Nubank entra para e-commerce com parcerias de grandes varejistas

O passo da fintech é certeiro e acompanha a gigante onda de crescimento do varejo eletrônico, que angariou mais de 53 bilhões no primeiro semestre

Com os vários passos que o Nubank tem dado desde sua entrada no mercado financeiro em rumo à expansão, a próxima etapa era mesmo migrar para novas áreas. E foi isso que a fintech fez: na última terça-feira (23), o banco anunciou que fará parceria com algumas das grandes varejistas brasileiras, para entrar de vez em um dos segmentos que mais cresceram na pandemia, o e-commerce.

Ao que foi anunciado, os primeiros parceiros serão o Magazine Luiza, AliExpress, Dafiti, Casas Bahia, Ponto, Extra e Allied, distribuidora de smartphones. O Nubank indicou ainda que mais nomes serão anunciados até o fim da semana da Black Friday.

“Será possível fazer compras em diversas lojas começando o processo dentro do aplicativo do Nubank. Quem fizer isso terá direito a vantagens exclusivas, como descontos especiais”, destaca o Nubank em publicação no blog da empresa.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

A chance de ouro do Nubank

Desde sua chegada no Brasil, o banco vem se desenvolvendo de maneira expressiva, mas foi na pandemia que a fintech ganhou ainda mais destaque. “Neste primeiro semestre de 2021, as nossas receitas de intermediação financeira no Brasil atingiram aproximadamente R$4 bilhões, um crescimento de 91% em relação ao primeiro semestre de 2020”, escreve Guilherme Lago, CFO do Nubank no blog do banco.

Essa larga expansão abriu espaço para que a empresa entrasse para o e-commerce. “Por enquanto, essa função está em fase de testes, disponível apenas para alguns clientes. Este é um processo normal no Nubank: liberamos nossos produtos primeiro a grupos pequenos, para podermos aprender, melhorar e ouvir nossos clientes. Aos poucos, vamos liberando para mais pessoas, oferecendo a melhor experiência possível”, destaca a empresa no comunicado.

Com essa nova etapa, o Nubank segue em direção a um ecossistema integrado pelo uso de seus serviços. Dado o número crescente de usuários, esse é um passo mais acertado. “Encerramos junho de 2021 com mais de 41 milhões de clientes no Brasil – um aumento de 25% em relação ao semestre passado, e de 60% nos últimos 12 meses. Isso significa, em média, mais de 40 mil novos clientes por dia”, complementa Lago.

Surfando a onda do e-commerce

A nova etapa do Nubank também acompanha os números do comércio eletrônico, que crescem mês após mês. De acordo com os dados da Ebit | Nielsen, o e-commerce atingiu R$ 53,4 bilhões no primeiro semestre de 2021, um crescimento de 31% em comparação com o mesmo período no ano anterior. A pesquisa destaca que houve um aumento significativo no tíquete médio, que subiu para R$ 534 reais, bem como o crescimento de 7% no número de pedidos.

“Assim como no comércio físico, o e-commerce possui uma variedade de categorias, segmentos e formas de pagamento. A diferença principal é a facilidade de fazer as compras sem sair de casa, seja dentro ou fora do país”, destaca o comunicado do Nubank.

Até o final de 2021, a fintech ainda deve anunciar novas parcerias e possíveis cupons e descontos para seus clientes no e-mail e aplicativo do banco.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente


+ Notícias

Nubank abre acesso a transferências internacionais no aplicativo

Cibersegurança: como o Nubank pensa a proteção de seus clientes?




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS