O Natal da esperança para o varejo

Houve uma mudança de comportamento da sociedade em geral, por conta do novo normal e, em função disso,o varejo também precisaram se adaptar

Para entregar os milhões de produtos natalinos produzidos todos os anos, a BRF, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, faz uma verdadeira operação especial que se inicia já no primeiro semestre. São meses de planejamento e produção para atender aos varejistas e consumidores no Natal e Ano Novo. Para se ter ideia de grandeza, 14 áreas da empresa estão envolvidas em todo o processo, sendo mais de 3.500 pessoas diretamente ligadas à produção, 8 mil colaboradores responsáveis pelas entregas, mais de 3 mil no time de vendas e aproximadamente 4 mil repositores garantindo os pontos de venda sempre abastecidos.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre os principais debates do universo do CX

Certamente, a BRF é uma das empresas mais relevantes e conhecidas do Natal brasileiro, afinal detém marcas que literalmente dão início à emoção ligada às celebrações de fim de ano. Sadia e Perdigão são duas das responsáveis por garantir que as ceias sejam fartas, com proteínas de qualidade e muita conexão afetiva. De acordo com o Google, a Sadia é a marca mais procurada no buscador no período de Natal. Chester Perdigão também não fica atrás, pois é uma das aves natalinas mais pesquisadas no período. Tudo isso se dá não só pela oferta de produtos, mas também por todas as ações integradas.

Os funcionários BRF vão para as ruas levar toda a magia do Natal para seus clientes, sejam varejistas, fornecedores ou consumidores diretos. Cabe salientar aqui a importância dos pequenos comércios para a retomada do setor também, pois as pessoas começaram a procurar por lojas mais perto de casa durante a pandemia. E os pontos de venda ficam repletos de comunicações que traduzem as novidades e encantamentos pensados nos clientes das marcas. Em um ano de reconquistas e da retomada da vida social, depois da população sofrer tanto com uma crise inimaginável, os times de marketing de Sadia e Perdigão também estão buscando, ainda mais, formas de se aproximar do seu público final, por meio de intervenções e atividades que conectem os valores das marcas com seus fãs, tanto online quanto offline.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre os principais debates do universo do CX

Houve uma mudança de comportamento da sociedade em geral, por conta do novo normal e, em função disso, as empresas também precisaram se adaptar. Foi imprescindível atualizar a indústria para oferecer mais opções, mesmo que isso já acontecesse de forma natural ou planejada anualmente. A necessidade de oferecer produtos e serviços ainda mais personalizados também foi um norte para a BRF e isso se deu bastante pela constante escuta ativa e DNA inovador da companhia.

Agora é hora de recuperar a confiança do consumidor, que já está chegando aos níveis de 2019. A economia também está retomando, o que permite que as pessoas possam sonhar com um fim de ano mais farto e promissor. Estamos em um momento de recuperação acelerada, para reaver o tempo perdido, e vamos contar com todas as pontas do ecossistema para que esse Natal seja realmente de muita esperança.

*Por Marcelo Suárez, diretor de marketing das marcas BRF.


+ Notícias

BRF cria programa para evitar o desperdício de alimentos

BRF investe em produção de carne cultivada a partir de células

 




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS