Para o PicPay, simplicidade é fator primordial na experiência do cliente

Conhecido pela interface intuitiva, PicPay atua em cinco frentes de negócio e tem investido em features sociais, como feed e mensagens diretas entre usuários

Foto: Shutterstock

“Dinheiro ou cartão?”. A pergunta simples hoje já parece ultrapassada. Afinal, até quem sai de casa apenas com o smartphone pode pagar uma compra normalmente. Essa facilidade existe graças a fintechs como o PicPay, uma das precursoras dos pagamentos digitais no Brasil. A empresa capixaba nasceu com a missão de facilitar a vida das pessoas e chamou a atenção por facilitar o pagamento entre pessoas físicas.

Hoje, a base de clientes da companhia passa dos 55 milhões de usuários e a solução é aceita em mais de 5 milhões de estabelecimentos. A praticidade do modelo de negócio também é aplicada no atendimento ao cliente, o contato principal acontece diretamente pelo chat do aplicativo. “Trabalhamos ao máximo para que nossos produtos entreguem a melhor experiência, mas caso o usuário tenha alguma dificuldade, nós fazemos questão de resolver da melhor forma possível – seja através do próprio app ou entrando em contato com o nosso time de atendimento”, conta Gui Telles, head de marketing e estratégia do PicPay.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Para o executivo, melhorar a experiência dos usuários passa por aprimorar os produtos oferecidos. A tecnologia é essencial para simplificar a jornada, principalmente no que se refere à segurança e confiabilidade necessárias para meios de pagamento. “Estamos deixando o time de atendimento cada vez mais próximo ao time de produtos, para que as dores e sugestões dos usuários cheguem mais rápido às equipes que desenvolvem as funcionalidades e para que elas sejam solucionadas na raiz mais rapidamente”, explica Telles.

O autoatendimento também é uma prioridade para a fintech, parte da busca incessante pela facilidade no cotidiano. O conceito demanda informações acessíveis e funcionalidades disponíveis para que o consumidor consiga resolver suas demandas com autonomia e qualquer problema com agilidade.

Praticidade comanda o CX

Para quem utiliza o app, sabe que a usabilidade é bastante intuitiva. Essa simplicidade da jornada é a grande busca quando o assunto é experiência do cliente. Isso porque, para a empresa, essa é uma tendência fundamental de nossos tempos. “Os pagamentos e transações do dia a dia são e estão caminhando para serem cada vez mais imperceptíveis, sem fricção e da forma mais fácil possível”, analisa o executivo.

Essa lógica faz parte das cinco frentes que o PicPay atua hoje. Além da carteira digital para o consumidor pessoa física, a empresa tem soluções para empresas, empreendedores, além de ferramentas para e-commerces e clubes de assinatura. “Assim como a migração do dinheiro para os cartões, acreditamos que é uma questão de tempo até que toda movimentação financeira do usuário fique 100% online e digital”, destaca Telles.

Outra aposta da fintech é permitir que a plataforma se torne uma rede de conexões. “Estamos investindo nas nossas features sociais do aplicativo, como o feed e a mensagem privada, que são integrados aos pagamentos e colocam a experiência do usuário em outro patamar”, detalha.

Força do digital

A pandemia tem uma forte influência na adesão de muitos clientes pelos canais digitais. Para Telles, porém, esse é um fator que acelerou uma transformação que já estava acontecendo. “As pessoas estão usando cada vez menos dinheiro de papel e fazendo pagamentos pelo celular. Isso nos trouxe diversas oportunidades”, analisa o head de marketing e estratégia.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

A marca procura fortalecer a cultura digital no Brasil, principalmente ao demonstrar a praticidade real na utilização de sua ferramenta. Recursos como o cashback também complementam a experiência do usuário para que a adesão seja cada vez mais forte. “Temos uma herança de muitos anos em que o dinheiro e uso de bancos físicos era a forma de atender às principais necessidades das pessoas, mas acreditamos e trabalhamos para que a experiência seja cada vez mais simples e digital”, conclui Telles.


+ Notícias

Jornada do cliente em 2022: como sua empresa pode aprimorá-la?

Experiência phygital na prática: Americanas inaugura loja tecnológica




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS