Tech

SXSW Bites: confira os destaques do primeiro dia do festival

Começa nesta sexta-feira, 11, na cidade de Austin, no Texas, o South by Southwest (SXSW), um dos maiores festivais de inovação do mundo, que reúne executivos, investidores, entusiastas da tecnologia em diversas atrações espalhadas pela cidade. Neste ano, o evento ocorre de forma híbrida, podendo ser acompanhado presencialmente e virtualmente.

Assine a newsletter da Consumidor Moderno

O poder das Big Techs: regulação, autorregulação ou intervenção por dentro dessas empresas?

Uma das grandes discussões do SXSW é sobre o quanto podemos confiar nas Big Techs – você sabe: Meta (Facebook), Apple, Google, Amazon, Microsoft, Netflix – e se devemos buscar formas de obriga-las ou induzi-las a mudanças de dentro para fora? Acreditamos que com a chegada do metaverso e os inúmeros desdobramentos que virão dessa fusão de realidades (física e virtual), os parâmetros regulatórios conhecidos serão insuficientes para lidar com novas e profundas questões éticas. Assim, será possível influenciar as Big Techs para que se autorregulem espontaneamente?

O futuro do conteúdo: uma tendência que se repete a cada ano

Toda edição, o SXSW discute o futuro do conteúdo. Claro, a paisagem da mídia muda o tempo todo. Mas a rigor é o que já sabemos: os formatos de vídeo para plataformas online, reels e, sobretudo, TikTok, são a tendência quente para usuários.

A guerra do streaming também se acentuou abrindo inúmeras possibilidades para os criadores promoverem novas ideias e histórias, ousando mais em formatos e experiências. Agora, vamos ver como levar e vivenciar histórias no metaverso (olha ele aqui novamente), com novas possibilidades de conteúdo para engajar e assegurar o máximo de tempo de imersão dos usuários e clientes.

A grande diferença e o grande driver desse futuro é o ajuste fino dos conteúdos aos algoritmos para aumentar a exposição e amplificar o alcance. Para as empresas, a lição aqui é: seu conteúdo pode se tornar um hit positivo tanto quanto uma crise reverbera de modo acelerado até criar uma onda de cancelamento?

A grande dispersão – As previsões de Scott Galloway

Scott Galloway, provocador nada, apresentou suas previsão acerca da sua obra “Grande Dispersão” | Foto: Reprodução

Ele é um provocador nato. Quando ninguém ousava confrontar as Big Techs, Scott Galloway já mostrava números aterradores sobre o poder e a influência delas e o quanto elas estavam corrompendo e rompendo as estruturas de negócios nos mais diversos segmentos.

No SXSW, Scott apresentou mais previsões, basicamente em torno do seu maravilhoso conceito de “Grande Dispersão”, que explica como as plataformas tecnológicas criam dispersão em série: anywhere office, produção de conteúdo, difusão de canais de interação, vidas em bolhas, campanhas identitárias diversas, ao mesmo tempo em que a riqueza se concentra espantosamente. Scott abordou previsões que impactam as Big Techs, indústrias convencionais, saúde, educação e até mesmo a Guerra do Streaming no horizonte de 1 a 3 anos.

Humanismo e diversidade para diferenciar marcas

A experiência do cliente no atendimento sofre com um dilema implacável: de quem é a responsabilidade pela gestão desse relacionamento.

O SXSW mostrou que as áreas de operações e marketing, a depender da empresa, dominam essa responsabilidade, com resultados controversos. Mas o que falta é compreender o poder do feedback do cliente, o que o analytics e uma metodologia coerente que entenda que o ouvir o cliente é a melhor pesquisa possível para espelhar fielmente a qualidade da experiência oferecida pela empresa.

Isso é pensar o CX de forma mais humana, preenchendo o espaço que a tecnologia deixa em aberto. Ao mesmo tempo, essa é uma forma de pensar e agir de forma mais inclusiva, assimilando o poder da diversidade, a partir das opiniões e manifestações dos clientes. Esse é um dos temas mais caros ao festival. Colocar o feedback do cliente na mesa como forma de desenvolver características pessoais que os líderes inclusivos devem explorar, são essenciais para conduzir empresas e times em momentos de mudanças e incertezas.

Assine a newsletter da Consumidor Moderno

Cobertura especial

Para acompanhar os principais destaques debatidos durante o SXSW 2022, que será realizado entre os dias 11 e 20 de março, acompanhe também as redes sociais da Consumidor Moderno e Netza&COSSISTEMA.


+ Notícias

A tecnologia e o dilema do século XXI: mais inovação é o mesmo que ter menos segurança? 

Como o 5G poderá auxiliar na automação da indústria e de setores de base 

 

Jacques Meir

Jacques Meir é publicitário e diretor-executivo de Conhecimento do Grupo Padrão

Postagens recentes

Insatisfeita, Geração Z quer mudar cultura corporativa por dentro

Confira 10 empregos mais bem avaliados pela Geração Z e diferenças para os mais velhos

6 horas ago

Quais são as marcas mais admiradas pelos clientes

Pesquisa da Ibevar/FIA elencou as marcas mais admiradas pelos consumidores brasileiros e também por colaboradores

7 horas ago

Como os líderes podem incentivar o trabalho em equipe de qualidade

Segundo especialista da Fundação Dom Cabral é preciso investir em comunicação e criar um ambiente…

8 horas ago

Planos de saúde: como fica os tratamentos fora do rol da ANS?

Tribunais autorizam tratamentos fora do rol da ANS, apesar de decisão do STJ; PL ainda…

9 horas ago

A Avianca e a meticulosa arte de arruinar sua viagem em seis passos

Confira o relato da colunista Evelyn Rozenbaum sobre uma experiência decepcionante com a Avianca, em…

10 horas ago

10 anos de League of Legends: CEO da Riot Games comenta estratégia de CX da marca

Saiba como a gigante dos jogos online trabalha a experiência do usuário em todas as…

11 horas ago

Esse website utiliza cookies.

Mais informação