De olho no futuro: tendências digitais e de consumo na América Latina e no Caribe

O consumidor do futuro é movido por propósito, identidade e ética; confira mais tendências no e-commerce e o que esperar nas relações de consumo

De olho no futuro: Tendências digitais e de consumo na América Latina e no Caribe

O modo de vida na América Latina e no Caribe está mudando rapidamente. Considerando que o futuro é influenciado por vários fatores – a dinâmica digital, transformações econômicas, a crescente polarização política, movimentos sociais, mudanças climáticas e, claro, a pandemia –, nem sempre é fácil vislumbrar como ele será.

Assine a nossa newsletter e fique por dentro das notícias sobre a experiência do cliente

A Visa tem um compromisso histórico com o design centrado no ser humano, filosofia que respalda nossa abordagem à inovação. Levamos o futuro a sério e sabemos que ele começa com as pessoas.

Quando investigamos o futuro da LAC nos próximos 10 a 20 anos, analisamos o comportamento do consumidor e a inovação que impulsionará e acompanhará essa jornada, e esses insights nos dizem muito sobre quem seremos.

O consumidor do futuro

A confluência de movimentos revolucionários sociais e de gênero está levando a uma geração de pessoas movidas por propósito, identidade e ética.

Até 2030, quase 60% de nossa força de trabalho será composta por millenials e indivíduos da geração Z, uma geração combinada que aceita muito mais tranquilamente identidades fluidas e flexibilidade de modo geral. Para esses nativos digitais, a conectividade é parte de seu jeito de trabalhar, se divertir e consumir. Eles esperam que suas experiências sejam perfeitamente integradas, algo que a plataformas digitais continuarão proporcionando.

Assine a nossa newsletter e fique por dentro das notícias sobre a experiência do cliente

A economia gig continuará crescendo, acelerada pelo ponto de prova apresentado ao mundo pela covid-19: com as ferramentas digitais certas, praticamente qualquer um pode trabalhar de qualquer lugar. Essas gerações esperam comprar da mesma maneira. Ou seja, como e onde quiserem.

Os millenials e geração Z continuarão insistindo nessa flexibilidade, e as empresas e os inovadores se adaptarão a essa tendência. Isso já está acontecendo, a julgar pela profusão de formas de colaboração, acesso a plataformas virtuais de aprendizagem inéditas e o crescimento de 37% no e-commerce da região provocado pela pandemia no ano passado – e essa tendência só deve crescer.

Como ficam o dinheiro e os pagamentos

Os pagamentos em dinheiro ainda predominam nos mercados da América Latina e do Caribe. Isso acontece principalmente porque grande parte da população e dos comerciantes de menor porte da região não têm acesso a ferramentas bancárias e de pagamento.

No entanto, nossa experiência financeira toda está evoluindo.

Leia mais: 12 tendências que podem reinventar o consumo em 2021

A popularização das carteiras digitais e das criptomoedas e a necessidade de consumir via comércio eletrônico durante a pandemia criaram uma rota clara para um ecossistema de troca de valor invisível e digital. Os governos da região estão reconhecendo que esta é a onda do futuro e vários Bancos Centrais da LAC já anunciaram que vão explorar o CBDCs, ou moedas digitais emitidas por um Banco Central.

Romina Seltzer, head de Soluções para a Visa América Latina e Caribe

Alguns países até já lançaram pilotos, entre os quais, Brasil e Bahamas. Essa migração para pagamentos digitais de todos os tipos permite que o dinheiro venha acompanhado de informações e ofereça uma nova camada de valor personalizado aos consumidores, impulsionada simplesmente pela forma como eles escolhem pagar.

Nossa forma de comprar foi fundamentalmente alterada. Com o aumento nas vendas P2P, 30% dos consumidores atualmente afirmam que fariam compras por meio da mídia social. De plataformas de consumo puramente digitais a tendências de produtos personalizados produzidos sob demanda, simplesmente não há como prescindir de soluções de pagamento digital.

O sucesso dos novos modelos de varejo também depende de uma experiência de cliente fluida no checkout. Para concorrerem, as plataformas precisarão oferecer opções que reduzem a fricção, como pagamentos móveis e por aproximação, pagamentos com um clique, renovação automática de assinaturas, carteiras digitais e outras soluções de pagamento convenientes. Segundo o Futurist Group Study, quase 40% dos consumidores já consideram a ausência de contato uma funcionalidade básica dos pagamentos.

Assine a nossa newsletter e fique por dentro das notícias sobre a experiência do cliente

Como líder em pagamento por aproximação, a Visa foi pioneira na habilitação dessas soluções de pagamento inovadoras em toda a América Latina e o Caribe – de pagamentos P2P a carteiras eletrônicas, passando por opções bancárias inovadoras criadas para melhor atender a população com pouco ou nenhum acesso a serviços bancários e mais. Estamos olhando para frente.

Tecnologia e dados moldarão o futuro das cidades,
do bem-estar e das viagens

Ficção científica à parte, tecnologia e dados parecem uma dupla natural no dia a dia do futuro que enxergamos, onde humanos conectados que fazem questão de flexibilidade podem pagar de várias formas inovadoras.

Tecnologia e dados estarão presentes em nosso cotidiano de uma forma inédita, desde o boom de cidades inteligentes que veremos nos próximos anos até os jogos ativistas – com pessoas trabalhando em harmonia com inteligência artificial e Internet das Coisas (IoT) para expandir e enriquecer a própria vida.

Já vemos sinais claros disso no fenômeno dos jogos no metaverso, onde realidade virtual e pagamentos integrados se combinam, envolvendo crianças e adultos. Ou na telemedicina, com dispositivos que funcionam como monitores pessoais de saúde e aplicativos de saúde mental.

Leia mais: Telemedicina impulsiona transformações

Até as viagens serão repensadas, pois precisam se adequar à ética e à justiça ambiental exigidas por essas gerações enquanto brincam com o escapismo por meio de experiências imersivas e estimulantes aprimoradas por tecnologia.

 

Assine a nossa newsletter e fique por dentro das notícias sobre a experiência do cliente

A missão da Visa é ser a melhor forma de pagar e ser pago em todos os lugares – agora e no futuro. Para ver o futuro, não é preciso ter uma bola de cristal e, sim, estar comprometido em entender as pessoas e suas motivações e saber usar a tecnologia, os dados e os pagamentos para prever e atender aos interesses delas. Mas nunca é demais enfatizar que, no futuro, as soluções vitoriosas serão as que criarem as experiências de usuário mais convenientes, seguras, ágeis e confiáveis para quem paga e para quem recebe.

*Romina Seltzer, head de Soluções para a Visa América Latina e Caribe.


+ Notícias

Fintechs são as queridinhas pelos millennials: a nova geração quer ir além das transações financeiras

Como os hábitos de consumo mudaram durante a pandemia




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS