Consumidor quer meios de pagamento que tornem a vida mais prática

A mentalidade de pagamento mudou e os consumidores buscam soluções que combinem com seu modo de vida, é o que revela estudo da Visa

Fotos: Pexels

As pessoas estão cada vez mais adeptas de experiências fluidas e totalmente digitais e nos meios de pagamento isso não é diferente. Uma pesquisa intitulada, Mentalidade do Consumidor (Consumer Mindset), que a Visa realizou recentemente com seus clientes da América Latina e Caribe (LAC), aponta que o consumidor busca soluções descomplicadas e que combinem com seu modo de vida.

A pesquisa descobriu que os consumidores dessa região têm interesse em usar métodos de pagamento inovadores, práticos e fáceis de usar. Pagamentos por aproximação (57%) e carteiras digitais em lojas físicas (48%) e online (45%) são preferência.

Os consumidores também se mostraram interessados em adicionar novas funcionalidades de pagamento que combinem com seu modo de vida mais digital e conectado. Embora alguns deles estejam reticentes com tecnologias que considerem “novas demais”, como o reconhecimento de voz, por exemplo.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Pagamentos que descompliquem o comércio

A pesquisa revela que esses consumidores já usam apps de mensagem para fins de comércio, entre os quais, WhatsApp (68%), Instagram (50%) e Facebook Messenger (47%) são os preferidos.

Leia mais: As tendências de CX no atendimento pelo WhatsApp e apps de mensagem

Nesse caminho, o estudo mostra que a popularização dos pagamentos entre pessoas (P2P) está em alta, com 55% dos pesquisados interessados na facilidade dessa tecnologia para o comércio. Além disso, um em três consumidores gosta de usar pagamentos biométricos, pois são uma forma fácil, instantânea e segura de pagar.

“Com esses novos insights, vemos claramente que, cada vez mais, o consumidor da LAC tem abraçado uma mentalidade digital e, mais do que nunca, busca conveniência, confiabilidade e formas de facilitar a vida”, destaca Vanesa Meyer, vice-presidente e head de Inovação e Design para a Visa América Latina e Caribe. ”

Prontos para novidades

Tendo em vista a incrível inovação tecnológica em andamento no espaço digital, a disposição dos consumidores em experimentar e adotar tecnologias de pagamento emergentes é inegável. O estudo aponta que os pesquisados estão interessados em métodos de pagamento como biometria (35%), realidade aumentada/virtual (28%), compras via IoT (21%), tecnologia de voz/assistentes virtuais (18%), vestíveis (18%) e até implantes (13%) nos próximos seis meses.

Aplicativos para transferências de fundos internacionais (47%), ferramentas de identidade digital para proteger seus dados e aprovar compras (45%) e até entregas realizadas por drones/robôs (34%) também foram apontados. E até autenticação de voz para aprovar a entrega de comida (31%) cresce na preferência por serviços digitais personalizados.

O avanço das criptomoedas

Uma conclusão interessante do estudo é o interesse crescente em criptomoedas (veja quanto os brasileiros movimentaram em criptomedas no ano passado) uma vez que as empresas da região LAC estão começando a aceitar esse novo método de pagamento. O interesse dos consumidores pelas criptos se deve à sua compatibilidade com a tecnologia corrente (21%) e capacidade de proteger a identidade e os dados pessoais do pagador (22%). Além disso, eles ficam intrigados quando veem outras pessoas usando-as (25%). Entretanto, apenas 11% dos pesquisados acreditam que se trata de uma solução que funciona instantaneamente ou de fácil configuração ou uso (12%).

No Brasil cresce Interesse por bancos digitais e menos taxas

Os consumidores também querem fazer operações bancárias de forma mais conveniente ao interagirem com suas instituições financeiras. O estudo mostra que os pesquisados têm optado cada vez mais pelos meios digitais – especialmente os apps móveis (53%) – para facilitar suas operações mais frequentes, como consultar extratos de cartões, pagar contas, transferir fundos de uma conta para outra ou enviar pagamentos.

Nesse contexto, os bancos digitais estão atraindo a atenção do consumidor, especialmente em mercados maiores como Brasil, México e Argentina. A pesquisa conclui que os consumidores esperam que os bancos digitais ofereçam uma experiência mais acessível e prática, com menos taxas e penalidades, e uma experiência de banco online e móvel mais fácil. As perspectivas são promissoras para esse setor, visto que 43% dos pesquisados se dizem dispostos a dar uma chance a um banco digital se as avaliações deles forem boas.

“Todos esses dados mostram que há espaço para os competidores certos entrarem no mercado e tornarem essas tecnologias emergentes mais acessíveis e compreensíveis para os consumidores da LAC”, ressalta Vanesa Meyer.

Digital é a preferência

Em termos de preferências de pagamento, a análise revela que as experiências online e sem dinheiro de papel continuam se multiplicando. É crescente a preferência dos consumidores da LAC pelo uso de cartões, especialmente os cartões de débito com chip e sem contato, ao pagarem em lojas físicas (66%). Além disso, a maioria admite que está comprando online com mais frequência. De fato, 63% dos pesquisados aumentaram a frequência de suas compras online nos últimos seis meses e 80% planejam manter seu ritmo de transações de comércio eletrônico nos próximos meses.

De fato, à medida que o mundo passou rapidamente do analógico para o digital, bancos e meios de pagamento se tornaram protagonistas nessa nova experiência do cliente. Hoje, se uma marca ou produtos não se adequar a esse cenário, onde meios de pagamentos conectados e fluídos ditam a preferência, certamente ela comprometerá o futuro dos seus negócios.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente


+Notícias

Os próximos passos dos meios de pagamento digitais

A geração que não conheceu a vida antes da tecnologia




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS