Chef ajuda pessoas a garantirem renda extra a partir de itens da cesta básica

Com mais de 7 milhões de inscritos em seu canal no Youtube, Luciana Mirahad, do Culinária em Casa, ensina a cozinhar e a garantir uma renda extra com alimentos acessíveis

Chef ajuda pessoas a garantirem renda extra a partir de itens da cesta básica

Dizem que o Brasil é um país de empreendedores. Seja a partir da necessidade de garantir uma renda extra ou por vocação, o fato é que o país fechou o ano de 2020 com o maior número de empreendedores individuais de sua história, segundo dados do SEBRAE.

E, pensando em ensinar a garantir uma renda extra a partir de itens mais acessíveis, a chef de cozinha Luciana Mirihad iniciou o projeto “Cesta básica que dá lucro”, que mistura dicas de empreendedorismo com receitas elaboradas a partir de alimentos do dia a dia, como arroz e feijão.

“Cesta Básica que Dá Lucro é um projeto fruto da pandemia, onde eu senti a necessidade de fazer com que o meu trabalho pudesse abrir a mente das pessoas que estavam procurando uma saída, uma renda extra. Com muita gente recebendo o auxílio emergencial, as pessoas poderiam complementar a renda de casa para pagar as contas vendendo pratos simples que levam ingredientes da cesta básica. Esse projeto ajudou muita gente, recebi muitas mensagens em forma de agradecimento e isso me motiva a cada dia na hora de pensar nos novos conteúdos”, relata Luciana Mirihad.

A chef conta com um canal no Youtube para divulgar as receitas e dar as dicas de negócio, o “Culinária em Casa”, que hoje assume o terceiro maior canal de culinária na plataforma, com mais de 7 milhões de inscritos.

Renda extra e empreendedorismo social

Segundo Luciana Mirihad, sua ideia de empreendedorismo surgiu, assim como de muitos brasileiros, a partir da necessidade. Contudo, desde a infância ela mostrava aptidão para os negócios, mesmo sem entender de que forma funcionava.

Com apenas sete anos começou a vender acarajé nas ruas de Paulo Afonso, na Bahia, para auxiliar no sustento da família, que enfrentava extrema necessidade financeira. Dois anos depois, uma ideia inusitada traçou parte de seu caminho profissional.

Observando a feira livre que acontecia na porta de sua casa, viu que a dificuldade dos trabalhadores era não ter um banheiro para uso durante o período em que passavam ali. Foi então que veio a ideia em alugar um dos banheiros externos da casa em que morava com a família, para uso de feirantes, e com o dinheiro arrecadado, investiu na compra de ingredientes para fazer bolos junto com a locação.

O negócio expandiu rapidamente e Luciana Mirihad passou a vender os bolos pelas ruas. Aprendeu com a vizinha a fazer receitas que, em troca da ajuda, no final do dia dava alguns trocadinhos para a garota, o que ajudava a garantir o alimento da família.

Buscando sempre a melhoria de vida e a liberdade financeira, nos anos seguintes, já morando na casa da tia, em Maceió, a empreendedora começou a exercitar a criatividade para recriar pratos, utilizando o que tinha em excesso em casa: ovos e abóboras.

O caminho de Luciana sempre cruzava com as cozinhas. Dos 12 aos 18 anos a jovem aproveitou a oportunidade em uma cafeteria na cidade onde morava, para aprender técnicas que futuramente aplicaria nos negócios.

Anos depois, de volta a São Paulo com o marido e o filho mais velho, a empreendedora começou a vender bolos e pão de mel, nas redondezas de onde morava. A nova empreitada foi um sucesso.

Sucesso no Youtube

Ainda em São Paulo, em uma das encomendas de bolo, Geovane, marido da chef de cozinha, fez um vídeo dela preparando o quitute, gostou do resultado e decidiu, junto a um dos filhos do casal, criar um canal no YouTube, sem que a mãe soubesse. Oito meses depois, veio a surpresa: Luciana tinha alcançado um milhão de visualizações no vídeo. Depois disso, o canal “Culinária em Casa” foi crescendo e virou referência.

Atualmente a chef segue um cronograma diário de produção de conteúdo. “É realmente um trabalho, onde tenho meta diária, penso semanalmente com a minha equipe sobre como trazer ideias que além de ensinar, podem ajudar financeiramente e com uma linguagem bem simples”, afirma Luciana Mirihad.

Esta surpreendente união da culinária com os negócios vem conquistando novos seguidores, que passaram a se inspirar em seus conselhos. Há inclusive relatos de pessoas que saíram de crises depressivas, através dos vídeos sempre muito bem-humorados da chef.

“Um rapaz em Goiânia, com uma das minhas receitas de pão, em apenas um fim de semana, vende mais de 70 unidades. Uma outra história bem legal é de um brasileiro que mora em Buenos Aires e nas férias, ele também faz a receita e vende na cidade”, lembra Luciana.

A empresária pretende manter o canal no Youtube ativo ainda por bastante tempo, mas também sonha em ter sua própria marca de bolo. “Eu penso em ter a minha própria marca de bolo, estou montando o projeto, ainda não tenho data de chegar ao público, mas acredito que não deve demorar muito”, planeja.

Além disso, Luciana tem um livro publicado pela editora Zero, o “Culinária em Casa – O Sabor de um Sonho”, onde conta sua história de superação, ensina a cozinhar em casa e indica os primeiros passos em direção ao empreendedorismo.


+ Notícias

Insegurança alimentar: app reduz preços nas compras de supermercado

Praticidade de mercado autônomo conquista os brasileiros






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS