Customer experience: filtros de realidade aumentada ganham espaço na jornada do cliente

A R2U anuncia filtro de RVA com exclusividade para Consumidor Moderno para redes sociais, o que impulsiona a experiência do varejo

Foto: Pexels

Mais do que nunca vemos o quanto a tecnologia está integrada ao dia a dia do consumidor, uma tendência sem dúvidas alavancada pela pandemia e característica da cultura de inovação que vivemos hoje. Entretanto, para além da rotina do brasileiro dentro de casa, em suas tarefas cotidianas, essa vivência mais digital também integrou o consumo nas empresas e tem ditado como pensar a estratégia de customer experience dos próximos anos.

Na prática, quanto mais tecnologia na jornada, maior é o encantamento do consumidor — claro, se esse recurso for utilizado de maneira correta e eficiente. E é por isso que ferramentas de inteligência artificial, realidade virtual aumentada (RVA) e outras têm conquistado tanto espaço.

Na maior parte das vezes, contudo, esses recursos mais tecnológicos não são nativos das empresas e sim conquistados por meio de parcerias com outras companhias ou startups. É o caso da R2U, que lançou recentemente um filtro para Instagram e Facebook que favorece várias lojas a usar RVA na hora de comercializar um produto específico e o divulgou com exclusividade à Consumidor Moderno. “Os varejistas valorizam esse tipo de recurso e, muitas vezes, acabam investindo significativamente para desenvolver filtros específicos. Nossa proposta é facilitar o processo, fazendo com que as marcas possam aproveitar blocos em 3D de produtos já existentes e publicar vários efeitos de maneira fácil, rápida e acessível financeiramente”, explica Caio Jahara, CEO da corporação.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Um investimento em customer experience alinhado à realidade do momento

O efeito dos filtros é compatível com smartphones dos sistemas Android e iOS e tem como objetivo turbinar o customer experience por meio da tecnologia, já que o filtro de realidade virtual aumentada permite uma interação mais phygital com o produto. “Com a nova funcionalidade, esperamos auxiliar o varejo a vender mais, uma vez que redes sociais como Instagram e Facebook são importantes canais impulsionadores de vendas”, destaca Jahara.

Por ser um filtro geral, ele além de facilitar o processo também diminui o custo de investimento em tecnologia, posto que funciona com todos os produtos para casa, como móveis, eletrodomésticos e artigos de decoração para casa. A configuração é simples e adaptada para o uso nas redes, o que auxilia o consumidor na hora de tomar uma decisão.

Além disso, o filtro foi desenvolvido com diferentes funcionalidades para cada rede social. No Instagram, é possível usá-lo como efeito, como um filtro comum. Ou seja, ao clicar no filtro, os usuários conseguem testar pelo smartphone como os objetos ficarão posicionados no seu ambiente, em tamanho real, com a opção de gravar e compartilhar a experiência nos stories.

Já no Facebook, é possível incluir o recurso na própria aba de venda dos produtos, em posts ou no momento de segmentar as campanhas, por meio da plataforma de gerenciamento da rede social. Isso significa dizer que, quando o usuário estiver navegando pela timeline e visualizar o anúncio ou o post, basta clicar na experiência, abrir a câmera e testar o item no ambiente, em tamanho real. Vale destacar que a funcionalidade também conta com um “call to action”, que direciona o consumidor ao site oficial da marca ou para outra página que a empresa prefira.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente


+ Notícias

As tendências de CX no atendimento pelo WhatsApp e apps de mensagem
Metaverso: nunca a experiência digital foi tão atrativa para consumidores e marcas




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS