Reciclar por um mundo melhor

Quintin Testa, Diretor Geral da Verallia para América Latina, fala sobre os projetos da empresa em consonância com a pauta ESG

Foto: Shutterstock

A Alemanha é um dos países que mais recicla vidro no mundo, apresentando 84% de taxa de reciclagem, somente em 2019. Reciclar o lixo por lá é lei desde 1972, quando o descarte de resíduos foi regulamentado, prevendo multa para quem o joga na rua. Para se ter ideia, o país separa os vidros até por cor (garrafas brancas, verdes e marrons) – geralmente, utilizando, para isso, três contêineres diferentes para descarte.

No Brasil, as coisas são diferentes. A forma como as pessoas consomem e os resíduos que geram todos os dias representam um desafio sem precedentes para a sociedade, e a embalagem é um dos principais componentes. De acordo com a WWF, Fundo Mundial para a Natureza, o país é um dos principais produtores de lixo do mundo.

Leia mais: Qual é a importância dos rótulos e embalagens na experiência do cliente?

Por aqui, cerca de 25% das garrafas de vidros são recicladas, enquanto 75% vão para aterro, aumentando a sobrecarga do local e custo para prefeituras. O vidro é 100% reciclável e, para tanto, não é preciso que esteja intacto. Apenas com a utilização de cacos para a produção de novas embalagens já são reduzidos o consumo de energia no processo de fusão, extração de recursos naturais e a emissão de CO2, ou seja, colabora com a preservação da natureza.

Estima-se que a cada 10% a mais de caco utilizado na produção de novas embalagens de vidro, é possível reduzir 5% de CO2 emitidos e 2,5% no consumo de energia no processo de fabricação. Aqui, na Verallia, líder mundial e terceiro maior produtor de embalagens de vidro para alimentos e bebidas do mundo, anunciamos a meta global de aumentar a circularidade da embalagem de vidro, maximizando a utilização do caco no processo de produção de 49%, usados hoje, para 59%, até 2025.

Para isso, temos procurado implementar projetos ambiciosos para permitir um aumento da taxa de reciclagem de vidro no Brasil, principalmente nos estados mais próximos de nossas fábricas. Um exemplo é o projeto Vidro Vira Vidro, que tem como objetivo a instalação de milhares de PEVs (pontos de entrega voluntária), de tal forma que ajude as prefeituras a incrementar suas taxas de reciclagem. Junto com a Associação Brasileira das Indústrias de Vidro (Abividro), trabalhamos na elaboração de um conteúdo inovador para a educação ambiental, que será disponibilizado às prefeituras e escolas a fim de trazer maior consciência ambiental às crianças, seguindo iniciativas já desenvolvidas na Europa.

Há de se lembrar também do fator empregabilidade. Segundo dados da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), o Brasil gera mais de 79 milhões de toneladas de resíduos sólidos por ano, enquanto o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) afirma que 400 mil pessoas vivem da reciclagem de resíduos do lixo.

Dado a isso, a emergência climática requer a mobilização de todas as partes interessadas para melhor proteger os recursos naturais e acelerar a transição para a neutralidade de carbono, não só para deixarmos um mundo melhor para as gerações futuras, mas também para essa. Cuidar do meio ambiente é cuidar de nós mesmos, do nosso lar. O futuro é agora.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

*Por Quintin Testa, Diretor Geral da Verallia para América Latina.


+ Artigos

Diversidade e inclusão no ambiente de trabalho nunca foram tão relevantes

Quais são os impactos do ESG no e-commerce?




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS