Portabilidade bancária: saiba como usar esse direito

Existem no Brasil três tipos de portabilidade bancária: salário, crédito e conta corrente. Conheça cada uma delas

Crédito: Unsplash

Você já ouviu falar de portabilidade nas empresas de telecomunicações ou nos planos de saúde. Mas você conhece a portabilidade bancária?

Criada em 2006, a portabilidade bancária permite que um cliente troque um banco pelo outro quando encontrar uma instituição que seja do seu interesse e lhe ofereça vantagens superiores às oferecidas na instituição atual. Hoje, existem três modalidade de portabilidade bancária: salário, crédito e conta corrente.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Na prática, poucos consumidores utilizam esse direito, entre outros motivos, pela burocracia envolvida no pedido. Por outro lado, especialistas apontam que o open finance (o livre trânsito de informações dos correntistas entre bancos) poderá finalmente massificar esse direito entre os consumidores.

Portabilidade de salário

A portabilidade de salário permite que um correntista escolha em qual banco receberá o salário.
Para pedir essa portabilidade, o consumidor deverá preencher um documento específico na agência bancária ou pela internet. No documento, o correntista informa a nova conta bancária.

O banco, por sua vez, terá cinco dias úteis para realizar a mudança.

Portabilidade de crédito

Esse tipo de portabilidade possibilita que o cliente faça a transferência de operações de crédito e arrendamento mercantil entre bancos.

Para isso é necessário solicitar o número do contrato, o saldo devedor e o número de parcelas à instituição financeira onde o crédito foi contratado. Isso pode ser feito pedindo o extrato de evolução da dívida.

Com os dados em mãos, basta levar as informações para o novo banco. Se for aprovado, o banco que deu origem ao empréstimo tem cinco dias para fazer uma contraproposta.

Portabilidade de conta corrente

A portabilidade de conta corrente consiste em levar os seus recursos e movimentação de um banco para o outro. Para isso, é preciso abrir uma nova conta.

Os documentos necessários para a abertura dependem de instituição para instituição, sendo que em alguns casos é possível fazer tudo online.

Assim que a nova conta estiver aberta no banco, basta fazer a transferência dos recursos via TED, DOC ou PIX. E se tiver algum empréstimo com a instituição, é necessário fazer também a portabilidade de crédito.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente


+ Notícias

Erros que diminuem o debate sobre o direito do consumidor

8 perguntas que o consumidor deve fazer caso peçam os dados pessoais




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS