Por que o Big Data é um grande acerto na logística do e-commerce?

A convergência de tecnologias faz com que a ferramenta seja muito útil na logística do varejo online

Foto: Pexels

Já é possível perceber que o mundo pós-pandemia ocorrerá mediante um íntimo contato com a inovação. A verdade é que passamos por um momento de intensa transformação digital, no qual as novas tecnologias — em especial a inteligência artificial, uso e análise de dados, como o Big Data, e a realidade virtual — fazem toda a diferença para a nova fase dos negócios.

Assine a nossa newsletter e fique por dentro das notícias sobre a experiência do cliente

Especificamente para o mundo corporativo e o varejo, com o crescimento e expansão do e-commerce, a análise de dados começou fazer sucesso não apenas para revelar tendências, comportamentos do consumidor e hábitos de consumo, mas também nos processos internos de logística, que vêm reestruturando suas metodologias para atender à nova realidade do varejo eletrônico: mais imediatista do que nunca.

Uma dessas ferramentas que tem feito sucesso no mundo da logística é justamente o Big Data, tão usado para antecipar tendências no varejo. Em conexão com os softwares certos, assim como em conjunto com a inteligência artificial (IA), o universo da logística está mais que favorecido pela ferramenta, que consiste exatamente em uma imensa capacidade de armazenamento de quantidades massivas de dados, processados em alta velocidade. No universo da logística, isso significa dizer que todos os processos, desde o cadastro do consumidor até a entrega do produto, podem ser computados em segundos.

Logística: um mercado em expansão

Em linhas gerais, o Big Data na logística é capaz de segmentar de maneira quase instantânea todas as informações necessárias, mediante o armazenamento de forma otimizada pelos sistemas de automação e análise desse grande grupo de dados. Por meio dessa imensa massa de analytics, a empresa não apenas tem nas mãos a capacidade de segmentar seus dados, como também passa a ter a oportunidade de tomar uma decisão mais assertiva.

Assine a nossa newsletter e fique por dentro das notícias sobre a experiência do cliente

Embora não pareça, o Big Data hoje é tão fundamental dentro da cadeia logística que até o transporte é favorecido por ele. Afinal, uma vez que os dados são segmentados de maneira quase instantânea, todo o processo de entrega fica facilitado: desde a confirmação dos dados informados internamente até a atualização dos processos externos, encaminhados para o consumidor final.

E, é claro, posto que o Big Data atua em conjunto com outras tecnologias, a imersão com outras ferramentas faz todo o sentido, sobretudo com a inteligência artificial, o machine learning e a internet das coisas (IoT). Caminhamos, sem dúvidas, para um momento no qual a convergência entre as tecnologias é uma realidade muito útil ao varejo.

O uso do Big Data no varejo

Ao passo que a inteligência artificial atua com maestria para trabalhar a personalização na jornada do cliente, o Big Data a complementa na tomada de decisão, mas uma que vem antes da individualização do consumidor — e que, assim, massifica tendências. É por meio do Big Data que o varejo antecipa os produtos mais comercializados, as pesquisas dos consumidores, tudo para uma tomada de decisões diversas, tanto de logística quanto de investimento.


+ Notícias

A hora e a vez da logística: o que o consumidor espera de inovações do setor?

O uso de Big Data na gestão de pessoas




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS