Jovem empreendedora conquista mercado e aumenta vendas em 30% ao mês

A LV Store recebe um milhão de acessos no e-commerce e faz sucesso nas redes sociais

Letícia Vaz – Fundadora e CEO da LV Store | Foto: reprodução

A jovem empreendedora Letícia Vaz conquistou o mercado e veio mostrar que não precisa de muito dinheiro para iniciar um negócio de sucesso. Hoje com 24 anos, ela é dona da marca LV Store, recebe um milhão de acessos no seu e-commerce e tem crescimento de 30% ao mês em vendas.  Apaixonada por moda, ela atraiu mais de 400 mil seguidores nas redes sociais e faz sucesso com o público da faixa etária de 18 a 35 anos.

Fundada em 2015, a LV Store começou com o investimento de R$ 500 em roupas compradas em atacado e fez sucesso, vendendo todas as peças. Letícia estava no segundo ano da faculdade de jornalismo e conseguiu ter seu primeiro retorno financeiro. Ela viu neste momento uma oportunidade de empreender e abriu a loja de roupas online.

Alguns meses depois costurou, com ajuda da mãe, o primeiro cropped da marca que na época era uma tendência que ainda estava chegando no Brasil. Decidiu usá-lo em uma festa e conseguiu atrair mais pessoas, recebeu aumento na demanda de pedidos e a partir daí resolveu desenhar e confeccionar todas as roupas da marca. No natal do mesmo ano, atingiu muitas vendas e estava com poucas peças em estoque e optou por se dedicar e abrir o primeiro e-commerce, mesmo sem entender muito como seria.

Investimento no e-commerce

LV Store

Letícia Vaz – Fundadora e CEO da LV Store | Foto: reprodução

“Nós vendíamos muito, todas as peças que eu criava eram vendidas em pouco tempo. Eu postava uma foto no Instagram da marca e no meu falando sobre o produto e todas as minhas amigas, conhecidas e clientes compravam. Eu me tornei o rosto da minha marca porque elas confiavam nas minhas dicas e se reconheciam em mim nas fotos e vídeos”, conta Letícia. Em 2018, foi realizado o Black Friday da marca, mas teve um problema com a plataforma que não suportou a o volume de acessos.

Após o ocorrido, em 2019 Letícia Vaz conheceu a Signa, uma startup que profissionalizou seu e-commerce e habilitou seus negócios para serem expandidos através do Signashop. “Ter mudado para a Signa fez toda a diferença no meu dia a dia e nas minhas vendas. Tive um crescimento de 18% logo no início, já que a plataforma era melhor e tinha mais funcionalidades. E até hoje, sempre que eu preciso de ajuda o suporte é rápido e prático. Além disso, com a Signa, eu consegui aumentar ainda mais meu site e criar novas ferramentas, como provador virtual, foto 360º, Match Perfeito e bate-papo entre as clientes”, acrescenta a empreendedora.

Black Friday

As vendas da Black Friday de 2020 apresentaram resultados que superaram as expectativas. Na sexta-feira, a LV Store teve 800 mil acessos, totalizando 1 milhão e 900 mil durante o período. “Foi uma alegria tão grande poder ver que o meu negócio estava dando certo e que meu site é bom o suficiente para atender a minha demanda”, comenta a influenciadora. Agora em 2021, a empreendedora espera receber mais de 2 milhões e meio de acessos no site durante a data mais esperada pelo varejo.

Marketing de influência e expansão

Letícia Vaz foi uma das primeiras empreendedoras a fazer marketing de influência, contratando influenciadores digitais para fazer campanhas de seus produtos. No começo, ela usava sistema de estoque falso e tinha ajuda da sua mãe na produção das peças. Hoje a LV Store tem uma equipe de 50 funcionários, com a perspectiva de chegar a 75 até o final do ano, em um espaço de 1.000m² em Bragança Paulista, interior de São Paulo. Com ajuda das soluções digitais da Signa a jovem empreendedora está colocando em ação planos para expandir ainda mais.

“A Signa fica honrada e muito feliz por fazer parte desta jornada de sucesso, e principalmente, poder oferecer todo o suporte necessário para o desenvolvimento de todos os passos do lojista. Usamos a tecnologia Magento, que automatiza operações de maneira escalável, estável e 100% segura, fazendo com que toda a responsabilidade tecnológica fique com a Signa, permitindo que o cliente foque no negócio e pense em ideias arrojadas, enquanto cuidamos dos serviços especializados”, comenta Franklin Bravos, co-fundador e CEO da Signativa.


+ Notícias

O potencial do e-commerce de nicho de como driblar baixa em vendas

O que sites estrangeiros oferecem de diferente para os brasileiros?






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS