Ferrero aposta em conexão entre físico e digital para surpresas de Kinder Ovo

Realidade aumentada aliada ao novo aplicativo da Kinder com atividades educacionais geram experiência conectada para as crianças

Imagem: Divulgação Kinder

Apostar na conectividade como diferenciação da marca é um movimento cada vez mais recorrente entre as empresas. A aposta da vez é da Ferrero e está focada no público infantil. A partir de agora, as famosas surpresas do chocolate Kinder Ovo não ficarão restritas ao mundo físico.

Por meio do uso de realidade aumentada, as crianças poderão ver os personagens das surpresas ganhar vida no ambiente virtual. Todos os brinquedos estão sendo preparados com um QR Code, que, quando escaneado, gera interação dentro do aplicativo da marca. “Acreditamos na importância da brincadeira pois estimula a criatividade, o desenvolvimento intelectual e social das crianças”, destaca Renato Zanoni, Diretor de Marketing de Kinder para a América do Sul.

O app Applaydu também é lançamento e já está disponível no Brasil de forma gratuita nas lojas App Store e Google Play. Ele foi desenvolvido para famílias com crianças entre quatro e nove anos e visa estimular as habilidades cognitivas das crianças de maneira divertida e intuitiva. Em tempo conectados, é também uma forma de proporcionar momentos juntos em família.

Os 13 minijogos estimulam habilidades como memória, análise, organização, foco, matemática, leitura, coordenação motora, entre outras. Além disso, apresenta historinhas que podem ser acompanhas pelas crianças.

Personalização

Outra tendência que a empresa adicionou na plataforma é a possibilidade de os usuários personalizarem as histórias. A customização vai desde o nome, idade, avatar, até aos roteiros das atividades. A Ferrero ressalta que o app não depende da alfabetização das crianças para sua utilização.

Os pais também podem personalizar o nível de dificuldade dos jogos, de acordo com a idade dos pequenos. Entre as atividades, há jogos de palavras, quebra-cabeças, atividades musicais e curiosidades. Todas as atividades ficam disponíveis offline.

Há uma seção especial para os adultos, com opções de proteção com pin para garantir a segurança das crianças e o controle dos pais, incluindo relatórios para acompanhar o progresso dos pequenos e perfis personalizados (para o caso de mais de uma criança por família).

experiência-do-cliente

Pequenos, mas conectados

A realidade aumentada voltada para crianças está ganhando cada vez mais espaço. Levando em consideração a conectividade dessa geração, ainda mais inserida na tecnologia do que os próprios Zoomers, parece um movimento natural. A interação entre digital e físico na educação lúdica é também é uma aposta da startup 4DMais. Seu app interage com 23 cards que trazem animais para facilitar a aprendizagem do alfabeto.

Outra aplicação que utiliza a RA para crianças foi desenvolvida pela Educ360 °, empresa de tecnologia para a aprendizagem. O app “Alfabetização na Apraxia de Fala Infantil” foi desenvolvido para auxiliar principalmente crianças com síndrome de Down e Transtorno do Espectro Autista (TEA), pois costumam apresentar a apraxia de fala com mais recorrência. O distúrbio neurológico atinge a produção de sons e reduz a capacidade da criança de pronunciar claramente palavras e sílabas. Com os desafios da pandemia, a empresa viu no app uma possibilidade de apoiar o processo de aprendizagem.


+ Notícias

As boas práticas de gestão que salvaram a Latinex da “quase morte”

O que podemos aprender com a CCXP para a experiência do cliente?






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS