E-commerce alcança alta em audiência e faturamento na Black Friday 2021

Relatórios mostram que as perspectivas otimistas se confirmaram e o faturamento do comércio eletrônico na Black Friday chegou a R$ 4 bilhões  

Foto: Shutterstock

As expectativas para a performance da Black Friday de 2021 no e-commerce eram altas, principalmente pela chegada de novos consumidores nos últimos meses e os bons resultados alcançados pelo canal durante a pandemia. Os números obtidos pelo comércio eletrônico na última sexta (26/11), segundo análise realizada pela Conversion, podem classificar a data deste ano como uma das melhores audiências desde que entrou no calendário varejista brasileiro.

De acordo com um levantamento da agência, as visitas nas principais lojas virtuais cresceram 42,24% na semana da Black Friday em comparação com os sete dias anteriores. A análise foi realizada com base no tráfego dos principais e-commerce do país por meio da ferramenta de análise SimilarWeb.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

O faturamento total do comércio eletrônico na sexta-feira foi de R$ 4 bilhões, 4,5% maior que o ano passado, aponta um relatório feito pela Neotrust. O estudo também analisou o número total de compras feitas pelo e-commerce entre 0h de quinta-feira (25) até as 23h59 de sexta-feira (26). Levando em consideração esse período de ofertas prolongadas, o resultado foi de R$ 5,419 bilhões, uma alta de 5,8% frente ao resultado obtido em 2020.

O tíquete médio das compras nacionais também apresentou alta – 6,4% maior do que o ano passado, registrando média de R$ 711,38. Ao mesmo tempo, a análise da Neotrust mostra uma baixa de 0,5% no número de pedidos registrados, que chegou a 7,6 milhões.

Bom momento do e-commerce

Os bons resultados da Black Friday acontecem em um momento em que o e-commerce apresenta boa performance no geral, conforme mostra a Conversion. O relatório Setores do E-commerce, elaborado periodicamente pela agência, mostra que, só no mês de outubro, os principais sites brasileiros de comercialização de produtos e serviços receberam um total 1,69 bilhões de acessos, um aumento de 1,58% em relação ao mês anterior.

“O comércio eletrônico vive um momento de grande amadurecimento, impulsionado sobretudo pela necessidade de atender as demandas e exigências dos consumidores durante a pandemia e o isolamento social”, explica Diego Ivo, CEO da agência.

Comportamento na data

Os dados da Neotrust mostram que o cartão de crédito continua como o principal meio de pagamento na Black Friday. O destaque de 2021 fica para o aumento da participação do Pix e das carteiras digitais para a realização das compras enquanto o uso de boleto bancário caiu quatro pontos percentuais.

O valor médio de frete praticado pelos varejistas teve redução de 12% em relação a 2020. E a participação de ofertas com frete grátis teve aumento de 0,6 pontos percentuais.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Entre as categorias com maior número de pedidos, o primeiro lugar ficou para Moda e Acessórios, seguida de Beleza e Perfumaria e Telefonia. Eletroportáteis e Eletrodomésticos completam o Top 5. Já com relação ao maior faturamento, a liderança ficou para Telefonia enquanto Eletrodomésticos e Eletrônicos ficaram com o segundo e terceiro lugares, respectivamente.


+ Notícias

Nubank entra para e-commerce com parcerias de grandes varejistas

Vivemos a era do e-commerce? As gerações mais velhas discordam




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS