Ecossistema de criptomoedas pode substituir cartões de crédito no E-Commerce?

Plataformas de comércio eletrônico, grandes empresas de tecnologia e outras empresas em todo o mundo estão começando a lançar criptomoedas

Foto: Shutterstock

Embora a revolução das criptomoedas possa ter começado há mais de uma década com o lançamento do Bitcoin, mais e mais indústrias estão apenas começando a considerar aceitar criptomoedas como uma opção de pagamento.

Plataformas de comércio eletrônico, grandes empresas de tecnologia e outras empresas em todo o mundo estão começando a lançar criptomoedas como uma opção de pagamento para capitalizar em uma crescente demografia que prefere pagar por produtos e serviços com moedas digitais.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Tendência de pagamento cripto

O mercado cripto é um setor ainda volátil, com o preço das principais moedas digitais como Bitcoin e Ethereum subindo em larga escala, o que deve se estabilizar com algumas políticas de regulação, como o próprio projeto de Lei n° 3825/19 que estabelece o marco regulatório das criptos no Brasil.

No entanto, a natureza descentralizada da cripto oferece muitas vantagens diferentes que podem ter muitos benefícios de empresas em muitas indústrias, incluindo a redução de fraudes de chargeback e o baixo custo de enviar e aceitar criptomoedas. Esta última, em particular, tornou as criptomoedas uma opção atraente para indústrias empresariais, como as principais empresas de cassinos online que muitas vezes sofrem com altas taxas de processamento de cartões de crédito e débito.

Fluxo de caixa melhorado

Uma vez que a criptomoeda está imediatamente disponível, isso pode fornecer um grande aumento de fluxo de caixa para pequenas e médias empresas em particular. Em comparação, os clientes que fazem pagamentos via cartão de débito ou crédito podem muitas vezes levar vários dias para que os fundos sejam liberados para a empresa, o que pode inibir a rentabilidade de uma empresa que depende de uma rápida reviravolta em dinheiro.

Esses gargalos só podem ser agravados por processos lentos de transações com transferências internacionais SEPA ou SWIFT, o que poderia forçar os proprietários de pequenas empresas a usar seus fundos pessoais para cobrir as deficiências temporárias de dinheiro. Por outro lado, os pagamentos de criptomoedas podem ser imediatamente recebidos e convertidos em moeda fiduciária, o que permite que pequenas e médias empresas acessem fluxo de caixa imediato quando mais precisam.

Novas bases de clientes

Além de reduzir as despesas gerais para aceitação de pagamentos e melhorar o fluxo de caixa, muitas empresas também descobriram que aceitar opções de pagamento em criptomoedas também abre uma nova base potencial de clientes em detentores de criptomoedas. Dados sugerem que, desde 2018, a conscientização sobre criptomoedas mais do que dobrou, e desde então, pesquisas da HBUS descobriram que a propriedade de criptomoedas aumentou de apenas 8% para 20% dos entrevistados. Para as empresas, isso significa que oferecer opções de pagamento em criptomoedas é uma maneira ideal de alavancar esse novo mercado de clientes e colocar as empresas na frente de novos clientes potenciais que podem não estar disponíveis anteriormente.

Desse modo, o principal impulso para a mudança de cartões de crédito para pagamentos de sistemas cripto virá dos comerciantes. O custo médio de processamento do cartão de crédito para um negócio de varejo onde os cartões são roubados é de cerca de 1,90%-2,15% para transações Visa e Mastercard. O custo médio para transações não presentes com cartão, como online, é de cerca de 2,30% – 2,50%.

Esse cenário pode ser pior do que se imagina, visto que os longos tempos de transações financeiras convencionais têm um impacto negativo no capital de giro do comerciante. Com cartões de crédito, equivocadamente se pensa que se paga por esse produto imediatamente, mas o dinheiro chega ao mercado dias depois. Consequentemente, o comerciante também corre o risco de cobranças por um período considerável de tempo após: normalmente por até 90 a 120 dias corridos, com base em uma “Data de Negócios do Site Central”.

Em comparação, com o sistema cripto o comerciante recebe o dinheiro imediatamente. Com o sistema push, o sistema cripto, não há chargebacks. Para o comerciante, a melhor comparação é dinheiro em cerca de 3 dias úteis sem finalidade para um total de 90 a 120 dias a um custo de talvez 2%, contra um tempo de bloco x segundo/minuto em cripto com finalidade e a custo zero.

Segurança cibernética em falta

Ademais, outra grande diferença entre o sistema de push de cartão de crédito em breve e o sistema cripto que irá substituí-lo é a segurança. Com seu cartão de crédito, você não está realmente fazendo um pagamento. O que você está fazendo é dar uma aprovação (com base no número da sua conta pessoal) para o comerciante retirar dinheiro de sua conta. Como o comerciante é apenas o link final da cadeia de pagamentos, o sistema do comerciante precisa transmitir os dados da sua conta para todas as outras entidades do processo. Então, o cliente, efetivamente tem que confiar em todas as 20 partes desta cadeia. O maior custo dos processadores de pagamento é a segurança; gasta-se bilhões a cada ano na tentativa de evitar fraudes.

No procedimento, o que mantém os pagamentos de A para B (que poderiam ser indivíduos, ou um indivíduo para um comerciante, ou um negócio para uma empresa) é seguro, simples e baseado em: manter as chaves privadas (basicamente uma senha complexa) e na comunidade trabalhando em conjunto, com base em incentivos econômicos para manter o banco de dados do sistema protegido. Todos os usuários do sistema basicamente contribuem com uma pequena quantidade para um grupo diversificado de apoiadores do sistema para garantir que ele permaneça seguro. O sistema cripto é matematicamente quase impossível de quebrar. Existem alguns pontos fracos (como exchanges, que são apenas bancos de dados SQL), mas estes não fazem parte do sistema cripto.

Nesse processo, os custos de segurança são uma pequena fração do valor gasto pelos players tradicionais. Existem críticas quanto ao sistema cripto por conta dos custos excessivos de eletricidade, contudo esse viés deixa de levar em consideração o papel que os mineradores desempenham no sistema com as funções equivalentes exigidas nos sistemas de bancos e pagamentos de reserva fracionária e pela sociedade.

As perdas genuínas no sistema são quase inexistentes, em comparação com uma quantidade astronômica de dinheiro perdido em fraudes de pagamentos. A única maneira eficaz de eliminar a fraude de pagamentos quase inteiramente e os custos de tentar evitar essa fraude é adotar o sistema cripto.

Trâmites do processo

Existem vários métodos que uma empresa pode usar para começar a aceitar criptomoedas, o que vai depender do tipo de negócio que está sendo operado. Para empresas de varejo pode ser tão simples quanto um código QR no ponto de venda, ou tão complexo quanto sistemas de ponto de venda cripto. Para o e-Commerce, aceitar criptomoedas é relativamente fácil com vários plugins e plataformas de pagamento de terceiros que podem ser integrados ao site, muitos dos quais oferecem a opção de converter pagamentos imediatamente em moeda fiduciária.

Com a criptomoeda apenas ficando cada vez mais popular, não é surpresa que mais indústrias estão começando a aceitar pagamentos com criptomoedas, juntamente com todas as opções de pagamento regulares.

*Por Adriano da Silva Santos, colunista de editorias de criptomoedas, economia, investimentos, sustentabilidade e tecnologia voltada à medicina.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente


+ Notícias

Como o metaverso vai ajudar no desenvolvimento dos colaboradores nos próximos anos?

Da tecnologia à sensibilidade: o respeito ao cliente no mercado financeiro 




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS