Seis dicas para ter sucesso na carreira em Customer Experience

Empresas estão em busca de profissionais qualificados, mas, colaboradores internos também podem alcançar sucesso nessa área; confira as dicas de que já atua em CX

Foto: Pexels

Já falamos aqui de algumas áreas de sucesso e relativamente novas quando assunto é carreira no metaverso. A área de Customer Experience (CX) é outra que traz grandes oportunidades hoje no mercado de trabalho.

Empresas estão em busca de profissionais qualificados, mas, também oferecem treinamentos necessários para que colaboradores internos alcancem posições nessa área.

O CX requer habilidades específicas (como veremos mais adiante) e para ilustrar essa jornada trouxemos a trajetória de Ana Rocha, diretora sênior da Concentrix Brasil, multinacional de Costumer Care e outsourcing.

Ana começou a trabalhar como advisor assim que concluiu o ensino médio. Pouco tempo depois foi promovida a supervisora – a primeira de outras ascensões similares. Depois de cuidar de diferentes tipos de operações, como vendas, SAC, suporte e retenção, ela se especializou no ramo de seguradoras e ingressou na Concentrix Brasil.

Após um período trabalhando com uma equipe no desenvolvendo um projeto, ela participou de uma seleção interna e virou superintendente. Passou por mais duas promoções até assumir o cargo atual de diretora sênior. Hoje, aos 35 anos de idade, Ana é responsável por 25 clientes locais.

“Muitas vezes, as oportunidades podem ainda não existir, mas com trabalho focado em resultados e pessoas os caminhos se abrem”, resume Ana.

Leia mais: 17 profissões para atuar no metaverso

Hoje, a maioria das companhias possuem equipes dedicadas e áreas estruturadas em Customer Experience (CX). No entanto, como é um segmento em constante transformação e crescimento, a cada dia novos profissionais são requisitados ou, como o caso de Ana, colaboradores mais preparados passam a assumir posições estratégicas em CX dentro das empresas.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Para aqueles que desejam ingressar no segmento de Customer Experience, Ana Rocha elencou 6 dicas:

1.Gostar de pessoas

Para trabalhar com Customer Experience é preciso gostar de pessoas, entender suas necessidades. Nem sempre o atendimento ao consumidor é fácil. Por isso, é importante ser paciente. O contato com diferentes perfis de pessoas faz parte do dia a dia, tanto no trabalho de atendimento em si quanto internamente dentro das empresas. “É importante trabalhar em grupo na resolução de problemas, em novos projetos. Pedir ajuda para vencer desafios faz parte da rotina”, pontua Ana.

2.Aprendizado contínuo

Algo que às vezes é deixado de lado pelos profissionais. Embora as empresas deem o conhecimento técnico para trabalhar na indústria, é preciso buscar desenvolvimento. Isso é responsabilidade individual e vale tanto para cursos universitários quanto idiomas. “Inglês é um diferencial, aumenta a empregabilidade e dá a chance de trabalhar em multinacionais. Algumas vagas exigem espanhol, então se puder investir em mais de uma língua, vale a pena. Uma das grandes vantagens da área são as escalas menores, o que facilita a conciliação com a faculdade ou um curso especializado. Estudar é fundamental para crescer”, explica a executiva, que conta que precisou estudar para alcançar o nível de inglês exigido, além de ter feito duas faculdades.

experience

É preciso buscar desenvolvimento contínuo. (foto: Pexels)

3.Ter atitude de dono

A diretora afirma que “não é necessário ter o título para assumir uma posição de liderança. Mesmo sem ser promovido, é possível ter essa postura agregadora, apoiar e ajudar os pares, dar orientações. Essa postura me ajudou a crescer na carreira e a assumir a liderança”. Assim o profissional demonstra ter espírito de líder, capacidade para gerenciar e resolver problemas. Isso desperta para as suas capacidades, aumentando as chances de subir posições. O reconhecimento vem muito daí.

4.Valorizar os feedbacks

Na área de Customer Experience os feedbacks são constantes. “Eles são um presente e cabe a cada um decidir como utilizá-los. Os retornos dos líderes e dos colegas sobre o trabalho, sejam positivos ou negativos, são fundamentais para o crescimento profissional”, diz Ana. Eles trazem a oportunidade para refletir sobre as habilidades que precisam ser aprimoradas. Vale pensar “eu sou bom nisso, mas como posso melhorar? O que mais eu posso fazer?”.

experience

Os retornos dos líderes e dos colegas sobre o trabalho é importante. (foto Pexels)

5.Ser flexível

O trabalho de advisor dá a oportunidade para atuar com diferentes tipos de empresas, dos mais diferentes segmentos. Sendo assim, muitas vezes é preciso “virar a chave” para lidar com algo totalmente novo. Pode-se trabalhar com empresas de varejo, tecnologia, telefonia, seguros, bancos, por exemplo. Aqui vale mais uma vez a questão do conhecimento. Estudar o setor, ler, buscar informações é fundamental para ser um profissional versátil.

6.Vontade de fazer acontecer

A área de Customer Experience exige pessoas com vontade de mudar o mundo, com visão, criatividade, que busquem ser as melhores. “Pensar em soluções, ter uma mente inovadora, se engajar em projetos internos e colaborar para o crescimento da empresa são características muito valorizadas. O profissional demonstra que quer evoluir junto com a companhia, que tem a capacidade de ir além do seu cargo e do trabalho do dia a dia”, conclui a diretora.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente


+ Notícias

7 carreiras impulsionadas pela corrida do uso correto de dados 

Disparidade salarial: conheça a ferramenta que expôs centenas de empresas americanas no Twitter 




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS