Fórmula do sucesso? Marcas ganham engajamento com comentários sobre as Olimpíadas no Twitter

A rede social registrou um ranking de empresas com maior número de menções que comentaram os jogos olímpicos

Foto: Shutterstock

A boa publicidade hoje está acompanhando os hábitos do consumidor. É fato: algoritmos chamam mais atenção quando estão mais bem encaixados nas páginas, as propagandas têm mais apelo quando já estão na vida do usuário — especialmente nas redes sociais, como o Instagram, Facebook, TikTok e Twitter. E saber surfar a onda dos acontecimentos recentes integra, de fato, o consumidor com a marca.

As Olimpíadas de Tóquio (Japão) estão aí como um grande exemplo de como a conexão com o momento por meio das redes pode ser poderosa para o marketing. O Brasil foi o segundo país que mais tweetou sobre os jogos em todo o mundo: entre 19 e 26 de julho, foram mais de 12 milhões de tweets sobre a competição, segundo levantamento do Twitter. Entre esses milhões, vale destacar, as empresas aproveitaram o momento para fazer uma publicidade inteligente.

De acordo com os dados do Twitter, tweets relacionados às Olimpíadas e especialmente aos medalhistas brasileiros tiveram bem mais engajamento, o que levou as marcas a serem mais comentadas que nunca na plataforma. Empresas como Havaianas, Apple e Netflix dispararam na rede social após postarem, de maneira integrada ao momento, conteúdos sobre os esportes — e isso as levou as serem as mais mencionadas no período.

A questão que salta sobre tudo isso é: como elas alcançaram esse patamar?

Humor, marketing e atualidades no Twitter

No ranking do Twitter, as marcas mais comentadas por ações que tinham relação com as Olimpíadas foram: Havaianas, Apple, Magazine Luiza, Netflix, CocaCola, XP Investimentos, Hotels.com, Oi, MRV e Brahma. Todas lançaram uma série de conteúdos na plataforma que tinham uma relação forte com os esportes, assim como com o humor.

No caso da Oi, por exemplo, houve publicações que uniram memes da internet com a situação da pandemia. A marca comentou sobre o skate, esporte no qual o Brasil levou duas medalhas de prata, e sua conexão com o esporte, algo que também saltou aos olhos dos internautas.

“Não é brasileiro quem não acordou com vontade de pegar o skate e sair sem rumo ouvindo Charlie Brown Jr. Muito orgulho desse esporte que a gente apoia há 19 anos”, destacou a empresa no Twitter.

O mesmo ocorreu com a Netflix. Após a conquista da medalha de prata por Rayssa Leal, de apenas 13 anos, a plataforma de streaming aproveitou o momento para divulgar seu filme “Uma Skatista Radical”, que tinha uma história semelhante à da atleta.

“Para quem acordou skatista desde criancinha hoje, recomendo o meu filme Uma Skatista Radical. A história é linda e você já emenda com o choro de emoção de ontem”, diz a empresa no tweet, um dia após a comemoração de Rayssa Leal.

A importância de aproveitar o timing

A Havaianas foi uma das marcas que mais interagiu com as Olimpíadas em suas redes. Os comentários levaram não apenas a um maior número de seguidores, mas também há um engajamento bastante elevado. A marca soube como misturar o humor de suas postagens com o momento — e foi justamente esse o maior acerto.

“Nas areias de qualquer lugar do mundo, sempre tem: 1) Havaianas e 2) Vitória do Brasil no vôlei”, destacou a empresa em um post na rede social. “Nesta casa nós temos orgulho da medalha de prata na ginástica artística feminina”, comentou em outro, que teve mais de 400 retuítes.

Para além da divulgação, a Havaianas também investiu em uma cobertura dos jogos — ainda que simples — por meio de sua plataforma no Twitter, o que gerou ainda mais engajamento e acompanhamento por parte dos usuários. Saber aproveitar o timing e promovê-lo com humor e conteúdo tornou-se uma das receitas de sucesso do social commerce.

Já dizia o ditado: tempo é dinheiro. E isso também funciona (muito bem, aliás) para as redes sociais.


+ Notícias

Voa, Fadinha: skatista Rayssa Leal estrela nova campanha da Nike

7 aprendizados que as Olimpíadas trouxeram ao mundo corporativo






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS