícios dessa tecnologia ou como utilizá-la, por exemplo. Esse foi o diferencial que contribuiu para o crescimento da empresa.

Definindo o diferencial da sua empresa

Saber o que torna a empresa única no mercado nem sempre é algo fácil. De acordo com Tatiana Rodrigues, são vários os aspectos que definem o diferencial da empresa, mas é preciso pensar além do óbvio.

“Hoje em dia o preço mais baixo pode não ser um diferencial, por exemplo. Os consumidores estão preocupados também com a experiência. Então, é preciso pensar em quais pontos que irão gerar valor para o cliente, que transmitam o propósito da sua empresa e a posicione no mercado”, explica a CMO da Ahgora.

Segundo ela, essa diferenciação entra no posicionamento da marca, do serviço e, claro, na proposta de valor que gera ao cliente. “A forma como a empresa se relaciona com o público-alvo, a maneira que a empresa entrega algo, a qualidade do produto ou serviço, a agilidade, o pós-venda, o tom e voz, tudo isso constrói uma diferenciação”, diz.

O principal ponto para construir isso, para Khalil Yassine, é entender a situação do seu cliente ideal no momento e qual problema dele você quer resolver. “A partir disso, você consegue criar hipóteses sobre possíveis propostas de valor que resolvam de uma maneira única o problema que você está atacando. Depois, você consegue testar e validar se o que você vislumbrou em termos de diferencial competitivo faz sentido ou não na prática”, afirma.

Assim como o fundador da Dolado, Tatiana Rodrigues também acredita que o teste e a validação são etapas iniciais importantes para o desenvolvimento desse diferencial. “Nós só percebemos que estamos oferecendo um diferencial depois que já entregamos ao cliente. Hoje em dia é preciso testar rápido, ou seja, lançar logo a hipótese de serviço ou produto que você imaginou é mais importante que ser preciosista e querer algo perfeito. A percepção do cliente que vai dizer se você gerou valor ou não a ele”.

Nesse processo, o empresário também pode acabar descobrindo que o que pensou como diferencial, na verdade, não muda muita coisa para a vida do cliente, enquanto outro ponto pode trazer muito mais benefícios, tornando a empresa única. Por isso, o diferencial precisa ser pensado desde a elaboração do produto ou serviço, para tornar possível esses testes e, posteriormente, a construção das estratégias.

Investimentos necessários

Como tudo no mundo dos negócios, é preciso investir tempo e dinheiro para que esse diferencial competitivo ganhe destaque de fato dentro da empresa. “Sabemos que é muito complicado a pessoa investir nisso logo no começo, mas acho importante reforçar que em um mercado saturado, é raro ver empresas oferecendo algo inovador pelo serviço ou produto em si. Então, para mim, o momento de investir no diferencial da sua empresa é já no início, quando vai lançar o produto”, explica a CMO da Ahgora.

Essa é a mesma ideia de Khalil Yassine. Para ele, um dos principais pontos de investimento é já na fase de teste é essencial, pois a partir disso você valida sua ideia, monta sua estratégia e consegue investir de maneira mais inteligente no futuro, considerando o feedback e a satisfação dos clientes.

Segundo os profissionais, também é preciso entender que esse diferencial não será o mesmo para sempre, o que gera a necessidade de novos investimentos com o tempo. Afinal, o comportamento do consumidor muda, assim como o que eles esperam de uma empresa.

“Tem uma frase conhecida que diz que ‘não tem ninguém melhor para acabar com seu produto do que você mesmo’. Ou seja, temos que ser pouco apegados ao produto e ao serviço em si, e sermos mais focados no propósito de gerar valor para o cliente, isso é o que torna uma empresa diferenciada no mercado”, elucida Tatiana Rodrigues, concluindo que negócios que não se importam ainda em construir uma marca sólida nesse sentido, correm um grande risco de sair do mercado com o tempo.


+ Notícias

Os 5 fatores críticos de sucesso para a experiência do cliente

Marcas no TikTok: como usar a rede social do momento a seu favor






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS