5 principais tendências em telecomunicações para 2022

A dinâmica do mercado pós-pandemia tem sido desafiadora para as empresas de telecomunicações; veja o que será tendência para o setor em 2022

foto: Pexels

Além da demanda crescente de milhões de trabalhadores ou estudantes em casa, o último ano foi o momento para as empresas acelerarem seu roteiro de digitalização, introduzindo serviços digitais e implementando infraestrutura para rentabilizar essas ofertas.

Certamente essa mudança cultural e sua demanda continuará em crescimento nos próximos anos. Em um ambiente onde mais consumidores e empresas estão exigindo serviços digitais e engajamento digital, uma pergunta emerge: Quais seriam as principais tendências para operadoras de telecomunicações em 2022? A Alepo elencou as principais. Vamos a elas:

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Digitalização de modelos de negócios

A pandemia mudou completamente a forma como os clientes interagem com seus prestadores de serviços. Os assinantes de telecomunicações estão mais inclinados a escolher um provedor que ofereça serviços digitais onboarding. Embora muitos já tenham modernizado suas redes, em 2022, essas empresas continuarão a transformar as operações por meio da digitalização de infraestrutura e serviços.

Isso significa até mesmo substituir os pontos de contato físicos, como lojas ou agentes de suporte por canais automatizados. A experiência do cliente (CX) alcançará um patamar com vendas e suporte totalmente digitais, oferecendo controle total sobre suas assinaturas implementando automação completa.

Para suportar serviços e sistemas mais avançados e digitais, as operadoras também precisarão implementar operações e sistemas de backend mais flexíveis e ágeis. Isso inclui tecnologias como infraestrutura de hiper-escala, fluxos de trabalho automatizados, inteligência artificial (IA), aplicativos e muito mais. Muitas operadoras poderão introduzir uma “nova marca digital”, mais ágil e nativa em nuvem, em vez de tentar transformar sua complexa infraestrutura de rede existente.

Concentre-se em mudar de IoT para IoE

A conectividade é apenas uma parte do que teles poderão ofertar. Os modelos de negócios evoluirão para fornecer ofertas de serviços de ponta a ponta. Ou seja, estamos falando de ultrapassar as fronteiras de IoT (Internet of Things – Internet das coisas) para IoE (Internet of Everything – Internet de todas as coisas).

Enquanto a IoT conecta máquinas, a IoE vai além de conectar dispositivos móveis e facilita conexões inteligentes entre todos os tipos de dados, processos, pessoas, aparelhos e coisas. Essas conexões serão facilitadas em redes públicas ou privadas por meio de protocolos padrão, e cada uma delas poderá ser acessada e medida em tempo real. Com bilhões de conexões potenciais apoiando um ambiente mais cognitivo e inteligente.

Estamos falando de um mercado global de IoE que atingirá US$ 3,352 bilhões em 2022. Embora a implementação real esteja ainda distante para alguns mercados, haverá investimentos significativos em pesquisas e estudos para determinar as aplicações mais relevantes. Indústrias de manufatura e mineração provavelmente sairão na frente.

Aceleração das implantações em nuvem

O relatório Top Strategic Technology Trends for 2022 da Gartner prevê que até 2025, as plataformas nativas em nuvem servirão de base para mais de 95% das novas iniciativas digitais – que em 2021 foram menos de 40%.

A nuvem fornece uma série de benefícios às teles que vão muito além da implementação e custos operacionais baixos. Outra tendência que se tornará cada vez mais popular em 2022 é “pague à medida que você cresce”. Esse modelo significa que os operadores podem obter um tempo mais rápido para comercializar e minimizar os custos, pois eles só pagam pelos serviços que realmente usam. Isso traz relevância de mercado, onde testemunharemos uma maior competitividade.

5G e seus desdobramentos

A adoção de redes 5G começará a ganhar mais força em todo o mundo. Como essa rede fornecem vantagens de velocidade e largura de banda sobre WiFi e LTE, elas poderão mudar o jogo para empresas.

 Leia mais: Como o 5G vai poder melhorar a experiência do cliente

Em 2022, é provável que o 5G ajude a solidificar uma visão de “fábricas inteligentes”.  Poderemos ver empresas adotarem e exigirem recursos 5G como foco em transformação digital. Além de suportar os avanços já citados em IoT e IoE, sua conectividade ultrarrápida e confiável ajudará a construir fábricas sem fios e cabos. Isso ajudará a gerar receita economizando tempo e esforço, mantendo um chão de fábrica propício para robôs e máquinas automatizadas realizarem operações.

Cibersegurança

À medida que serviços digitais avançados se tornam predominantes as Teles precisam proteger esses dados para manter a confiança de seus clientes.  Isso significa implementar uma arquitetura de malha de segurança cibernética (CSMA), que ajuda a fornecer uma estrutura de segurança integrada para manter todos os ativos seguros, independentemente de sua localização.

Do ponto de vista de segurança, outra camada adicional que as teles podem fornecer é o eSIM. Ao transmitir os dados do SIM digitalmente, as operadoras podem eliminar a necessidade de um cartão SIM físico e endereço de entrega, protegendo os dados do cliente através da verificação on-line.

Leia mais: As principais tendências de cibersegurança em 2022

Conclusão

Em 2022, certamente o 5G aliado a oferta crescente de serviços digitais continuarão a impulsionar o crescimento do mercado para  as teles. Por outro lado, esse crescimento necessita de infraestrutura moderna. A próxima geração de consumidores irá alavancar soluções baseadas em nuvem e prontas para 5G. Além disso, a segurança consumidor de serviços de telecomunicações deve estar no centro dessas operações.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente


+Notícias

O CX pós-pandemia do Dia e as perspectivas para o futuro | INSIGHTS DA LIDERANÇA #05

Customer experience: 22 tendências de consumo para 2022




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS